O JornalDentistry em 2018-12-04

EVENTOS

"Actualização en Glândulas Salivares" Reúne uma centena de profissionais de saúde

No dia 20 de outubro a Casa de Saúde da Boavista, no Porto, recebeu o evento “Actualização em Glândulas Salivares”. Dez palestras de especialistas e um curso teórico-prático preencheram a agenda de um dia totalmente dedicado à formação em glândulas salivares.

Sob o lema “Um novo rumo para as doenças das glândulas salivares!”, a iniciativa organizada pelo Dr. Tiago Fonseca, fundador e coordenador da Clínica de Glândulas Salivares da Casa de Saúde da Boavista, contou com cerca de uma centena de participantes, entre profissionais principalmente de estomatologia e medicina dentária. 
O Prof. Doutor Ivo Furtado, médico estomatologista no Centro Hospitalar de Lisboa Norte e docente na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa abriu o certame com uma abordagem à anatomia das glândulas salivares. Numa palestra direcionada para a clínica, foram apresentadas as principais caraterísticas das glândulas salivares, desde a sua localização à relação com estruturas vizinhas, passando pela sua vascularização e inervação. “É importante que haja referências anatómicas para uma intervenção segura”, destacou. 
Depois de perceber o que são, onde estão e como são, foi tempo de entender como funcionam as glândulas salivares. A palestra sobre a fisiologia das glândulas salivares e as suas implicações clínicas foi ministrada pelo Dr. Mário Gouveia, médico estomatologista no Hospital de Braga. O orador destacou “a importância da saliva na qualidade de vida das pessoas”, focando “o grupo dos idosos em internamento hospitalar, com hipossialia e que não fazem higiene oral, condições para o aparecimento de infeções”. 
Seguiu-se a comunicação do Dr. Tiago Fonseca sobre semiologia das glândulas salivares, durante a qual sistematizou as manifestações dos problemas destes órgãos. De acordo com o anfitrião do evento, “no âmbito da história clínica, para além da história da doença atual, há que fazer uma revisão de aparelhos e sistemas, listar antecedentes pessoais e familiares e hábitos vários”. Quanto ao exame objetivo, indicou aspetos da inspeção, palpação e sondagem das glândulas salivares, e no caso de tumefações, caraterísticas que indicam benignidade ou malignidade. 
O Prof. Doutor Marcelo Miranda, médico estomatologista e docente da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto, falou em seguida sobre a imagiologia aplicada às patologias das glândulas salivares. “Uma das principais situações para pedir imagem é a litíase salivar. Nestes casos a ecografia é limitada, a radiologia convencio- nal ainda mais limitada, e a solução pode passar pela sialografia por ressonância magnética com estimulação salivar”, explicou. Já no caso de tumefações, “a ressonância magnética será o exame de eleição”, acrescentou. 

