O JornalDentistry em 2018-3-27

NOTÍCIAS

Só escovar os dentes é insuficiente para proteger os dentes das crianças de alimentos e bebidas açucaradas

Uma nova pesquisa revelou que escovar os dentes, por si só, não é suficiente para proteger as crianças da cárie dentária causada pela ingestão de alimentos e bebidas açucaradas.

O estudo, publicado no Journal of Public Health, analisou cerca de 4 mil crianças em idade pré-escolar e descobriu que os hábitos alimentares são o comportamento mais fortemente associado à cárie dentária (1). 

 

Pesquisadores descobriram que os menores de cinco anos que fazem lanches entre as refeições, são muito mais propensos a ter sinais de cárie dentária em comparação com aqueles que comem apenas na hora das refeições, e que depender apenas de escovar os dentes não é suficiente. 

Segundo o Dr. Nigel Carter, diretor executivo da Oral Health Foundation,é claro que a escovagem dentária com um creme dental com flúor não é a varinha mágica que muitas pessoas ainda acreditam que seja e que prevenir a cárie dentária também tem que envolver mudança de dieta e estilo de vida. 

Quase todas essas operações, e a dor e o sofrimento associados a elas, poderiam ter sido evitadas com mudanças efetivas de comportamento para ajudar a proteger a saúde oral das crianças. 

Comer durante todo o dia comidas e bebidas açucaradas significa que os dentes das crianças ficam sob ataque constante de ácido e podem levar rapidamente a problemas sérios. 

O lanche das crianças deve ser limitado a não mais do que dois por dia e lanches açucarados não saudáveis devem ser substituídos por alimentos mais saudáveis, como frutas e legumes. 

 

O aplicativo móvel Change4Life Food Scanner é uma ótima maneira de ajudar a alcançar este objetivo. 

 

Os autores do estudo também identificaram fatores socioeconómicos dos pais, como níveis de educação, como um fator mais importante na cárie dentária das crianças do que dieta ou higiene oral. 

 

Cientistas sociais da Universidade de Edimburgo e da Universidade de Glasgow usaram modelos estatísticos e dados de pesquisas para prever a cárie dentária aos 5 anos. Usaram dados recolhidos sobre dieta e higiene oral a partir da observação repetida de crianças dos dois aos cinco anos. 

Identificaram que as crianças que escovavam menos de uma vez por dia, aos dois anos de idade, tinham o dobro da hipótese de ter cárie dentária aos cinco anos em comparação com crianças que escovavam os dentes duas vezes por dia ou mais.

A pesquisadora-chefe Valeria Skafida, University of Edinburgh's School of Social and Political and Sciences, diz que restringir a ingestão de açúcar é desejável tanto por razões nutricionais mais amplas quanto pela saúde oral das crianças. 

A coautora do estudo, Dra. Stephanie Chambers, da MRC/CSO Social and Public Health Sciences Unit at University of Glasgow referiu que entre crianças que comem doces ou chocolate uma vez por dia ou mais, a  escovagem dentária mais frequente, uma ou duas vezes por dia ou mais - reduziu a probabilidade de decadência em comparação com a escovagem menos frequente.

A pesquisa foi apoiada pela British Academy, pelo Medical Research Council e pelo Chief Scientist Office das Direcções de Saúde do Governo Escocês.

 

Fonte: Dental Health Foundation

Artigo original DHF: “Tooth brushing alone unable to protect children’s teeth from sugary snacks”

 

(1) -  V. Skafida, S Chambers - "Positive association between sugar consumption and dental decay prevalence independent of oral hygiene in pre-school children: a longitudinal prospective study"

 

Recomendado pelos leitores

Biofisa celebra 10 anos de soluções dedicadas à reabilitação oral
NOTÍCIAS

Biofisa celebra 10 anos de soluções dedicadas à reabilitação oral

LER MAIS

BIAL lança vídeo para assinalar Dia Mundial da Doença de Parkinson
NOTÍCIAS

BIAL lança vídeo para assinalar Dia Mundial da Doença de Parkinson

LER MAIS

Portugal Activo - 6 de abril
NOTÍCIAS

Portugal Activo - 6 de abril

LER MAIS

Translate:

OJD 50 ABRIL 2018

OJD 50 ABRIL 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES