JornalDentistry em 2022-11-12

NOTÍCIAS

100 Edições, sem palavras!

Já uma vez aqui fiz referência à máxima “o difícil não é começar, o difícil é continuar”. E também julgo já ter dedicado alguma linhas ao valor da perseverança enquanto cerne e verdadeira motivação para atingir os objetivos a que nos propomos e superar os desafios que a vida, só porque é assim mesmo que ela é, nos vai lançando ciclicamente.

Célia Coutinho Alves, DDS, PhD, médica dentista doutorada em periodontologia

Chegar às 100 edições de alguma coisa é sempre um marco incontornável de sucesso. Podemos gostar muito, ou gostar pouco. Às vezes concordar e outras dis- cordar. Às vezes prestar-lhe atenção e lê-la, e outras arrumá-la para um canto sem sequer a abrir. Mas perseverar na senda das publicações sérias, numa área profissional onde somos poucos, mantendo um nível de cuidado e assertividade próprio dos que estão nisto por amor, não é para todos.
Eu sei que as instituições vão para além das pessoas e não podem depender diretamente delas, mas a verdade é que as instituições sem as pessoas são meros edifícios vazios e ecrãs desligados. E também sei que elogiar em causa própria pode não ter o mesmo valor do reconhecimen- to do que quando ele é feito entre pares, mas nesta edição, nesta 100a edição d’O JornalDentistry, não posso deixar de trazer para este editorial, o reconhecimento da força, da garra e da perseverança da Hermínia Guimarães, a alma e o coração deste jornal! Com uma energia sempre con- tagiante, ela abraçou esta publicação com um sentido de missão próprio só daqueles que se importam, que se envolvem com o sentido de propósito das coisas. E sem lhe ter perguntado, sei o que responderia à pergunta: 100 edições, e agora?
Cem edições. Cem edições cheias de histórias e protagonistas. Selecionamos algumas, uma por edição, que marcaram e traçam a história des- tes quase 10 anos passados de medicina dentária em Portugal. Rever a história é dos processos mais valiosos para validar o presente e antecipar o futuro. A história é cíclica, assim como a natureza, assim como a vida. É, também, destas histórias e destes protagonistas que a história d’O JornalDentistry se faz e se revive. E voltar a dar-lhes vida, é sentir o pulsar duma medicina dentária que cresce e se afirma ao longo do tempo. Que passa por períodos mais conturbados, com lutas de sempre, e períodos de avanços com metas alcançadas. O importante é sempre perseverar.
E agora? Agora é continuar. Fazer mais e melhor no propósito de abraçar a missão de ajudar a construir uma visão e a divulgar uma medicina dentária em evolução. Se visionário é aquele que “é idealista, que tem ideias extravagantes e incomuns, acreditando estar visualizando tendências ou conceitos que estão à frente de seu tempo”, a Hermínia é, sem dúvida, uma visionária. Sustenta-se da história e duma sabedoria de experiência feita, para querer sempre mais e melhor. Há uns tempos perguntaram-me qual era o meu racional, como desenvolvia a minha linha de pensamento, para responder a alguns questões pessoais/profissionais, como decidia, fazia escolhas. E a verdade é que não é fácil de explicar estes processos inconscientes. Penso que é mais ou menos assim: para fazer uma escolha, desenhar um caminho, tento obter sempre uma dupla validação do pro- cesso. Primeiro tento encontrar uma validação científica, um estudo, um resultado que me “prove” que aquele método, aquele exercício, aquela fórmula de resolução do problema já foi testada e funciona. Depois procu- ro encontrar na sabedoria milenar, aquela que a história já fez o favor de verificar por nós, uma orientação nesse sentido, uma resposta orientativa que corrobore a científica. Dessa junção nasce o gut feeling, a intuição. E a minha intuição diz-me que O JornalDentistry perseverá juntando o conhecimento ao entretenimento. O caminho é o de juntar a experiência informativa e formativa à experiência lúdica e recreativa. Porque brincar é tão importante quanto aprender, e é a brincar que aprendemos mais. Esperem novidades!
Obrigada a todos o que entrevistaram, redigiram, fotografaram, editaram ou de alguma forma contribuíram para estas 100 edições. E um obrigada especial a todos os colegas que folhearam, leram, partilharam ou responderam às solicitações destas 100 edições. Estou sem palavras. E agora? Agora é continuar!n

 

— Célia Coutinho Alves                                                                                                                          Médica Dentista Especialista em Periodontologia pela OMD, Doutorada em Periodontologia pela Universidade Santiago de Compostela

Recomendado pelos leitores

Doenças da boca atingem quase metade das pessoas do mundo: OMS
NOTÍCIAS

Doenças da boca atingem quase metade das pessoas do mundo: OMS

LER MAIS

Relatório Global sobre o Status da Saúde Oral da OMS
NOTÍCIAS

Relatório Global sobre o Status da Saúde Oral da OMS

LER MAIS

Declaração doTAG-VE da OMS sobre sublinhagens Omicron BQ.1 e XBB
NOTÍCIAS

Declaração doTAG-VE da OMS sobre sublinhagens Omicron BQ.1 e XBB

LER MAIS

Translate:

OJD 100 NOVEMBRO 2022

OJD 100 NOVEMBRO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.