Dos conceitos basilares às doenças das glândulas salivares 
Depois dos conceitos basilares, na segunda parte da manhã abordaram-se as doenças das glândulas salivares. 
A Dra. Rita Calatróia, médica interna de Medicina Geral e Familiar no Centro de Saúde de Paranhos, partilhou algumas das situações mais comuns no que respeita à patologia salivar. Durante a comunicação abordou a etiologia, apresentação clínica, diagnóstico e tratamento da sialoadenite aguda, sialoadenite crónica, parotidite epidémica, mucocelo e rânula. Destacou ainda a importância de “uma abordagem organizada da avaliação para aumentar a probabilidade de um diagnóstico correto e de um tratamento adequado”. 
Seguiu-se uma palestra conjunta da Dra. Juliana Medeiros Almeida e do Dr. Pedro Cabeça Santos, médicos internos de Estomatologia no Centro Hospitalar de São João (CHSJ), durante a qual explicaram em que consistem a xerostomia e a disgeusia e qual a relação entre as duas, “baseada na forma como a deteção do gosto é assistida pela saliva”. Relembraram a anatomia e os mecanismos do sentido gosto, distinguiram xerostomia de hipossialia e reiteraram que a causa principal de xerostomia é a medicação. 
O Prof. Doutor Barbas do Amaral, médico estomatologista e docente no Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte - CESPU, trouxe ao certame o tema da Síndrome de Sjögren. Durante a sua palestra abordou a patologia de for- ma abrangente, desde a epidemiologia até ao tratamento, passando pelas manifestações clínicas (incluindo manifestações clínicas orais), pelos desafios de diagnóstico e pelos caminhos que a investigação está a traçar para o estudo e para o controlo da doença, com os novos agentes biológicos. 
“Tratamento conservador, prognóstico a favor” 
O evento contou depois com a palestra de “um dos maiores líderes em patologia salivar”: o Professor Pasquale Capaccio, otorrinolaringologista no Ospedale Maggiore Policlinico e Professor Associado da Universidade de Milão, que partilhou o seu conhecimento sobre parotidite juvenil recorrente, uma das patologias salivares mais comuns na infância. Entre outros aspetos, demonstrou como o “uso de técnicas minimamente invasivas, como a sialoendoscopia, representa uma importante ferramenta” para o seu tratamento. 
Seguiu-se uma exposição do Dr. Francisco Azevedo Coutinho e do Dr. Tiago Cruz Nogueira, médicos internos de Estomatologia no CHSJ, sobre patologias salivares cujo tratamento requer cirurgia. O primeiro abordou a fisiopatolo- gia, epidemiologia, diagnóstico e tratamento da sialolitíase, enfatizando a importância de uma abordagem conservado- ra, nomeadamente com recurso a sialoendoscopia. O segundo focou a etiologia, classificação, diagnóstico e tratamento de neoplasias, distinguindo a abordagem em casos benignos e malignos. 
“Tratamento conservador, prognóstico a favor” foi o mote da última comunicação, durante a qual o Dr. Tiago Fonseca explicou que a cirurgia minimamente invasiva é aquela que “com uma menor agressão dos tecidos, atinge os mesmos resultados e um melhor prognóstico”. Para isso, destacou, são necessários “conhecimento básico, informação atualizada, equipamento especializado e destreza manual refinada”. Para o doente as vantagens são “preservação da função, melhor estética, melhor recuperação e menos complica- ções”, reiterou. 
No final da manhã, o Júri de Avaliação dos cartazes científicos elegeu os melhores trabalhos, os quais foram pre- miados com um cheque-presente oferecido pela Livraria Bertrand, um dos patrocinadores do evento. 
Sialoendoscopia: um curso para aprender experimentando 
De tarde, a formação começou com uma palestra do Prof. Pasquale Capaccio sobre as indicações, as possibilidades e a técnica de sialoendoscopia, seguida de um espaço para explicação dos equipamentos e materiais a utilizar, apoiado por delegados comerciais. 
Depois, os participantes foram convidados a experimentar a técnica, orientados em conjunto pelo Prof. Pasquale Capaccio e pelo Dr. Tiago Fonseca. Os formandos foram divididos em seis postos de trabalho para um treino hands-on com um modelo anatómico, um rim e uma cabeça de porco (em cada posto), sempre com o apoio próximo quer dos formadores, quer dos delegados comerciais. 
No rescaldo do evento, o Dr. Tiago Fonseca declarou, em entrevista a O JornalDentistry, que a Actualização em Glândulas Salivares “correspondeu às expetativas”, e realçou a importância da adesão dos médicos dentistas à iniciativa, até porque “têm um papel fundamental na identificação, tratamento de primeira linha e referenciação da patologia salivar”. Por último, adiantou que “não faltam planos para continuar a partilhar conhecimento sobre glândulas salivares”. — Isabel Pereira Parte das fotografias gentilmente cedidas pela organização 

www.csaudeboavista.com

www.csaudeboavista.com/glandulas-salivares

www.csaudeboavista.com/clinica-de-glandulas-salivares 

 

Artigo publicado na edição de novembro do "O JornalDentistry" edição impressa e digital. Para aceder ao nosso site clique aqui

Recomendado pelos leitores

European Association for Osseointegration conclui formação na FMDUL
EVENTOS

European Association for Osseointegration conclui formação na FMDUL

LER MAIS

27º Congresso da OMD - “Um Congresso de celebração e com um olhar no futuro”
EVENTOS

27º Congresso da OMD - “Um Congresso de celebração e com um olhar no futuro”

LER MAIS

Neodent celebra 12 anos com lançamento do Sistema de Implantes Grand Morse
EVENTOS

Neodent celebra 12 anos com lançamento do Sistema de Implantes Grand Morse

LER MAIS

Translate:

OJD 57 DEZEMBRO 2018

OJD 57 DEZEMBRO 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.