JornalDentistry em 2023-11-13

ARTIGOS

Pesquisa descobre maior risco de cárie dentária após cirurgia bariátrica

Pessoas que fizeram tratamento cirúrgico para obesidade têm maior risco de cárie dentária do que antes da cirurgia. Experimentam também frequentemente um declínio geral na saúde oral.

Estas conclusões  foram demonstradas por uma tese da Universidade de Gotemburgo.

O objetivo da pesquisa foi estudar a saúde oral de indivíduos antes e depois de tratamento  para obesidade grave. Os participantes tinham um IMC de 40 ou mais, ou 35 ou mais em combinação com outras condições médicas, como diabetes. O tratamento envolveu cirurgia ou tratamento médico.

O tratamento médico inclui aconselhamento sobre estilo de vida, tratamento dietético, possível tratamento medicamentoso e suporte para aumento da atividade física. No entanto, a cirurgia provou ser mais eficaz para a perda de peso e, com a crescente epidemia de obesidade em muitas partes do mundo, cada vez mais pessoas estão a ser submetidas a cirurgia.

"Cerca de 5.000 casos de cirurgia de obesidade são realizados todos os anos só na Suécia, e a tendência é aumentar", diz Negin Taghat, que defendeu sua tese de doutorado no Instituto de Medicina Dentária da Academia Sahlgrenska da Universidade de Gotemburgo, e que trabalha como pesquisadora, médica dentista do Serviço Público de Medicina Dentária  Sueco na região de Västra Götaland. “Estávamos, portanto, interessados em ver se há alguma alteração na saúde oral desses pacientes após a cirurgia”.

 

Aumento do risco de cárie após a cirurgia

O grupo de 118 indivíduos obesos acompanhados na tese revela um padrão segundo o qual um IMC mais elevado está associado a um maior risco de cárie de acordo com uma escala crescente. Nos valores de IMC mais elevados, houve um risco duplicado de cárie e menos cuidados dentários regulares.

Dois anos após o tratamento cirúrgico ou médico, surgiu uma clara divisão entre os grupos. Aqueles que foram submetidos à cirurgia passaram de uma média de 15,0 lesões de cárie na superfície do esmalte dentário para 19,1. No grupo que recebeu tratamento médico, entretanto, as lesões no esmalte diminuíram.

Outro exemplo refere-se a lesões de cárie mais profundas na dentina, com um valor médio inicial pré-tratamento de 4,3 lesões. Dois anos após o tratamento, os indivíduos do grupo de cirurgia tiveram uma média de 6,4 dessas lesões, enquanto os do grupo de tratamento médico tiveram 4,9.

As associações foram estatisticamente significativas, mesmo tendo em conta factores como o estatuto socioeconómico e outras condições médicas.

 

Conhecimentos importantes para a saúde

“Indivíduos que foram submetidos a tratamento cirúrgico para obesidade também podem apresentar uma variedade de sintomas orais e um impacto na sua qualidade de vida oral”, continua Negin. “Vimos que quase metade dos indivíduos apresentava problemas de saúde oral”.

Os sintomas podem incluir dentes hipersensíveis e dificuldades de mastigação. A situação como um todo também pode causar desconforto social.

“Os profissionais de saúde e de medicina dentária atendem esses grupos de pacientes no seu trabalho diário. É extremamente importante que a equipe esteja ciente de que a saúde oral pode ser afetada tanto pela obesidade quanto pelo tratamento da obesidade, para que medidas preventivas possam ser planeadas”.

O grupo investigado na tese faz parte do estudo maior BAriatic Surgery SUbstitution and Nutrition (BASUN), iniciado por pesquisadores da Sahlgrenska Academy para comparar os resultados a longo prazo do tratamento médico e cirúrgico da obesidade.

 

Fonte:MedicalXpress /  University of Gothenburg

 

Recomendado pelos leitores

Relações laborais na Medicina Dentária: Desafios Legais e Proteção do Profissional
ARTIGOS

Relações laborais na Medicina Dentária: Desafios Legais e Proteção do Profissional

LER MAIS

As bactérias orais são importantes para a  saúde – quatro doenças ligadas ao  microbioma oral
ARTIGOS

As bactérias orais são importantes para a saúde – quatro doenças ligadas ao microbioma oral

LER MAIS

Pesquisa encontra conexão entre fatores de risco para periodontite e saúde geral
ARTIGOS

Pesquisa encontra conexão entre fatores de risco para periodontite e saúde geral

LER MAIS

Translate:

OJD 117 MAIO 2024

OJD 117 MAIO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.