JornalDentistry em 2023-9-26

ARTIGOS

Bruxismo do sono, insónia e ansiedade – existe alguma ligação entre eles?

Os pesquisadores estudaram a associação entre bruxismo do sono autorreferido, insónia e seus potenciais fatores de risco, como depressão e ansiedade.

 

Os resultados mostraram que, embora o bruxismo do sono não tenha associação direta com a insónia, a ansiedade é um fator de ligação entre essas variáveis.

O bruxismo é uma atividade muscular da mandíbula caracterizada por apertar ou ranger os dentes ou empurrar a mandíbula, o que pode ocorrer durante o sono (bruxismo do sono) ou durante a vigília (bruxismo acordado). O bruxismo do sono (BS) pode estar associado a fatores biológicos, psicológicos e de estilo de vida.

Os fatores psicossociais mais relatados nos estudos de BS são stresse, ansiedade, depressão e fatores sociais como insatisfação no local de trabalho, embora as evidências para o papel desses fatores não sejam definitivas. Também fatores de estilo de vida como tabagismo, consumo de álcool e consumo de café podem ser considerados como fatores de risco para BS.

Como comorbidades da BS, também foram identificados distúrbios relacionados ao sono, como apneia obstrutiva do sono, síndrome das pernas inquietas ou doença do refluxo gastroesofágico. Além disso, a insónia também tem sido sugerida como comorbidade da BS.

Considerando que estudos anteriores investigaram associações entre BS, insónia, ansiedade e depressão principalmente univariadamente, os pesquisadores Thiprawee Chattrattrai, Tessa Blanken, Frank Lobbezoo, Naichuan Su, Ghizlane Aarab e Eus J.W. Van Someren decidiram analisar as associações entre bruxismo do sono autorreferido e outras variáveis, não apenas por análise univariada, mas também por regressão logística multivariada e análise de rede.

No artigo publicado na revista Sleep Medicine em março de 2022, a equipa do Instituto Holandês de Neurociência, Universidade de Amesterdão e Vrije Universiteit Amsterdam (Holanda) e Mahidol University (Tailândia) relata que foram aplicados questionários a 2251 participantes (352 com BS autorreferida e 1899 sem BS autorreferida) do Netherlands Sleep Registry sobre bruxismo do sono autorreferido,  insónia, depressão, ansiedade, frequência tabágica e consumo de álcool e cafeína.

Embora a análise univariada tenha mostrado uma associação positiva entre bruxismo do sono e insónia, essa associação desapareceu no modelo de regressão logística multivariada, ou seja, quando foram considerados fatores de idade, psicológicos e estilo de vida. No entanto, o modelo multivariado revelou uma ligação indireta entre bruxismo do sono e ansiedade.

"Concluímos que, embora o bruxismo do sono autorreferido não tenha associação direta com a insónia, a ansiedade pode atuar como um fator de ponte entre essas queixas, portanto, ao tratar a BS e a insónia, o controle da ansiedade não deve ser negligenciado, pedindo uma colaboração interprofissional de médicos e médicos dentistas", diz Tessa Blanken, pesquisadora apoiada pela Fundação BIAL.

 

Fonte: MedicalXpress / BIAL Foundation

 

Recomendado pelos leitores

Interação entre duas bactérias orais comuns cria composto químico responsável pelo mau hálito
ARTIGOS

Interação entre duas bactérias orais comuns cria composto químico responsável pelo mau hálito

LER MAIS

Investigação  verifica que bactérias orais aceleram o desenvolvimento de cancro do pâncreas em ratos
ARTIGOS

Investigação verifica que bactérias orais aceleram o desenvolvimento de cancro do pâncreas em ratos

LER MAIS

Seguros de Responsabilidade Civil Profissional para Médicos Dentistas em Portugal: Proteção da Prática Profissional
ARTIGOS

Seguros de Responsabilidade Civil Profissional para Médicos Dentistas em Portugal: Proteção da Prática Profissional

LER MAIS

Translate:

OJD 119 JULHO 2024

OJD 119 JULHO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.