O JornalDentistry em 2019-1-23

EVENTOS

SPED/SPERO Rookies 2018: Partilha de saberes é motor da evolução da Medicina Dentária

O Congresso anualmente realizado pela Sociedade Portuguesa de Estética e Reabilitação Oral voltou a dar voz a jovens médicos dentistas e técnicos de prótese dentária. O Rookies 2018 voltou a apostar na partilha de conhecimentos como elemento impulsionador da medicina dentária em Portugal

O Congresso anualmente realizado pela Sociedade Portuguesa de Estética e Reabilitação Oral voltou a dar voz a jovens médicos dentistas e técnicos de prótese dentária. O Rookies 2018 voltou a apostar na partilha de conhecimentos como elemento impulsionador da medicina dentária em Portugal mais a medicina dentária está a caminhar para uma abordagem minimamente invasiva”, encara com otimismo uma evolução da profissão apoiada nas tecnologias digitais.
“Temos hoje à nossa disposição, entre outros produtos, câmaras intraorais, que nos permitem, através das fluorescências, por exemplo, detetar lesões que até hoje não esta- riam tão visíveis. Estes novos materiais estão a ajudar-nos a otimizar em grande parte a comunicação com os nossos pacientes”, afirmou.
Além de facilitar o trabalho dos médicos dentistas, ao permitir diagnósticos mais minuciosos e tratamentos mais céleres, outras das grandes mais-valias que o digital está a trazer para a profissão é a comunicação entre médico dentista e paciente. “Podemos mostrar aos pacientes o resultado final das reabilitações”, apontou a Dra. Bárbara Cunha.
Na prótese dentária, o recurso à tecnologia digital também já representa uma verdadeira mais-valia. “Estamos a assistir a uma evolução dos materiais, dos produtos e consequentemente dos diagnósticos”, comentou a técnica de prótese dentária Noémia Fernandes que desmistificou a ideia de que algum dia a ‘máquina’ possa substituir os profissionais. “É importante que os profissionais entendam que não é necessário ter medo das novas tecnologias digitais, porque estas vêm ajudar-nos a realizar melhor o nosso trabalho”, advertiu.
O know how dos profissionais é algo que, na opinião de Noémia Fernandes, nunca poderá ser substituído, sendo que, à data de hoje, não é possível “depende cem por cento da tecnologia”.
Também a Dra. Sara Casado acredita que “a medicina dentária digital [já] é uma realidade”. Numa apresentação onde alertou para a importância da formação aliada à experiência clínica, a médica dentista referiu que cada vez mais “os tratamentos dentários vão estar digitalizados, o que representa uma enorme oportunidade para os jovens”.
Nas palavras da Dra. Sara Casado, “os jovens são o futuro da profissão” e, apesar de o contributo dos profissionais mais experientes continuar a ser “crucial” para a evolução da profissão, é fundamental apostar em ambientes de partilha entre os mais jovens e os médicos dentistas com maior experiência. “As tecnologias requerem uma curva de aprendizagem e os mais jovens, como estão mais cedo em con- tacto com a tecnologia, têm mais facilidade em trazer este à vontade com o digital para a prática clínica”, salientou. A médica dentista frisou também, contudo, que apesar de a tecnologia ser um aliado de peso para os profissionais, o recurso a esta não pode ser uma forma de redução do investimento na formação. “Todas as decisões clínicas devem sempre ser tomadas tendo em consideração a evidência científica e a experiência clínica”, relatou a Dra. Sara Casado, que aconselhou os médicos dentistas mais jovens a investirem na formação.
Qualidade sustentada na formação
As tecnologias digitais e a importância da formação estiveram por toda a parte nesta quarta edição do SPERO Rookies. O Dr. Gonçalo Caramês, que debateu com os presentes “Técnicas de aumento de tecidos moles e duros para promover a saúde e estética peri-implantar”, afirmou que a medicina em Portugal possui um nível “bastante elevado de qualidade”, apontando a formação como vetor primordial para o sucesso da profissão. “Considero que, quando os jovens ter- minam o curso, devem investir na experiência clínica, mas também muito na formação”, comentou. “Por vezes aprender unicamente na clínica, através da experiência no atendimento de pacientes não é a melhor opção, porque ficam muitas opções por explorar, o que por vezes conduz a algu- mas complicações”, afirmou o Dr. Gonçalo Caramês.
A aposta na experiência clínica aliada ao conhecimento científico são, na opinião do Dr. Gonçalo Caramês, os pilares para uma medicina dentária de qualidade excecional. Com base na sua própria experiência clínica e científica, o médico dentista disse, em relação ao tema da sua apresentação, que “em casos estéticos da zona anterior, o que distingue um caso clínico muito bom de um excecional são os tecidos moles”. “Apesar de ser importante ter em consideração os tecidos duros, os tecidos moles são o grande elemento diferenciador do sucesso de um caso clínico”, frisou.
SPERO Rookies ruma a Viseu em 2019
O SPERO Rookies realiza-se anualmente e, em 2019, terá lugar na cidade de Viseu. Com o objetivo de promover a descentralização e a “envolver pessoas de outras regiões na organização destes eventos”, referiu João Carlos Roque, a SPERO vai procurar levar o conhecimento e a trocar de experiências entre os mais jovens até vários pontos do País. A parceria com a SEPES manter-se-á este ano, dando continuidade à realização de um evento internacional
 

Recomendado pelos leitores

Henry Schein realiza o seu Primeiro Simpósio Digital  ConnectDental
EVENTOS

Henry Schein realiza o seu Primeiro Simpósio Digital ConnectDental

LER MAIS

IDS - 38º International Dental Show - Colónia 12 a 16 de março
EVENTOS

IDS - 38º International Dental Show - Colónia 12 a 16 de março

LER MAIS

Congresso da Ordem dos Médicos Dentistas estreia-se na FIL do Parque das Nações
EVENTOS

Congresso da Ordem dos Médicos Dentistas estreia-se na FIL do Parque das Nações

LER MAIS

Translate:

OJD 59 FEVEREIRO 2019

OJD 59 FEVEREIRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.