O jornalDentistry em 2019-5-09

EVENTOS

I Congresso SPAD antevê que a ortodontia do futuro irá passar pelos alinhadores

No final do I Congresso SPAD, Pedro Costa Monteiro considerou que as expectativas foram superadas e anunciou as datas da segunda edição, a ter lugar nos dias 7 e 8 de Maio de 2020.

Nos passados dias 2 e 3 de Maio realizou-se na Casa da Música, no Porto, o primeiro Congresso da Sociedade Portuguesa de Alinhadores Dentários Num evento em que estiveram presentes 150 profissionais da área, o presidente do Congresso, o Dr. Pedro Costa Monteiro, mostrou-se bastante feliz com esta primeira edição e assumiu a vontade da sociedade se abrir para outros campos científicos. “Essencialmente o objectivo da Sociedade Portuguesa de Alinhadores Dentários é agregar os médicos dentistas em torno desta nova área que é a dos alinhadores”, referiu em declarações ao Jornal Dentistry.

Sobre as palestras apresentadas durante os dois dias do Congresso, partilhadas por profissionais nacionais e internacionais da ortodontia, sobressaiu a ideia comum de que no futuro os alinhadores vão responder a qualquer situação clínica. “Da minha prática clínica, consegui no ano de 2018 abandonar os brackets. Neste momento consigo fazer todo o tipo de casos clínicos com alinhadores, incluindo casos cirúrgicos. Como ficou provado no Congresso, todos os médicos que aqui falaram praticamente só utilizam alinhadores”. Segundo o presidente do I Congresso SPAD, as principais vantagens dos alinhadores são o conforto do paciente, a estética e o facto de serem aparelhos removíveis: “por exemplo, em determinadas situações como mastigar, falar em público ou praticar exercício físico, é uma clara vantagem os alinhadores serem removíveis.”

Num mercado em que todas as grandes marcas de ortodontia começam a lançar agora os seus alinhadores, a pioneira e líder neste sector é a Invisalign. Sobre o preço, Pedro Costa Monteiro preferiu subvalorizar esta questão frisando, em contrapartida, o valor da solução: “se nós conseguirmos transmitir ao paciente o valor do tratamento que estão a fazer, o preço passa a ser apenas um número. O importante é as pessoas perceberem a relação preço/qualidade dos alinhadores”. 

Nesse campo, a evolução testemunhada pelo digital trouxe um conforto extra na qualidade dos tratamentos e na relação do médico dentista com o paciente. “Primeiro”, ressalva Pedro Costa Monteiro, “o facto de existirem simulações 3D que podemos partilhar com os pacientes dá-lhes confiança. Eles conseguem acompanhar a partir de casa o decorrer do tratamento e perceber se as coisas estão a correr bem ou, no caso de não estarem a correr, podem-nos contactar para fazermos alterações. Segundo, era impensável há uns anos conseguir tratar uma pessoa em que, durante um ano, só a víssemos umas quatro vezes. Cada vez mais estas ajudas da informática e da tecnologia estão a mudar completamente a forma de ver a ortodontia”. 

Até ao próximo Congresso SPAD, agendado para os dias 7 e 8 de Maio de 2020, Pedro Costa Monteiro está empenhado em manter uma agenda activa para unir cada vez mais os profissionais desta área: “o nosso objectivo é ir fazendo pequenos eventos sempre com o intuito de melhorar cada uma das nossas práticas clínicas.”

Recomendado pelos leitores

Ortodontia e Estética: Abordagem multidisciplinar
EVENTOS

Ortodontia e Estética: Abordagem multidisciplinar

LER MAIS

SPAD: “Este primeiro Congresso superou as expectativas de todas as pessoas”
EVENTOS

SPAD: “Este primeiro Congresso superou as expectativas de todas as pessoas”

LER MAIS

Cursos de especialização e pós-graduação da FMDUL
EVENTOS

Cursos de especialização e pós-graduação da FMDUL

LER MAIS

Translate:

OJD 64 JULHO 2019

OJD 64 JULHO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.