O JornalDentistry em 2021-8-03

ARTIGOS

Perda dentária associada ao aumento da deficiência cognitiva e demência

Uma boa saúde oral, incluindo dentaduras, pode proteger contra o declínio cognitivo. A perda de dentes é um fator de risco para a deficiência cognitiva e a demência e com cada dente perdido, o risco de declínio cognitivo cresce, de acordo com uma nova análise.

Cerca de um em cada seis adultos com 65 ou mais anos perderam todos os dentes, de acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças. Estudos anteriores mostram uma ligação entre a perda de dentes e a função cognitiva diminuída, com os investigadores a oferecerem uma série de explicações possíveis para esta ligação. 

Por um lado, a falta de dentes pode levar à dificuldade de mastigar, o que pode contribuir para deficiências nutricionais ou promover mudanças no cérebro. Várias pesquisa também aponta para uma ligação entre a doença das gengivas, uma das principais causas de perda de dentes, e o declínio cognitivo. Além disso, a perda de dentes pode refletir desvantagens socioeconómicas ao longo da vida que são também fatores de risco para o declínio cognitivo.

"Dado o número impressionante de pessoas diagnosticadas com doença de Alzheimer e demência todos os anos, e a oportunidade de melhorar a saúde oral ao longo do tempo de vida, é importante obter uma compreensão mais profunda da ligação entre a uma saúde oral deficiente e o declínio cognitivo", disse Bei Wu, doutorada, professora na Dean em Saúde Global da NYU Rory Meyers College of Nursing e co-diretora da NyU Aging Incubator ,e autor sénior do estudo.

Wu e seus colegas realizaram uma meta-análise usando estudos longitudinais de perda de dentes e deficiência cognitiva. Os 14 estudos incluídos na sua análise envolveram um total de 34.074 adultos e 4.689 casos de pessoas com função cognitiva reduzida.

Os investigadores descobriram que os adultos com mais perda de dentes tinham um risco 1,48 vezes maior de desenvolver deficiência cognitiva e 1,28 vezes maior risco de ser diagnosticado com demência, mesmo depois de controlar outros fatores.

No entanto, os adultos que não têm dentes eram mais propensos a ter uma deficiência cognitiva se não tivessem dentaduras (23,8 por cento) em comparação com os que tinham dentadura (16,9 por cento); uma análise mais aprofundada revelou que a associação entre a perda de dentes e a deficiência cognitiva não era significativa quando os participantes tinham dentaduras.

Os investigadores também realizaram uma análise usando um subconjunto de oito estudos para determinar se havia uma associação de "dose-resposta" entre perda de dentes e deficiência cognitiva -- ou seja, se um maior número de dentes desaparecidos estivesse ligado a um maior risco de declínio cognitivo. As suas descobertas confirmaram esta relação: cada dente em falta adicional estava associado a um risco aumentado de 1,4% de deficiência cognitiva e 1,1% de risco aumentado de ser diagnosticado com demência.

"Esta relação 'dose-resposta' entre o número de dentes em falta e o risco de diminuição da função cognitiva fortalece substancialmente a evidência que liga a perda de dentes à deficiência cognitiva, e fornece algumas evidências de que a perda de dentes pode prever o declínio cognitivo", disse Xiang Qi, um candidato a doutoramento da NYU Meyers.

"As nossas descobertas sublinham a importância de manter uma boa saúde oral e o seu papel na preservação da função cognitiva", disse Wu.

 

Fonte:  ScienceDaily/New York University

Artigo original:

https://www.sciencedaily.com/releases/2021/07/210708083904.htm

Recomendado pelos leitores

Complicações após terapia com implante dentário são comuns
ARTIGOS

Complicações após terapia com implante dentário são comuns

LER MAIS

Complicações orais provocadas pelo Vírus do Papiloma Humano (HIV)
ARTIGOS

Complicações orais provocadas pelo Vírus do Papiloma Humano (HIV)

LER MAIS

Pessoas com periodontite podem ter duas vezes mais probabilidades de serem hipertensos
ARTIGOS

Pessoas com periodontite podem ter duas vezes mais probabilidades de serem hipertensos

LER MAIS

Translate:

OJD 87 SETEMBRO 2021

OJD 87 SETEMBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.