O JornalDentistry em 2022-8-30

ARTIGOS

A fluoretação da água é prevenção eficaz das cáries dentárias e uma vitória para o ambiente

Os investigadores do Trinity College Dublin que colaboram com a University College London demonstraram pela primeira vez a baixa pegada ambiental da fluoretação da água em comparação com outras medidas preventivas da cárie dentária.

O estudo foi publicado no British Dental Journal.

A fluoretação  da água é considerada uma das mais significativas intervenções de saúde pública do século XX. Mas à medida que a crise climática se agrava, há que considerar o contributo dos cuidados de saúde e a prevenção da doença para a crise. A ação é urgente.

Influenciados por esta urgência, os investigadores quantificaram o impacto ambiental da fluoretação  da água para uma criança de cinco anos durante um período de um ano e compararam-no com o uso tradicional de programas de verniz e escova de dentes com flúor, que ocorrem em escolas selecionadas em todo o Reino Unido, e internacionalmente.

Hoje, mais de 35% da população mundial tem acesso à fluoretação  da água, com estudos que mostram reduções significativas na cárie dentária. Embora existam dados sobre a eficácia clínica e a análise dos custos da fluoretação  da água, até ao momento não existiam dados sobre o seu impacto ambiental.

Para quantificar este impacto, a equipa de investigação realizou uma Avaliação do Ciclo de Vida (LCA) medindo cuidadosamente as viagens combinadas, o peso e as quantidades de todos os produtos e os processos envolvidos nos três programas preventivos (escovagem  dos dentes, programas de verniz de flúor e fluoretação  da água) . Os dados foram introduzidos num programa ambiental específico (OpenLCA) e a equipa utilizou a base de dados Ecoinvent, permitindo-lhes calcular as saídas ambientais, incluindo a pegada de carbono, a quantidade de água utilizada para cada produto e a quantidade de uso do terreno.

Os resultados do estudo, liderado por Brett Duane, professor associado em saúde pública dentária no Trinity College, concluíram que a fluoretação  da água teve o menor impacto ambiental em todas as categorias estudadas, e teve o menor impacto dos anos de vida ajustados à deficiência quando comparados com todos os outros programas comunitários de prevenção da cárie. O estudo também descobriu que a fluoretação  da água dá o maior retorno ao investimento.

Considerando o equilíbrio entre a eficácia clínica, a eficácia dos custos e a sustentabilidade ambiental, os investigadores consideram que a fluoretação  da água deve ser a intervenção preventiva da escolha. Esta investigação reforça o caso internacional de programas de fluoretação da água para reduzir as cáries dentárias, especialmente nas populações mais vulneráveis.

 

Fonte:  MedicalXpress /  Trinity College Dublin

Recomendado pelos leitores

Biomaterial poderá vir a  manter o dente vivo após o tratamento de canal radicular
ARTIGOS

Biomaterial poderá vir a manter o dente vivo após o tratamento de canal radicular

LER MAIS

Cadeia alimentar microbiana: interações nutricionais que promovem a periodontite
ARTIGOS

Cadeia alimentar microbiana: interações nutricionais que promovem a periodontite

LER MAIS

Diabetes e doenças orais afetam-se mutuamente e dificultam o tratamento
ARTIGOS

Diabetes e doenças orais afetam-se mutuamente e dificultam o tratamento

LER MAIS

Translate:

OJD 98 SETEMBRO 2022

OJD 98 SETEMBRO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.