O JornalDentistry em 2022-10-01

CONVIDADO

Ubuntu Essence – a revolução da saúde começa em ti

Há 6 anos, enquanto estava a estagiar num hospital no Rio de Janeiro, no último ano de Faculdade de Medicina, veio-me uma forte sensação “deve existir algo mais do que isto”.

Sasha Marie Allan, Médica, Terapêutica Holística e Fundadora da Ubuntu Essence

Os termos “saúde holística”, “mente-corpo-alma-espírito”, “espiritualidade”, “mindfulness”, “estilo de vida” muito rapidamente começaram a fazer parte das minhas leituras e estudos e eu ansiava por aprender cada vez mais. 

De repente, fez-se um clique dentro de mim. Eu sabia que existia uma lacuna dentro da medicina que eu tinha estuda- do até então. Nesse momento, eu entendi a minha missão de integrar a ciência e a espiritualidade. A importância de unir os conhecimentos da Medicina Convencional com o vas- to universo da Medicina Complementar. 

Eu sabia que a minha vida iria mudar para sempre. Com muitos desafios e poucas certezas. Algo muito desconfortável para quem cresceu, aprendeu e estudou de forma mui- to analítica e científica. Até então, tinha uma visão muito fechada sobre a saúde, sem questionar o status quo. 

Desde então, tem sido um percurso um tanto ou quanto tumultuoso e, ao mesmo tempo, enriquecedor. De entre inúmeras formações na área da Saúde Holística e Cura, desde a Medicina Integrativa e Psicologia Transpessoal até  ao Thetahealing, Yoga e Saúde Pélvica, criei o meu caminho dentro da medicina. E, assim, nasceu a Ubuntu Essence, com a missão de trazer a alma de volta à medicina. 

O Ser Humano é um ser complexo e merece ser tratado como tal. 

“Holos” significa todo. Ter uma visão holística, dentro da medicina, significa poder ver uma pessoa como um todo - mente, corpo, alma e espírito. Medicinas milenares, tal como a Ayurveda na Índia e a Medicina Tradicional Chinesa, nunca descuraram a parte emocional e energética de um ser humano. Eu acredito que isto não é uma luta, mas sim uma integração, de forma a visar a otimização da saúde, cura e bem-estar para cada indivíduo. Cada pessoa é única com manifestações físicas e sintomas diferentes. 

A Medicina é e sempre foi uma arte. A arte de ouvir, de intuir, de sentir (hemisfério direito do cérebro). 

Os meus professores na faculdade sempre ressaltaram que a colheita da história clínica de uma pessoa é a parte mais importante para poder fazer um diagnóstico. 

(Notem que utilizarei os termos pessoa/cliente ao invés de “doente” porque eu não considero rotular toda uma pessoa à volta uma doença que se tenha manifestado no seu corpo físico. Acima de tudo, é um ser humano, que tem uma doença). 

Apesar de sabermos tudo aquilo que, em teoria, preci- sávamos para sermos bons médicos, a alma da medicina perdeu-se pelo caminho...E a nossa também. A empatia e compaixão por nós mesmos, pelos nossos colegas e as pessoas que tratamos. Não por falta de profissionais de saúde com bom coração e vontade de ajudar os outros mas sim pela forma como o curso de medicina está outdated e como o Serviço Nacional de Saúde não zela pela própria saúde e bem-estar dos seus prestadores de serviço. 

A alma da medicina foi trocada por escassez, pura análise e lógica, utilizando, maioritariamente, o hemisfério esquerdo do cérebro. 

Está na hora de expandir a mente para aquilo que não exis- te explicação plausível, com o hemisfério direito do cérebro. Ao voltarmos a despertar este, ao integrar a informação que recebemos com o esquerdo, é possível entendermos a conexão que existe entre o corpo, a mente e as emoções. Tanto a nível somático como a nível metafísico, abrimo-nos para as infinitas possibilidades e inteligência inata do nosso corpo. 

O objectivo da Ubuntu Essence é redefinir a Saúde ao: 

• Integrar a ciência e espiritualidade para lembrar-te da tua própria medicina da alma; 

• Expansão da noção de um corpo para quatro – físico, mental, emocional, energético – como sendo uma parte de um todo, integral e fundamental da natureza, fundamentado nos princípios da Ayurveda; 

• Reconexão com os ciclos e ritmo da natureza para har- monização interior, através da sabedoria ancestral indígena e xamânica. 

A Ubuntu Essence consiste em três pilares fundamentais: 

• Regulação do sistema nervoso – cura a causa raiz da doença ao correlacionar os sintomas físicos com trauma do passado e stress diário. 

• Cura somática – reescreve a tua história ao observares os teus pensamentos, sentimentos, emoções para transfor- mar a forma como levas a tua vida; 

• Criatividade metafísica – acede à sabedoria do teu corpo através de diversão e deixares o perfeccionismo e crenças limitantes de lado para te sentires confiante em quem és. 

O meu propósito é guiar-te e reconectar-te com a medicina que és. A cura acontece no momento que te conectas com a parte de ti que está sempre completa – a tua alma. Está na hora de lembrares-te da própria medicina da tua alma. 

Através da Ubuntu Essence, ofereço mentorias 1:1 de Saúde Holística e Cura e, também, workshops e retiros em grupo. Já no próximo mês, facilitarei um retiro exclusivamente para mulheres, de 21 a 28 Outubro, em Bali, na Indonésia – a ilha dos deuses. 

A Wild Essence Retreat é sobre empoderamento feminino, regulação emocional e cura mente-corpo. Ao explorares mundos internos e externos, com práticas diárias desde a meditação, breathwork, intuitive movement, surf e várias experiências únicas para te reconectares com a Medicina da tua alma e o teu poder pessoal. 

Muita conexão com a natureza, tempo e espaço para reno- var a tua energia, para poderes voltar à tua rotina e dares o melhor de ti. Aprender a cuidar de ti, primeiro, para depois cuidar dos outros. Só assim é que faz sentido. Sê fiel à tua alma. Vive a tua medicina. 

Estás sempre a tempo. Vamos revolucionar a saúde. 

Com amor, Sasha Marie Allann 

Para mais informações, visite o website:  www.ubuntuessence.com 

www.instagram.com/dr.sashamarieallan/

www.facebook.com/sashamarieallan/ 

 

 

Translate:

OJD 100 NOVEMBRO 2022

OJD 100 NOVEMBRO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.