O JornalDentistry em 2021-4-27

ARTIGOS

CCD: O principal cancro associado ao VPH actualmente é o da orofaringe

O cancro da orofaringe é actualmente o cancro associado ao VPH(Vírus do Papiloma Humano) mais comum nos Estados Unidos, de acordo com um novo relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) que cobre os anos de 1999 a 2015.

 

Durante esse período, o cancro cervical deixou de ser o principal cancro associado ao HPV e o da orofarínge tomou o seu lugar.

A transição aconteceu porque as taxas de incidência do carcinoma cervical diminuíram 1,6% ao ano, e as taxas de incidência do  carcinoma de células escamosas da orofaringeaumentaram 2,7% ao ano entre os homens e 0,8% ao ano entre as mulheres.

Em 2015, havia um total de 11.788 cancros cervicais em comparação com os 18.917 carcinomas de células escamosas da orofaringe.

O declínio do cancro cervical é uma “tendência contínua desde a década de 1950 como resultado do rastreamento”, escrevem os autores do relatório, liderados por Elizabeth Van Dyne, MD, MPH, do serviço de inteligência epidémica do CDC.

O aumento do carcinoma de células escamosas da orofaringe pode ser devido em parte à "mudança de comportamentos sexuais", incluindo sexo oral desprotegido, especialmente entre homens, que relatam ter o maior número de parceiros sexuais e praticar sexo oral em  idade mais jovem, dizem os autores.

Os carcinomas de células escamosas da orofaringe incluem aqueles na base da língua, amígdalas faríngeas, pilares de amígdalas anterior e posterior, sulcos glossoamígdalares, superfície anterior do palato mole e úvula e paredes lateral e posterior da faringe.

O novo relatório foi publicado no Morbidity and Mortality Weekly Report.

Os autores do estudo definiram o cancro associado ao VPH como "uma malignidade invasiva na qual o DNA do VPH é frequentemente encontrado em estudos especiais". Por outras palavras, os dados do novo estudo revelam o número total de certos tipos de cancros associados - mas não necessariamente causados ​​por - VPH.

Um total de 30.115 novos casos de cancros associados ao VPH foram relatados em 1999 e 43.371 em 2015.

No geral, a taxa de cancros associados ao VPH caiu entre as mulheres (mudança, -0,4%) durante o período do estudo e aumentou entre os homens (mudança, +2,4%).

O CDC analisou dados do seu Programa Nacional de Registros de Cancro e do programa de Vigilância Epidemiologica e Resultados Finais (SEER) do Instituto Nacional do Cancro para os anos de 1999 a 2015. “Esses dados cobrem aproximadamente 97,8% da população dos Estados Unidos”, afirma o autores.

No entanto, esses dois registros de cancros de base populacional têm uma limitação: contabilizam os cancros invasivos, mas não o status do VPH dos cancros.

Os autores apontam que o VPH causa cancro cervical e alguns tipos de cancros da orofarínge, vulvar, vaginal, peniano e anal”.

 

Mudança anual no tipo de câncer de 1999 a 2015

Tipo de cancros e  variação média anual (%)

 

— Cervical menos 1,6%

— Vaginal menos  0,6%

— Orofarínge  homens mais 2,7%

—Orofarínge  mulheres mais 0,8%

— Anal  homens mais 2,1%

—Anal nas mulheres mais 2,9%

— Vulvar mais 1,3%

As taxas de cancror do pénis permaneceram estáveis ​​durante o período do estudo.

 

Os autores do estudo afirmam que a implicação do estudo para a saúde pública é que a vacinação contra o VPH pode prevenir a infeção com os tipos de VPH mais fortemente associados ao cancro.

 

Fonte: Oral Cancer Foundation/medscape.com

Artigo original OCF

Recomendado pelos leitores

Estudo mostra que a higiene oral  pode ajudar a reduzir a gravidade do COVID-19
ARTIGOS

Estudo mostra que a higiene oral pode ajudar a reduzir a gravidade do COVID-19

LER MAIS

A periodontite aumenta o risco de bactérias no sangue doado
ARTIGOS

A periodontite aumenta o risco de bactérias no sangue doado

LER MAIS

Estudo sobre futura terapia direcionada para a periodontite
ARTIGOS

Estudo sobre futura terapia direcionada para a periodontite

LER MAIS

Translate:

OJD 83 ABRIL 2021

OJD 83 ABRIL 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.