O JornalDentistry em 2020-5-01

ARTIGOS

IA facilita o trabalho dos médicos dentistas: novo modelo ajuda a localizar os canais mandibulares

Para planear uma operação de implante dentário e o tamanho e a posição do implante, os médicos dentistas precisam saber a localização exata do canal mandibular que contém o nervo alveolar.

A mandíbula inferior é uma estrutura anatomicamente complexa e os especialistas usam modelos de raio-X e tomografia computadorizada (TC) para detetar e diagnosticar essas estruturas. Normalmente, médicos dentistas e radiologistas definem a localização dos canais mandibulares manualmente a partir de raios-X ou tomografias computadorizadas, o que torna a tarefa trabalhosa e demorada.

É por isso que uma maneira automatizada de realizar essa tarefa pode facilitar muito o trabalho e a colocação de implantes dentários.

Para arranjar uma solução para esse problema, pesquisadores do Centro Finlandês de Inteligência Artificial FCAI, Hospital Universitário de Tampere, Planmeca e Instituto Alan Turing desenvolveram um novo modelo que mostra com precisão e automaticamente a localização exata dos canais mandibulares. 
O modelo é baseado no treino e no uso de redes neurais profundas. Os pesquisadores treinaram o modelo usando um conjunto de dados composto por varreduras tridimensionais de TC de feixe cónico (TCFC).
O modelo é baseado numa arquitetura totalmente convolucional, o que o torna o mais rápido e com melhor  eficiente de dados possível. Com base nos resultados da pesquisa, esse tipo de modelo de aprendizagem profundo pode localizar os canais mandibulares com alta precisão. Ultrapassa os modelos estatísticos de formas, que até agora têm sido o melhor método automatizado para localizar os canais mandibulares.

Em casos simples - quando o paciente não possui condições especiais, como a osteoporose - o modelo é tão preciso quanto um especialista humano. A maioria dos pacientes que visita o médico dentista se enquadra-se nessa categoria. "Em casos mais complexos, pode ser necessário ajustar a estimativa, por isso ainda não estamos  a falar de um sistema totalmente independente", diz Joel Jaskari, candidato a doutoramento e o primeiro autor do trabalho de pesquisa.
O uso da inteligência artificial tem outra vantagem clara, o fato da máquina executar o trabalho sempre de maneira igual, rápida e precisa. "O objetivo deste trabalho de pesquisa não é, no entanto, substituir os radiologistas, mas tornar seu trabalho mais rápido e eficiente, para que  tenham tempo para se concentrar nos casos mais complexos", acrescenta o professor Kimmo Kaski.
A Planmeca, uma empresa finlandesa que desenvolve, fabrica e comercializa equipamentos dentários, equipamentos e softwares de imagem em 2D e 3D, colabora com a FCAI. Atualmente, a empresa está a integrando o modelo apresentado no seu software dedicado, para ser usado com o equipamento de tomografia em 3D Planmeca.
Os resultados da pesquisa foram publicados recentemente na Nature Scientific Reports.

Fonte: MedicalXPress

Autor:  Anu Haapala, Aalto University

Artigo MedicalXPress:  medicalxpress.com/news/2020-04-ai-dentists-easier-localize-mandibular.html

Foto: MedicalXPress

Recomendado pelos leitores

Os níveis de vitamina D parecem desempenhar um papel nas taxas de mortalidade por COVID-19
ARTIGOS

Os níveis de vitamina D parecem desempenhar um papel nas taxas de mortalidade por COVID-19

LER MAIS

Melhorar o tratamento da periodontite
ARTIGOS

Melhorar o tratamento da periodontite

LER MAIS

Tratamento para o Covid-19 no horizonte, mas a vacina permanece uma incógnita
ARTIGOS

Tratamento para o Covid-19 no horizonte, mas a vacina permanece uma incógnita

LER MAIS

Translate:

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.