O JornalDentistry em 2022-7-11

NOTÍCIAS

Um Mutante do Omicron denominado BA.2.75 Super Contagioso está a preocupar os cientistas.

A rápida mudança do coronavírus gerou mais um mutante super contagioso do Omicron que está a preocupar os cientistas à medida que ganha terreno na Índia e aparece em muitos outros países, incluindo os Estados Unidos.

Os cientistas dizem que a variante - chamada BA.2.75 - pode ser capaz de se espalhar rapidamente e contornar a imunidade das vacinas e de infeções anteriores. Não é claro se pode causar doenças mais graves do que outras variantes de Omicron, incluindo a BA.5 globalmente proeminente.

"Ainda é muito cedo para tirarmos muitas conclusões", disse Matthew Binnicker, diretor de virologia clínica da Clínica Mayo em Rochester, Minnesota. "Mas parece que, especialmente na Índia, as taxas de transmissão estão a mostrar um tipo de aumento exponencial." Ainda não se sabe se vai superar a BA.5.

Ainda assim, o facto de já ter sido detetado em muitas partes do mundo, mesmo com níveis mais baixos de vigilância viral "é uma indicação precoce de que se está a espalhar", disse Shishi Luo, responsável pelas doenças infeciosas da Helix, empresa que fornece informação de sequenciação viral aos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças dos EUA.

O mais recente mutante foi detetado em vários estados distantes da Índia, e parece estar a espalhar-se mais rapidamente do que outras variantes, disse Lipi Thukral, cientista do Conselho de Investigação Científica e Industrial do Instituto de Genómica e Biologia Integrativa em Nova Deli. Também foi detetado em cerca de 10 outros países, incluindo Austrália, Alemanha, Reino Unido e Canadá. Dois casos foram recentemente identificados na costa oeste dos EUA, e a  Helix identificou um terceiro caso nos EUA na semana passada.

A causa das preocupações dos especialistas são haver um grande número de mutações que separam esta nova variante dos antecessores do Omicron. Algumas dessas mutações estão em áreas que se relacionam com a proteína do spike e podem permitir que o vírus se ligue às células de forma mais eficiente, disse Binnicker.

Outra preocupação é que os ajustes genéticos podem facilitar o vírus a contornar anticorpos passados — proteínas protetoras feitas pelo organismo em resposta a uma vacina ou infeção de uma variante anterior.

Os peritos continuam  a  considerar que as vacinas e os reforços ainda são a melhor defesa contra o COVID-19 grave. Em outono, é provável que os EUA vejam formulações atualizadas da vacina desenvolvida visando estirpes omicron mais recentes.

"Alguns podem dizer: 'Bem, a vacinação e os reforços não impediram as pessoas de se  infetarem." Sim, é verdade", disse. "Mas o que temos visto é que as taxas de pessoas que acabam no hospital e morrem diminuíram significativamente. À medida que mais pessoas tomaram as vacinadas, reforços  ou naturalmente infetadas, estamos a começar a ver os níveis da imunidade em todo o mundo aumentarem.

Pode levar várias semanas para se ter uma ideia de se o mais recente mutante Omicron pode afetar a trajetória da pandemia. Enquanto isso, o Dr. Gagandeep Kang, que estuda vírus na Faculdade de Medicina Cristã da Índia em Vellore, disse que a preocupação crescente com a variante sublinha a necessidade de esforços mais sustentados para rastrear e rastrear vírus que combinam os estudos  genéticos com informações do mundo real sobre quem está a ficar doente e quão grave. "É importante que a vigilância não seja uma estratégia de Start/Stop, disse.

Luo disse que BA.2.75 é outro lembrete de que o coronavírus está continuamente a evoluir e a se espalhar-se.

"Gostaríamos de voltar à vida pré-pandemia, mas ainda temos de ter cuidado", disse. "Temos de aceitar que agora vivemos com um nível de risco mais elevado do que antes."

 

Fonte: TIME Health

 

Recomendado pelos leitores

Relatório Global sobre o Status da Saúde Oral da OMS
NOTÍCIAS

Relatório Global sobre o Status da Saúde Oral da OMS

LER MAIS

Doenças da boca atingem quase metade das pessoas do mundo: OMS
NOTÍCIAS

Doenças da boca atingem quase metade das pessoas do mundo: OMS

LER MAIS

Declaração doTAG-VE da OMS sobre sublinhagens Omicron BQ.1 e XBB
NOTÍCIAS

Declaração doTAG-VE da OMS sobre sublinhagens Omicron BQ.1 e XBB

LER MAIS

Translate:

OJD 100 NOVEMBRO 2022

OJD 100 NOVEMBRO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.