O JornalDentistry em 2021-6-11

ARTIGOS

Mais mulheres a serem diagnosticadas com cancro da boca

Os cirurgiões da cabeça e pescoço dizem que mais mulheres estão a ser diagnosticadas com cancro da boca estando a investigação está em andamento para ajudar a desvendar o que está a alimentar esta tendência alarmante.

"Estes cancros da boca ocorrem historicamente em homens mais velhos, particularmente fumadores e bebedores", comentou o Professor Associado da Carsten Palme e Diretor de Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Chris O'Brien Lifehouse.

Os cirurgiões  identificaram um aumento no número de mulheres   diagnosticadas com este problema  e que estes casos aumentam cerca de 5 por cento por ano.

Estas mulheres não apresentam os fatores de risco tradicionais. “Muita pesquisa neste momento nas nossas instituições está a ser feita para tentar identificar exatamente o que está a acontecer e porquê", disse o Dr. Palme.

O Dr. Palme contou  que a sua paciente mais nova tinha acabado de terminar o seu HSC. Com 18 anos, apresentava uma úlcera no lado direito da língua, que inicialmente se pensava ser uma úlcera traumática benigna e acabou por ter um cancro da língua em fase três", disse.

De acordo com o Instituto Australiano de Saúde e Bem-Estar, mais de 5.000 australianos são diagnosticados com cancros da cabeça e pescoço todos os anos.

Os médicos do Chris O'Brien Lifehouse estão agora a usar abordagens inovadoras para remover e reconstruir o maxilar de um paciente para o ajudar a curar o cancro.

Tara Flannery, de 49 anos, foi diagnosticada com cancro de células escamosas na gengiva e os médicos disseram que remover toda a mandíbula superior lhe daria a melhor hipótese de uma cura.

Por si só, a cirurgia causaria deformidades cosméticas significativas e tornaria a alimentação, a deglutição e a fala extremamente difícil.

 

Os cirurgiões usaram enxertos de pele cultivados na perna da mulher para formar a gengiva superior. 

 

A professora temia que ela tivesse de se levantar à frente de 30 miúdos com um rosto desfigurado. "Não queria parar de dar aulas", disse Ana Flannery.

A equipa lifehouse criou um modelo 3D da mandíbula da Sra. Flannery que lhes permitiu mapear virtualmente a sua complexa operação.

"Significa que o que planeamos no computador pode ser executado na cirurgia. E para algo tão complicado como a mandíbula, é absolutamente crítico", disse o Dr. David Leinkram, cirurgião na Lifehouse Oral e Maxillofacial .

Os médicos usaram a posição dos dentes superiores e inferiores de Tara como ponto de partida para a reconstrução.

“Queremos manter esses dentes exatamente onde estavam antes planeando depois a reconstrução e o implante dentário imediato", disse o Dr. Palme.

Seis semanas antes da grande cirurgia, colocaram implantes de titânio e enxertos de pele dentro do osso da barriga da perna, chamado fíbula. Os enxertos de pele formariam a sua nova gengiva superior. Três segmentos desse osso e vasos sanguíneos próximos acabariam por ser removidos para construir a sua nova mandíbula.

Durante o processo de pré-fabricação na perna, médicos dentistas especialistas fizeram um molde para ajudar a construir uma ponte para os os novos dentes acrílicos.

"Tara é um exemplo fenomenal do que podemos alcançar hoje em dia, nos últimos anos conseguimos automatizar e acelerar este processo e torná-lo parte da nossa prestação de cuidados de rotina para estes pacientes", disse o Dr. Palme.

A Sra. Flannery está de volta à sala de aula a fazer o que gosta mais de fazer, ensinar. Não parece ter removido o maxilar e está em êxtase com o resultado.

"Fico impressionado quando penso nisso, dificilmente se nota que ela fez uma cirurgia incrivelmente destrutiva", disse o Dr. Palme.

 

Fonte: Oral Cancer Foundation / www.9news.com.au

Autor: Gabriella Rogers, Health Reporter

More women being diagnosed with mouth cancer, researchers say

 

Recomendado pelos leitores

Investigação: Implantes dentários “inteligentes”
ARTIGOS

Investigação: Implantes dentários “inteligentes”

LER MAIS

Vários tipos de bactérias contribuem  para a perda óssea na doença  gengival
ARTIGOS

Vários tipos de bactérias contribuem para a perda óssea na doença gengival

LER MAIS

Medicamentos para a  azia podem ter benefícios inesperados em doenças gengivais
ARTIGOS

Medicamentos para a azia podem ter benefícios inesperados em doenças gengivais

LER MAIS

Translate:

OJD 88 OUTUBRO 2021

OJD 88 OUTUBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.