O JornalDentistry em 2016-11-18

ARTIGOS

Cigarros eletrónicos são tão prejudiciais para a Saúde Oral como o tabaco

Os cigarros eletrónicos são considerados como uma alternativa mais segura aos cigarros convencionais. Quando se trata de saúde oral, no entanto, uma nova pesquisa sugere que o vapor pode ser tão prejudicial como o tabaco.

Num estudo publicado na revista Oncotarget, os pesquisadores descobriram que o vapor gerado pelos produtos químicos presentes no cigarro eletrónico, eram igualmente prejudiciais - em alguns casos, mais prejudicial - para as células da boca do que o fumo do tabaco.

Tais danos podem levar a uma série de problemas de saúde oral, incluindo gengivite, perda de dentes e cancro de boca.

Embora os cigarros eletrónicos não contenham tabaco utilizam também a nicotina e outros produtos químicos, incluindo agentes aromatizantes.

 

Os cigarros eletrónicos são considerados por muitos como sendo mais seguros do que o fumo do tabaco, mas pouco se sabe sobre os efeitos a longo prazo do vapor gerado na saúde.

O líder do estudo Irfan Rahman, Ph.D., professor de medicina ambiental na University of Rochester School of Medicine and Dentistry in New York, e os colegas consideram que tem havido dados limitados sobre como o vapor gerado pelos cigarros eletrónicos afeta saúde oral.

 

— O vapor aromatizado piora os danos causados nas células do tecido gengival

Para confirmar isso os investigadores expuseram tecido gengival de não fumadores quer ao fumo de tabaco quer ao de cigarro eletrónicos com sabor a mentol.

O vapor aromatizado com tabaco continha 16 miligramas de nicotina, enquanto o aroma de mentol do cigarro eletrónico continha 13-16 miligramas de nicotina ou não tinha nicotina Os investigadores concluíram que o vapor dos cigarro eletrónicos causou danos aos tecido das gengivas comparáveis ao causada pela exposição ao fumo do tabaco.

 

—O vapor dos cigarro eletrónico danificado e/ou matou 53% das células da boca em 3 dias.

Outro estudo recentemente publicado no Journal of Cellular Physiology baseia-se nas descobertas de Rahman e colegas, após encontrar uma alta taxa de morte de células da boca com a exposição ao vapor cigarro eletrónico em apenas alguns dias.

Ao analisar as células epiteliais expostas ao vapor ao microscópio, os pesquisadores identificaram um aumento significativo na taxa de danos celulares e morte.

A taxa de danos ou morte em células não expostas é de cerca de 2 por cento, contudo descobriram que com a exposição ao vapor dos cigarros eletrónico, o número de células mortas ou moribundas subiu para 18 %, 40 % e 53 % ao longo do primeiro, segundo e terceiro dias respetivamente.

Fontes: Journal of Cellular Physiology,  Journal Oncotarget, University of Rochester School of Medicine and Dentistry in New York.

Artigo completo: www.medicalnewstoday.com/articles/314190.php

Recomendado pelos leitores

Imunoterapia prolonga a vida de pacientes com cancro de cabeça e pescoço
ARTIGOS

Imunoterapia prolonga a vida de pacientes com cancro de cabeça e pescoço

LER MAIS

Qual é a ligação entre a vitamina D, a saúde das gengivas e a diabetes?
ARTIGOS

Qual é a ligação entre a vitamina D, a saúde das gengivas e a diabetes?

LER MAIS

Reduzir a dose de radiação no cancro oral pode melhorar a qualidade de vida e reduzir custos
ARTIGOS

Reduzir a dose de radiação no cancro oral pode melhorar a qualidade de vida e reduzir custos

LER MAIS

Translate:

OJD 57 DEZEMBRO 2018

OJD 57 DEZEMBRO 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.