O JornalDentistry em 2016-2-26

ARTIGOS

Investigação científica

Bactérias Orais ligadas ao risco de AVC

Num estudo hospitalar com pacientes vitimas de AVC agudo, investigadores detetaram uma associação entre determinados tipos de AVC e a presença de bactérias orais (Streptococcus CNM-positivo Mutants).

Investigadores da National Cerebral and Cardiovascular Center  em Osaka, Japão, observaram pacientes com AVC para obter uma melhor compreensão da relação entre acidente vascular cerebral hemorrágico e bactérias orais. Entre os pacientes que apresentaram hemorragia intracerebral (ICH), em 26% encontrou-se uma bactéria específica na saliva, a (Streptococcus CNM-positivo  Mutants). Entre os pacientes com outros tipos de acidente vascular cerebral, apenas 6% foram positivo para a bactéria.

Os AVC são caracterizadas tanto como acidentes vasculares cerebrais isquêmicos, que envolvem um bloqueio de um ou mais vasos sanguíneos que irrigam o cérebro, ou como AVC hemorrágico, em que os vasos sanguíneos do cérebro se rompem, causando hemorragias.

Avaliaram também exames de ressonância magnética para detetar presença de micro hemorragias cerebrais (CMB), pequenas hemorragias cerebrais que podem causar demência e também muitas vezes estão subjacentes a ICH. Descobriram que o número de CMBS foi significativamente maior em indivíduos portadores de (Streptococcus CNM-positivo  Mutants).

Os autores sugerem que as bactérias Streptococcus mutans podem ligar-se aos vasos sanguíneos enfraquecidos pela idade e a pressão arterial elevada, causando rupturas arteriais no cérebro, que produzem grandes ou pequenas hemorragias.

Este estudo mostra que a saúde oral é importante para a saúde do cérebro. Vários estudos têm demonstrado uma estreita associação entre a presença de gengivite e doença cardíaca agravamento de artrites reumatóides e outras patologias.

As bactérias (Streptococcus CNM-negativo  Mutants) é encontrada em cerca de 10 por cento da população e é conhecida por causar cáries dentárias.  Segundo Professor Robert P. Friedland, MD. Professor de Neurologia da University of Louisville School of Medicine e  co-autor do estudo está a ser investigado com colaboradores no Reino Unido e no Japão o papel das bactérias orais e intestinais na iniciação de doenças neuro degenerativas como Alzheimer e Parkinson.

 

Fonte da história: Material fornecido pela Universidade de Louisville. "Oral bacteria linked to risk of stroke: Brain researchers demonstrate the importance of oral health in stroke."

Referências: Professor Dr. Robert P. Friedland, MD, Professor de Neurologia da University of Louisville School of Medicine, co-autor do estudo, publicado on-line University of Louisville School of Medicine da Nature Publishing Group.

Shuichi Tonomura, Masafumi Ihara, Tomohiro Kawano, Tomotaka Tanaka, Yoshinori Okuno, Satoshi Saito, Robert P. Friedland, Nagato Kuriyama, Ryota Nomura, Yoshiyuki Watanabe, Kazuhiko Nakano, Kazunori Toyoda, Kazuyuki Nagatsuka. “Intracerebral hemorrhage and deep microbleeds associated with cnm-positive Streptococcus mutans; a hospital cohort study”.

Recomendado pelos leitores

Cuidados dentários e a diabetes e/ou doença sanguínea coronária
ARTIGOS

Cuidados dentários e a diabetes e/ou doença sanguínea coronária

LER MAIS

Hidratos de carbono e alimentos açucarados podem influenciar má saúde oral
ARTIGOS

Hidratos de carbono e alimentos açucarados podem influenciar má saúde oral

LER MAIS

Usar dentaduras pode afetar a nutrição
ARTIGOS

Usar dentaduras pode afetar a nutrição

LER MAIS

Translate:

OJD 94 ABRIL 2022

OJD 94 ABRIL  2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.