O JornalDentistry em 2017-5-15

ARTIGOS

Confirmada a relação entre o consumo de drogas e a saúde oral

Um estudo revela que pessoas com transtornos motivados pelo consumo de drogas tem maior incidência de cáries dentárias e de doença periodontal do que a população em geral, e são menos propensos a a recorrer a tratamento dentário.

Com o consumo de drogas a aumentar cerca de três milhões de novos usuários por ano, a saúde oral destes indivíduos é um problema grave que não vai desaparecer tão cedo.  O novo estudo foi publicada on-line na revista científica Addiction. O uso de drogas afeta a saúde oral através de ações fisiológicas diretas, tais como boca seca, aumento do desejo por comida, aperto e ranger dos dentes e erosão química provocada pela aplicação de cocaína nos dentes e gengivas. O estilo de vida problemático que muitas vezes acompanha o consumo de drogas também afeta a saúde oral através de dietas ricas em açúcar, desnutrição, má higiene oral e falta de cuidados dentários regulares executados por profissionais. Neste grupo de pessoas os cuidados dentários podem ser comprometidos pela tolerância a analgésicos e anestésicos. 

A saúde oral tem consequências significativas na qualidade de vida e na saúde geral. Além de problemas funcionais e de autoestima que acompanha uma má dentição, a inflamação crónica e bacteremia, características de má saúde oral, aumentam a incidência de doença cardíaca coronária, acidente vascular cerebral, diabetes e doenças respiratórias. 

Existem passos simples que tanto médicos dentistas como médicos podem tomar para melhorar a saúde oral deste grupo. Os médicos dentistas devem examinar os pacientes para detetar o consumo de drogas, notar qualquer doença avançada dentária ou periodontal inconsistente com a idade do paciente e considerar o encaminhamento do paciente para um médico de clínica geral. Em pacientes com suspeita de transtornos pelo uso de droga, o médico dentistas devem estar cientes de questões relativas ao tratamento e consentimento quando o paciente está intoxicado e estar alerta para a possibilidade de resistência aos analgésicos. 

Médicos e clínicos que cuidam de pessoas com transtornos pelo consumo de drogas devem pesquisar doenças orais e providenciar assistência dentária conforme necessário, considerar o uso de preparações sem açúcar quando prescrevem metadona e alertar os pacientes sobre os riscos de saúde oral associados à boca seca e ao desejo por alimentos doces . 

Estas conclusões são o resultado de 28 estudos de todo o mundo, que coletivamente forneceu dados sobre 4.086 pacientes com distúrbio de uso de drogas e 28.031 controles.

Fontes: Society for the Study of Addiction/Sciencedaily

Artigo original: "Link between drug use and poor dental health confirmed"

Recomendado pelos leitores

Imunoterapia prolonga a vida de pacientes com cancro de cabeça e pescoço
ARTIGOS

Imunoterapia prolonga a vida de pacientes com cancro de cabeça e pescoço

LER MAIS

Qual é a ligação entre a vitamina D, a saúde das gengivas e a diabetes?
ARTIGOS

Qual é a ligação entre a vitamina D, a saúde das gengivas e a diabetes?

LER MAIS

Reduzir a dose de radiação no cancro oral pode melhorar a qualidade de vida e reduzir custos
ARTIGOS

Reduzir a dose de radiação no cancro oral pode melhorar a qualidade de vida e reduzir custos

LER MAIS

Translate:

OJD 57 DEZEMBRO 2018

OJD 57 DEZEMBRO 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.