O JornalDentistry em 2022-1-06

ARTIGOS

Bactérias que causam doença periodontal reduzem a defesa oral e aumentam o crescimento viral

Investigadores da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Louisville e seus colegas descobriram detalhes de como as proteínas produzidas por células epiteliais orais protegem os humanos contra vírus que entram no corpo através da boca.

Também descobriram que as bactérias orais podem suprimir a atividade destas células, aumentando a vulnerabilidade à infeção.

Uma família de proteínas conhecidas como interferon lambdas produzidas por células epiteliais na boca servem para proteger os seres humanos de infeções virais, mas a bactéria oral Porphyromonas gingivalis reduz a produção e eficácia desses importantes defensores da linha da frente.

"Os nossos estudos identificaram certas espécies bacterianas patogénicas, P. gingivalis, que causam doença periodontal, podem suprimir completamente a produção de interferões e aumentar severamente a suscetibilidade à infeção viral", disse Juhi Bagaitkar, professor assistente do Departamento de Imunologia Oral e Doenças Infeciosas da UofL. "Estas bactérias da placa oral residente desempenham um papel fundamental na regulação das respostas antivirais."

Bagaitkar e Richard Lamont, professor e presidente do Departamento de Imunologia Oral e Doenças Infeciosas da UofL, lideraram o trabalho, com o primeiro autor Carlos J. Rodriguez-Hernandez e outros colegas da UofL e da Universidade de Washington em St. Louis. Os resultados foram publicados em dezembro no PNAS.

A boca é frequentemente uma porta de entrada no corpo para vírus que infetam o trato gastrointestinal e os pulmões, tais como SARS-CoV-2, vírus da imunodeficiência humana (VIH), herpes simplex e vírus causadores de cancro, como o vírus do papiloma humano (VPH).

P. gingivalis, uma bactéria oral comum que causa doença periodontal, tem sido ligada a numerosas outras doenças, incluindo a doença de Alzheimer e a artrite reumatoide. Estudos clínicos recentes mostraram que a supressão imunológica em pacientes com periodontite pode aumentar a suscetibilidade ao VIH, herpes simplex e VPH.

Uma melhor compreensão de como os interferões fornecem uma ampla proteção antiviral e ativam genes antivirais para proteger as pessoas de vírus, bem como como p. gingivalis compromete a sua proteção, pode levar os investigadores a abordagens clínicas para aumentar essa proteção.

A pesquisa na UofL revelou ligações entre P. gingivalis e várias outras doenças e condições, incluindo artrite reumatoide, doença de Alzheimer e cancro esofágico.

Bagaitkar foi um dos primeiros membros do corpo docente cuja investigação foi apoiada pelo Centro de Excelência em Investigação Biomédica (CoBRE) para investigação  sobre doenças causadas por microrganismos financiada pelo National Institute of General Medical Sciences

 

Fonte:  University of Louisville USA

Recomendado pelos leitores

Estudar a ligação entre a doença das gengivas e a doença de Alzheimer
ARTIGOS

Estudar a ligação entre a doença das gengivas e a doença de Alzheimer

LER MAIS

Próteses dentárias de um único molar projetadas por IA
ARTIGOS

Próteses dentárias de um único molar projetadas por IA

LER MAIS

Cancro Oral – Não só para fumadores
ARTIGOS

Cancro Oral – Não só para fumadores

LER MAIS

Translate:

OJD 97 JULHO 2022

OJD 97 JULHO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.