JornalDentistry em 2024-1-03

ENTREVISTA

“Este é um marco muito importante no meu percurso enquanto médica dentista dedicada à medicina do sono”

A Prof. Dra. Susana Falardo foi recentemente eleita para o board of directors da International Pediatric Sleep Association (IPSA), uma organização dedicada à promoção da medicina do sono pediátrica a nível mundial.

— Fale-nos da sua recente eleição para o Board of Directors da IPSA? Como vê este reconhecimento pessoal? O que significa para si?                                                                            A eleição para o Board of Directors da ISPA surgiu como uma inesperada nomeação pela comunidade médica pediátrica internacional de medicina de sono. É imensamente honroso e gratificante depararmo-nos com o reconhecimento dos nosso pares de forma tão genuína e despretensiosa.
Profissionalmente, este é um marco muito importante no meu percurso enquanto médica dentista dedicada à medicina do sono.
Não poderia estar mais feliz e grata!

Fale-nos um pouco sobre a IPSA – International Pediatric Sleep Association: Qual é a missão da organização?
A IPSA - Internacional Pediatric Sleep Association é uma organização dedicada à promoção da medicina pediátrica do sono em todo o mundo. Como tal, a sua missão é servir como o principal veículo para desenvolver, apoiar e promo- ver a excelência global em investigação, cuidados clínicos, educação e políticas públicas relacionadas com o sono em bebés, crianças e adolescentes.

Qual o programa de ação do Board of Directors para o mandato?
O Board of Directors foi eleito para um mandato de 4 anos e prevê-se que coloque em prática os objetivos específicos que incluam potencialmente:                                                   A. Apoiar a investigação básica e aplicada em todas as áreas do sono em bebés, crianças e adolescentes;                                                                                                                             B. Promover padrões de notificação e classificação de dados no campo da pesquisa pediátrica do sono;                                                                                                                                       C. Melhorar a capacidade dos médicos de medicina do sono e de outros médicos para fornecer cuidados eficazes de saúde do sono a pacientes pediátricos e suas famílias; D. Promover o estabelecimento de diretrizes clínicas para a triagem, avaliação e tratamento de distúrbios do sono pediátricos;                                                                                 E. Incentivar o desenvolvimento de programas de formação específicos para o sono pediátrico numa variedade de disciplinas e entre diferentes sociedades membros;         F. Promover a educação do sono para o público, incluindo o conhecimento dos problemas pediátricos do sono e suas consequências, princípios básicos da saúde do sono e avanços na pesquisa do sono;
G. Defender políticas de pesquisa, médicas e sociais, que melhorem a saúde do sono de bebés, crianças e adolescentes;
H. Organizar uma reunião científica recorrente relativa à medicina pediátrica do sono e promover o intercâmbio de informações relativas à investigação pediátrica do sono;
I. Melhorar a capacidade dos médicos de medicina do sono e de outros médicos para fornecer aconselhamento pediátrico eficaz sobre o sono.

Qual é a importância da presença de médicos dentistas na IPSA, integrando a multidisciplinaridade das equipas de saúde?
É, sem dúvida, o reconhecimento e relevância da Medicina Dentária como área de excelência, integrando equipas multidisciplinares no screening, diagnóstico e tratamento integrativo, holístico e interdisciplinar dos pacientes.
Caminhamos cada vez mais para uma medicina integrativa com elevada evidência científica e centrada no paciente, na promoção da qualidade de vida destes, das suas famílias e comunidades.
A Medicina Dentária é parte integrante da ciência!
Os médicos dentistas têm um papel de relevo na avaliação do paciente em sono pediátrico, através da análise do padrão de crescimento do esqueleto facial, na observação de desvios da função mastigatória e no comportamento músculo esquelético facial.

Quais são os grandes tópicos atuais e as direções futuras sobre a medicina do sono?
A medicina do sono tem merecido nos últimos anos enorme destaque na comunidade médica, científica e civil. O impacto negativo que a patologia do sono acarreta a todos nós é cada vez mais alvo de estudo, de campanhas de alerta e intervenção preventiva.
A necessidade de rastreios é amplamente apontada. É necessário identificar população de risco, aplicar medidas preventivas e atuar nos casos identificados o mais precocemente possível.
No entanto, diria que neste preciso momento, um dos tópicos discutidos é a escassez de programas formativos, uniformizados e protocolos de intervenção entre os diversos profissionais de saúde. É necessário apostar na formação pré e pós-graduada nesta área, é necessário que os profissionais envolvidos na medicina do sono partilhem um vocabulário comum, com o objetivo único de promover a saúde do utente.
Não colocando obviamente de parte o reconhecimento daqueles que já estão diferenciados nesta área do saber

 

Translate:

OJD 114 FEVEREIRO 2024

OJD 114  FEVEREIRO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.