O JornalDentistry em 2019-3-24

EVENTOS

II SAEMD volta a fomentar partilha de conhecimentos entre os futuros Médicos Dentistas

A Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa (FMDUL) recebeu, nos dias 23 e 24 de fevereiro, o II Simpósio Anual de Estudantes de Medicina Dentária. O evento deixou clara a importância da formação na evolução da medicina dentária

O II Simpósio Anual de Estudantes de Medicina Dentária reuniu mais de uma centena de estudantes no Auditório Prof. Doutor Simões dos Santos para, através de um programa científico multidisciplinar, complementar conhecimentos e reforçar a partilha entre os futuros profissionais. “O SAEMD tem como missão apostar na formação acessível aos estudantes de forma responsável e consequente, abrangendo o maior número de estudantes possível”, explicou-nos Tiago do Nascimento Borges, presidente da Associação Nacional de Estudantes de Medicina Dentária. 
A escolha da realização do evento na cidade de Lisboa foi, de acordo com o presidente da ANEMD, natural, visto tratar- -se da “segunda cidade com maior número de Instituições de Ensino do País”, afirmou. 
À semelhança da sua primeira edição, o certame contou com uma elevada componente internacional, tendo atraí- do também alunos estrangeiros como forma de promover uma maior partilha de conhecimento científico. “Ao longo dos dois dias, em todas as sessões, cursos e atividades, marcaram presença mais de 170 pessoas”, revelou Tiago do Nascimento Borges. 
Paralelamente às apresentações científicas, o II SAEMD deu lugar também à realização de cursos hands-on dedicados a temas como “Instrumentação com limas Wave One Gold e MTA e suas Aplicações”, “Biopsias na cavidade oral” e “Guided Biofilm Therapy (GBT)”, que receberam entre 15 a 20 alunos. 
O evento, que de acordo com Tiago do Nascimento Borges, “superou todas as expetativas”, contou ainda com momen- tos dinâmicos que tiveram como principal objetivo motivar os estudantes a procurarem a formação e a estarem “mais bem preparados para o futuro”. No último dia do congresso foram, então, sorteados diversos prémios: “um articulador modelo A7PLUS da Bio-Art, com arco facial Elite e três esco- vas elétricas da Oral-B”. 
 

Muito mais do que formação 
Promover o conhecimento e complementar a formação académica dos estudantes de medicina dentária são dois dos principais objetivos da ANEMD. A missão da associação vai, no entanto, bastante além da formação. Com a realização do SAEMD, a Associação Nacional de Estudantes de Medicina Dentária quer “aproximar os estudantes das escolas médico-dentárias do País”, comentou Tiago do Nascimento Borges. “Esta proximidade é única no que diz respeito à partilha de ideias e conhecimentos, a base e pilar de um Simpósio. 
Além de ser um ponto de encontro de diversas entidades e de discussão de temas mais diversificados que envolvem a medicina dentária”, referiu o presidente da ANEMD. “O II SAEMD estabeleceu os pilares para futuro deste evento pela dinâmica e importância estabelecidas ao seu redor”, disse. 
O II Simpósisio serviu como veículo de consolidação do evento, que, nas palavras de Tiago do Nascimento Borges, foi “um sucesso”. Para o presidente da ANEMD, este sucesso deveu-se, sobretudo, ao “trabalho empenhado da comissão organizadora e de todos os colaboradores”. 

Desafio de ser médico dentista 
A apresentação que abriu o II SAEMED ficou a cargo do Dr. Filipe Freitas, que alertou os presentes a pensarem nos seus pacientes de forma holística. “Não queiram ser dentistas, procurem sempre ser médicos dentistas”, advertiu, em declarações ao O JornalDentistry. O médico dentista deixou como principal mensagem aos estudantes que o “campo de atuação dos médicos dentistas não está confinado apenas ao tratamento de patologias dentárias ou periodontais, é muito mais amplo”. “O médico dentista trata das doenças da cavidade oral, dos maxilares, das estruturas anexas”, referiu. 
O Dr. Filipe Freitas chamou ainda a atenção dos alunos presentes no SAEMD para o facto de o médico dentista ter total acesso à cavidade oral dos pacientes, tendo por isso um papel de extrema importância na deteção de patologias orais que por vezes, por não causarem qualquer tipo de dor aos pacientes, lhes passam despercebidas. 
“Antes de tratarmos um dente, realizarmos uma extração, ou uma desvitalização, é fundamental que percamos um minuto do nosso tempo a observar a cavidade oral, porque pode existir alguma lesão, assintomática, que passa completamente despercebida ao paciente. A lesão pode ser maligna ou benigna, mas no caso de o paciente ter a pouca sorte de se tratar de um cancro, o diagnóstico precoce é o fator que mais ditará o futuro da progressão da doença”, apontou o Dr. Filipe Freitas. 
O médico dentista alertou ainda que a biopsia é, apenas, uma ferramenta. 
Plano de atividades da ANEMD para 2019 
O plano de atividades da ANEMD está traçado e contempla todas as atividades de representação nacional e inter- nacional, como as atividades de saúde pública, o Conselho das Escolas Médico-Dentárias ou as Assembleias Gerais. “A próxima grande atividade da ANEMD, que foi anunciada na Sessão de Abertura do II SAEMD, é o Encontro Nacional de Estudantes de Medicina Dentária”, disse-nos Tiago do Nascimento Borges. O encontro encontra-se na sua oitava edição. O VIII ENEMD irá realizar-se entre os dias 14 e 18 de abril, em Albufeira 

www.jornaldentistry.pt

Recomendado pelos leitores

Ortodontia e Estética: Abordagem multidisciplinar
EVENTOS

Ortodontia e Estética: Abordagem multidisciplinar

LER MAIS

SPAD: “Este primeiro Congresso superou as expectativas de todas as pessoas”
EVENTOS

SPAD: “Este primeiro Congresso superou as expectativas de todas as pessoas”

LER MAIS

Cursos de especialização e pós-graduação da FMDUL
EVENTOS

Cursos de especialização e pós-graduação da FMDUL

LER MAIS

Translate:

OJD 64 JULHO 2019

OJD 64 JULHO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.