O JornalDentistry em 2022-5-18

CONVIDADO

Convidado do mês — Luís Pedro Ferreira, presidente da SPOP, DDS, MdS, PhD

“O reconhecimento da Especialidade de Odontopediatria pela OMD foi o culminar de um processo que considero ter atingido a maior idade”

Luís Pedro Ferreira, presidente da SPOP, DDS, MdS, PhD

Lisboa vai acolher o 16º Congresso da European Academy of Paediatric Dentistry (EAPD) em colaboração com o 4º Congresso Ibérico de Odontopediatria, um Congresso organizado conjuntamente pela Sociedad Española de Odontopediatría (SEOP) e pela Sociedade Portuguesa de Odontopediatria (SPOP). Esta colaboração oferece uma grande oportunidade para reunir os odontopediatras europeus com os seus colegas espanhóis e portugueses. 
A EAPD tem uma longa história de Congressos de muito sucesso com um programa científico muito forte e também funções sociais de renome num ambiente familiar, e Lisboa vai dar-nos a oportunidade de continuar esta tradição e também de nos reencontrarmos depois dos desafios que enfrentamos devido à pandemia COVID-19. 
Em meados do século XIX, aparecem na Alemanha e em Inglaterra as primeiras estatísticas sobre o estado de saúde oral de crianças, e os resultados mostravam quase 100% de menores com cárie dentária, já se considerando que uma má saúde dentária seria sinónimo de má saúde geral. 
Já nos finais do século XVIII encontram-se referências de uma assistência dentária regular na infância. John Greenwood, médico dentista de George Washington em Nova Iorque, iniciou em 1780, um modelo de assistência dentária consistente para as crianças seguirem um tratamento periódico. 
Em 1901, nos Estados Unidos, estabeleceu-se a primeira clínica de assistência dentária infantil pelos membros da Rochester Dental Society, e esta empresa de carácter humanitário levou a que George Eastman conseguisse os fundos suficientes para criar em 1905 uma grande clínica de atendimento dentário a menores, que rapidamente se converteu num centro avançado de formação para jovens licenciados com vocação para a medicina dentária pediátrica. O êxito foi tal na clínica de Rochester que nos finais da década dos anos trinta funcionavam clínicas Eastman em Londres, Roma, Paris, Bruxelas e Estocolmo. 
Em 1913 é criada a primeira sociedade científica dedicada à área em Detroit: Pedodontic Study Club. Em 1925 transformou-se em organização nacional e dois anos mais tarde foi fundada a American Society of Childrens Dentistry, aparecendo em 1928 a primeira revista científica, a actual Journal of Dentistry for Children, agora como revista digital da American Academy of Pediatric Dentistry (AAPD). 
Em 1947 criou-se a American Academy of Pedodontics que em 1984 mudou o seu nome para American Academy of Pediatric Dentistry (AAPD), estendendo e modernizando o conceito de Odontopediatria. A AAPD desenvolveu o conceito de atenção global por parte do odontopediatra: crescimento e desenvolvimento psicológico e físico das crianças, prevenção e tratamentos dos problemas dos tecidos duros e moles, prevenção e tratamento de problemas ortopédicos e ortodônticos, atenção de pacientes com necessidade de cuidados especiais de saúde, e a inter-relação com os demais especialistas das áreas dentárias e médicas, marcando a pauta filosófica de atenção odontopediátrica que se estendeu ao resto do mundo. 
Ainda no século XX há um grande impulso e desenvolvimento da Odontopediatria em vários países. São fundadas diversas Sociedades de Odontopediatria em muitos países e a especialidade desenvolve-se no contexto universitário.  
 Em Espanha dá-se a criação, em 1973, da Sociedad Española de Odontopediatría (SEOP); no início dos anos 90 é fundada a European Academy of Paediatric Dentistry (EAPD), que tem uma influência muito importante no crescimento da Odontopediatria a nível europeu, e onde Portugal é representado por um Conselheiro. A Sociedade Portuguesa de Odontopediatria (SPOP) surge no ano de 2010, cumprindo assim este ano 12 anos de vida aquando do maior evento alguma vez organizado nesta área no nosso país. 
A Sociedade Portuguesa de Odontopediatria faz parte da International Association of Paediatric Dentistry (IAPD), e integra a Associación Latino Americana de Odontopediatría (ALOP). 
O reconhecimento da Especialidade de Odontopediatria pela Ordem dos Médicos Dentistas foi o culminar de um processo que considero, como Presidente cessante da SPOP, ter atingido a maior idade, estando agora lançadas as bases sólidas para o seu desenvolvimento em Portugal. 
 

Translate:

OJD 96 JUNHO 2022

OJD 96 JUNHO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.