O JornalDentistry em 2022-6-23

ARTIGOS

Doença da gengiva grave está associada a função pulmonar deficiente

A função pulmonar diminui com a doença das gengivas cada vez mais severas, de acordo com a pesquisa apresentada no EuroPerio10, um congresso mundial de periodontologia e implante de medicina dentária organizado pela Federação Europeia de Periodontologia (EFP).

"O nosso estudo indica uma ligação entre a doença periodontal e a função pulmonar, o que significa que uma boa higiene dentária pode beneficiar tanto a saúde oral como respiratória", disse o autor do estudo Dr. Anders Røsland, da Universidade de Bergen, na Noruega. "Mais pesquisas são necessárias para avaliar a causalidade e se a função pulmonar pode ser melhorada com a terapia periodontal."

Pesquisas anteriores descobriram que a limpeza dentária, incluindo a remoção da placa, está associada a uma redução dos surtos de sintomas em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crónica. Este estudo investigou a associação entre a função pulmonar e a periodontite no Estudo Dentário da Malmö Offspring, baseado na comunidade.

O estudo incluiu 1.021 participantes, dos quais 513 eram homens e 508 mulheres. A idade média era de 44,5 anos. Foi realizado um check-up dentário, incluindo raios-X e um exame aos dentes e gengivas. A gravidade da periodontite foi avaliada medindo as profundidade  da bolsa em torno dos dentes e a perda de  tecido acessório circundante. A extensão da inflamação das gengivas foi determinada a partir da percentagem de locais que mostram hemorragia na sondagem.

A periodontite moderada foi diagnosticada em 289 (28%) participantes e 71 (7%) tiveram periodontite severa. Os restantes 661 (65%) foram classificados como sem periodontite (saudável) ou leve e atuaram como um grupo de comparação. A idade média dos que têm periodontite severa era de 55 anos e 59% eram homens. O tabagismo era significativamente mais comum em pessoas com periodontite moderada ou severa em comparação com o grupo saudável/suave.

A função pulmonar foi avaliada com recurso à espirometria, que mede o volume de ar expirado dos pulmões e o caudal do ar. Os investigadores mediram o volume expiratório forçado (FEV1) que é o volume de ar (em litros) que um indivíduo pode expirar durante um segundo após a inspiração máxima. Também mediram a capacidade vital forçada (FVC), que é a quantidade de ar (em litros) exalada à força após tomar o fôlego mais profundo possível. Tanto o FEV1 como o FVC foram expressos em percentagem do valor previsto para pessoas saudáveis. Os investigadores também calcularam o rácio de FEV1/FVC (%).

Os investigadores descobriram que o FEV1 e o FVC (ambos expressos em percentagem do valor previsto) e o FEV1/FVC diminuíram com a gravidade crescente da periodontite. Nas análises ajustadas para a idade, sexo, tabagismo, índice de massa corporal, diabetes e nível educacional, foram observadas associações inversas significativas entre a função pulmonar e a periodontite severa: em comparação com o grupo saudável/leve, as pessoas com periodontite grave tinham 3,6% de fev1 inferior e 2,2 menos FEV1/FVC.

O Dr. Røsland diz que "todas as medidas da função pulmonar deterioraram-se à medida que a doença das gengivas se agravava. Além disso, à medida que a inflamação das gengivas se generalizou ao longo da boca, alguns dos valores respiratórios tendiam a piorar. Um declínio na função pulmonar pode indicar inflamação das vias respiratórias, possivelmente originária de gengivas inflamadas e da inalação de placa dentária, que contém bactérias. Se esta ligação entre a doença das gengivas e a função pulmonar for confirmada, isso poderá fornecer a fundamentação para o tratamento periodontal e programas de higiene oral para melhorar a saúde oral e respiratória."

Recomendado pelos leitores

Estudar a ligação entre a doença das gengivas e a doença de Alzheimer
ARTIGOS

Estudar a ligação entre a doença das gengivas e a doença de Alzheimer

LER MAIS

Próteses dentárias de um único molar projetadas por IA
ARTIGOS

Próteses dentárias de um único molar projetadas por IA

LER MAIS

Cancro Oral – Não só para fumadores
ARTIGOS

Cancro Oral – Não só para fumadores

LER MAIS

Translate:

OJD 97 JULHO 2022

OJD 97 JULHO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.