O JornalDentistry em 2021-4-13

ARTIGOS

A periodontite aumenta o risco de bactérias no sangue doado

Pesquisa recente da Universidade de Copenhagen e do Hospital Næstved, na Dinamarca, demonstrou que a periodontite aumenta o risco de contaminação bacteriana do sangue de um doador.

Os resultados do estudo indicam que as bactérias originárias da cavidade oral evitam os sistemas de triagem de rotina comummente usados ​​pelos bancos de sangue. Apesar disso, os pesquisadores enfatizaram a segurança das doações de sangue.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 120 milhões de doações de sangue são recolhidas globalmente por ano. Em média, seis a 68 pessoas por 1.000 habitantes doam sangue na Europa.  Para evitar a infeção de sangue doado, a OMS recomenda que todas as doações de sangue sejam testadas para infeções como HIV, hepatite B, hepatite C e sífilis. 

Um grande número de pessoas mundialmente sofre de periodontite e os cada vez mais estudos associam cada vez mais essa doença a outras doenças sistémicas. Os pesquisadores tiveram como objetivo determinar se a periodontite, que frequentemente causa bacteriemia transitória, pode estar associada a bactérias no  sangue doado.

Como o risco de desenvolver periodontite aumenta com a idade, a equipe de pesquisa analisou amostras de sangue de 60 doadores com mais de 50 anos, 62% dos quais tinham periodontite. Os pesquisadores testaram amostras de sangue de doadores usando métodos diferentes, incluindo o mesmo método dos bancos de sangue (incubação rica em oxigénio). Também isolaram os glóbulos vermelhos e investigaram o crescimento em condições livres de oxigénio.

Num comunicado à imprensa da universidade, o autor principal, Dr. Christian Damgaard, professor associado do Departamento de Medicina Dentária da Universidade de Copenhagen, explicou que a equipe fez uma observação importante: 

“Nenhuma das amostras estudadas pelo método usual de triagem mostrou contaminação bacteriana e esses produtos teriam sido aprovados para transfusão. Pelo contrário, quando estudamos as mesmas amostras usando nosso método mais avançado encontramos bactérias viáveis ​​no sangue”.

Os pesquisadores também descobriram que o risco de contaminação bacteriana aumenta se os doadores sofrem de periodontite. “Os nossos resultados mostram uma prevalência 6,4 vezes maior de bactérias viáveis ​​no sangue obtido de doadores que sofrem de periodontite em comparação com doadores que não sofrem. Essa é uma diferença altamente significativa ”, considera Damgaard.

O sangue doado  é considerado seguro

O presente estudo é uma importante contribuição para o controle de qualidade do sangue de doadores. No entanto, os pesquisadores enfatizam que atualmente não se sabe se a contaminação bacteriana observada tem quaisquer consequências clínicas. De acordo com a co-autora, Dra. Susanne Gjørup Sækmose, consultora do Departamento de Imunologia Clínica do Hospital de Næstved, a experiência clínica mostra que receber sangue de um doador é geralmente seguro.

É importante identificar os fatores de risco, como a periodontite, que pode levar à contaminação bacteriana. 

Os doadores relatem as doenças que possam ter e  afetar a qualidade do sangue, mas poucos consideram a periodontite uma doença relevante e, portanto, podem não informar o banco de sangue. O estudo, intitulado “Periodontitis increases risk of viable bacteria in freshly drawn blood donations”, foi publicado online em 2 de fevereiro de 2021 na Blood Transfusion.

Recomendado pelos leitores

Estudo mostra que a higiene oral  pode ajudar a reduzir a gravidade do COVID-19
ARTIGOS

Estudo mostra que a higiene oral pode ajudar a reduzir a gravidade do COVID-19

LER MAIS

Estudo sobre futura terapia direcionada para a periodontite
ARTIGOS

Estudo sobre futura terapia direcionada para a periodontite

LER MAIS

Bactérias que causam a periodontite são transmitidas de pais para filhos
ARTIGOS

Bactérias que causam a periodontite são transmitidas de pais para filhos

LER MAIS

Translate:

OJD 83 ABRIL 2021

OJD 83 ABRIL 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.