2014-10-15

ARTIGOS

Crónica por Fernando Arrobas

LES MISERABLES

Merci pour ce moment. Foi este o tÍtulo escolhido pela ex-mulher do presidente francês, Valérie Trierweiler, para o livro onde revela toda a verdade sobre a separação de François Hollande e conta pormenores da sua vida privada. Por entre inúmeras espadas e flechas, de forma surpreendente, acusa o mais alto governante da república francesa de, em privado, tratar os mais pobres como ‘desdentados’.

Texto: Dr.Fernando Arrobas, Ilustração: Diogo Costa

Embora François Hollande se tenha prontificado a negar, a verdade . que esta afirmação foi altamente mediatizada
nos meios de comunicação social de todo o mundo e teve grandes repercussões nos seus .ndices de popularidade.
De facto, a express.o “sem dentes” representa uma dimens.o visual extremamente violenta e talvez seja dos poucos casos em que uma express.o pode valer tanto como uma imagem. Ali.s, na literatura . frequentemente utilizada como um forte marcador social na descrição de personagens, ora como crítica social ao ambiente vivido no seio da burguesia
ou como denúncia quanto à miséria vivida nos bairros populares e degradados. Fantine, por exemplo, no famoso romance de Vítor Hugo, Les Miserables (1862), dada a sua situação desoladora, vê-se na obrigação de vender o seu cabelo, os seus incisivos e a sua virtude.
Eça de Queiroz, apontando a dedo a realidade observada, no conto Singularidades de uma
rapariga loura (1902), não hesita em descrever o corregedor Macário com um eloquente
dente podre no seu sorriso. Charles Baudelaire (1821-1867) relata também a importância do
sorriso como forma de igualdade entre todas as crianças do mundo: “Através dessas grades
simbólicas entre dois mundos, a estrada e o castelo, a criançaa pobre mostrava à rica o seu
brinquedo (...) um rato vivo (...) e as duas riam fraternalmente uma para a outra com dentes
de brancura igual”.
O impacto social e económico das doenças orais é demasiado extenso para ser menosprezado.
Por ano, segundo a FDI, no estado da Califórnia, perto de 2 milhões de pessoas faltam
ao trabalho ou à escola por problemas dentários e, nos EUA, são gastos cerca de 159 Milhões
de USD em medicamentos. É por isso que o reconhecimento da import.ncia da saúde oral
e a sua transmissão por parte dos líderes das nações deve ser visto como um dever e não como uma tirada de humor. Só dever. existir um direito fundamental, constitucionalmente
consagrado, superior ao direito à saúde. O da liberdade de poder sorrir.

Recomendado pelos leitores

Investigação: Implantes dentários “inteligentes”
ARTIGOS

Investigação: Implantes dentários “inteligentes”

LER MAIS

Vários tipos de bactérias contribuem  para a perda óssea na doença  gengival
ARTIGOS

Vários tipos de bactérias contribuem para a perda óssea na doença gengival

LER MAIS

Medicamentos para a  azia podem ter benefícios inesperados em doenças gengivais
ARTIGOS

Medicamentos para a azia podem ter benefícios inesperados em doenças gengivais

LER MAIS

Translate:

OJD 88 OUTUBRO 2021

OJD 88 OUTUBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.