O JornalDentistry em 2019-1-29

ARTIGOS

Novas descobertas sobre a síndrome de dor crónica na boca

A imagem está a tornar-se mais clara sobre a condição de dor crónica oral, conhecida como síndrome de boca ardente, ou BMS (sigla em inglês), que afeta principalmente mulheres de meia-idade ou mais velhas.

Numa palestra da Academia Sahlgrenska, foram equacionadas novas etapas adicionais para serem tomadas com o fim de melhor o diagnóstico e tratamento.
De acordo com Shikha Acharya, PhD em Microbiologia oral e Imunologia do Institute of Odontology a esperança é que as novas descobertas irão contribuir para o desenvolvimento de critérios de diagnósticos objetivos e tratamento eficaz, individualizado coisas que atualmente não existem.
.
O síndrome de boca ardente (BMS) é uma síndrome de dor crónica na cavidade oral que afeta aproximadamente 4% da população sueca. Esta condição crónica afeta principalmente mulheres de meia idade ou mais idosas.
A dor é experimentada como ardor ou picadas. A língua é mais frequentemente afetada, mas o palato, lábios e gengivas também podem ser afetadas. Outros sintomas comuns incluem boca seca e alteração da sensação de gosto, como um gosto amargo ou metálico na boca.BMS é um desafio para os prestadores de cuidados de saúde, particularmente em serviços de medicina dentária e uma condição debilitante para muitos dos pacientes. Quando eles estimam o seu problema em uma escala visual analógica (VAS) onde 0 é "nada difícil" e 100 é "insuportável", a resposta média é 66. As conclusões foram prestadas por 56 mulheres com BMS.
No seu trabalho Shikha Acharya relacionou dados clínicos e auto relatos resultantes de questionários a pacientes com BMS sobre seus sintomas, (outras doenças, uso de medicamentos, etc.) juntamente com os fatores relacionados à saliva. Os resultados foram comparados com um grupo de controle combinados por sexo e idade.
Acontece que 45 por cento dos pacientes com BMS foram relatado por ter diferentes sensações de sabor. Um total de 73 por cento experimentou dor que foi ardor ou picadas ou uma combinação dos dois, mas o ardor e dormência também ocorreram.
Além da BMS, têm uma maior incidência de outros tipos de doenças, tomam mais medicamentos, são mais propensos a ranger os dentes e relatam mais alergias do que o grupo de controle. No entanto, análises mais avançadas mostram que a BMS foi fortemente associada a secura oral subjetiva e Dermatopatias auto relatadas.
O fato de que os pacientes com BMS, comparados com as pessoas no grupo de controle, relatam que sofrem consideravelmente mais de doenças e problemas de pele é uma nova descoberta. As proteínas de mucina na saliva dos pacientes BMS são alteradas e tem menor quantidade de estruturas de carboidratos o que afeta o sistema imunológico da cavidade oral .
Análise das substâncias inflamatórias na saliva mostra a complexa relação entre o BMS e a inflamação de fundo, com alguns pacientes com BMS a terem níveis mais elevados de inflamação que o grupo controle.
O trabalho de apresentação é parte de um projeto maior que visa definir um modelo para o BMS que podem facilitar o diagnóstico e tratamento no futuro.

 

Fonte: ScienceDaily / University of Gothenburg

Artigo original ScienceDaily: "New findings on chronic pain syndrome in the mouth"

 

 

Recomendado pelos leitores

“Dor de dente do aviador”
ARTIGOS

“Dor de dente do aviador”

LER MAIS

Cientistas encontram  patógeno bacteriano (Porphyromonas gingivalis) em cérebros de pacientes com Alzheimer
ARTIGOS

Cientistas encontram patógeno bacteriano (Porphyromonas gingivalis) em cérebros de pacientes com Alzheimer

LER MAIS

Combinações de sintomas sugestivos de cancro da laringe
ARTIGOS

Combinações de sintomas sugestivos de cancro da laringe

LER MAIS

Translate:

OJD 59 FEVEREIRO 2019

OJD 59 FEVEREIRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.