O JornalDentistry em 2020-5-19

ARTIGOS

Escovar os dentes pode proteger o coração

Segundo um estudo recente, escovar os dentes frequentemente está associado a menores riscos de fibrilação atrial e insuficiência cardíaca.

O estudo foi publicado  no European Journal of Preventive Cardiology, um jornal da European Society of Cardiology (ESC).

Pesquisas anteriores sugerem que a falta de higiene oral leva a bactérias para o sangue, causando inflamação no organismo. A inflamação aumenta os riscos de fibrilação atrial (batimento cardíaco irregular) e insuficiência cardíaca (a capacidade do coração de bombear sangue de sangue é prejudicada). Este estudo examinou a conexão entre a higiene oral e a ocorrência dessas duas condições.

O estudo de coorte retrospectivo envolveu 161.286 participantes do Korean National Health Insurance System, com idades entre 40 e 79 anos, sem histórico de fibrilação atrial ou insuficiência cardíaca. Os participantes foram submetidos a um exame médico de rotina entre 2003 e 2004. Foram recolhidas informações sobre altura, peso, exames laboratoriais, doenças, estilo de vida, saúde oral e comportamentos de higiene oral.

Durante um seguimento médio de 10,5 anos, 4.911 (3,0%) participantes desenvolveram fibrilação atrial e 7.971 (4,9%) desenvolveram insuficiência cardíaca.

Escovar os dentes três ou mais vezes ao dia foi associado a um risco 10% menor de fibrilação atrial e a um risco 12% menor de insuficiência cardíaca durante os 10,5 anos de acompanhamento. 

Os resultados foram independentes de vários fatores, incluindo idade, sexo, status socioeconó-mico, exercício físico regular, consumo de álcool, índice de massa corporal e comorbidades, como hipertensão.

Embora o estudo não tenha investigado os  mecanismos, uma possibilidade é que a escovagem frequente reduza as bactérias no biofilme subgengival (bactérias que vivem nas bolsas entre os dentes e as gengivas), impedindo assim a translocação para a corrente sanguínea.

O autor principal, Dr. Tae-Jin Song, da Universidade Ewha Womans, Seul, Coréia, observou que a análise era limitada a um país e, como um estudo observacional, não prova causalidade. Mas  acrescentou: "Estudamos um grande grupo por um longo período, o que acrescenta força às nossas descobertas".

Num editorial de acompanhamento afirma: "Certamente é muito cedo para recomendar escovagem dos dentes como prevenção de fibrilação atrial e insuficiência cardíaca congestiva, enquanto o papel da inflamação na ocorrência de doenças cardiovasculares está a  tornar-se cada vez mais evidente, são necessários estudos de intervenção para definir estratégias de importância para a saúde pública".

Fonte: European Society of Cardiology.

Recomendado pelos leitores

Os níveis de vitamina D parecem desempenhar um papel nas taxas de mortalidade por COVID-19
ARTIGOS

Os níveis de vitamina D parecem desempenhar um papel nas taxas de mortalidade por COVID-19

LER MAIS

Melhorar o tratamento da periodontite
ARTIGOS

Melhorar o tratamento da periodontite

LER MAIS

Tratamento para o Covid-19 no horizonte, mas a vacina permanece uma incógnita
ARTIGOS

Tratamento para o Covid-19 no horizonte, mas a vacina permanece uma incógnita

LER MAIS

Translate:

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.