JornalDentistry em 2024-6-12

NOTÍCIAS

A OMS divulgou a estratégia global e plano de ação para a saúde oral

Um novo documento, Estratégia Global e Plano de Ação em Saúde Oral 2023-2030, foi divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) contendo o conjunto completo de políticas que definem a agenda global de saúde oral da OMS até 2030.

Em conjunto, estes documentos políticos definem o caminho para enfrentar os desafios enfrentados pelas comunidades em todo o mundo e defendem o reforço da integração da saúde oral nas doenças não transmissíveis e nos pacotes de benefícios de cobertura universal de saúde.
O plano de ação é um instrumento prático para apoiar os Estados-Membros na adaptação e implementação das políticas globais de saúde oral aos contextos nacionais. Define um conjunto de ações prioritárias para os Estados-Membros, o Secretariado da OMS, os parceiros internacionais, as organizações da sociedade civil e o setor privado para avançar no sentido do nosso compromisso comum de garantir o acesso equitativo à saúde oral para todos.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, destacou no prefácio do documento que "os Estados-Membros demonstraram o seu compromisso com a melhoria da saúde oral nos últimos anos, adotando a histórica Resolução sobre saúde oral em 2021 e a estratégia global sobre saúde oral em 2022. Seguiu-se, em 2023, o desenvolvimento do Plano de Ação Global para a Saúde Oral 2023-2030, que traduz a visão, o objetivo e os objetivos estratégicos da estratégia global numa série de 100 ações para uma ação mais forte e coordenada em saúde oral. O plano de ação também inclui um conjunto de 11 metas globais para acompanhar o progresso na saúde oral para todos os indivíduos e comunidades até 2030."
As doenças orais estão entre as doenças não transmissíveis mais comuns em todo o mundo, afetando cerca de 3,5 mil milhões de pessoas. O fardo está a aumentar, particularmente nos países de baixo e médio rendimento. Uma boa saúde oral é essencial para comer, respirar e falar, e contribui para a saúde em geral. A dor e o desconforto associados às doenças orais dificultam a concentração, podem levar as pessoas a faltar à escola ou ao trabalho e podem levar ao isolamento social. Se não forem tratadas, as doenças orais podem ter um impacto grave na saúde. No entanto, muitas doenças orais são, em grande medida, evitáveis e podem ser tratadas através de procedimentos simples e não invasivos ao nível dos cuidados de saúde primários
Tedros acrescentou: "A OMS apoia os Estados-Membros na implementação dessas políticas, dentro de seu próprio contexto nacional. Juntos, podemos reverter o padrão de negligência na saúde bucal, melhorar a cobertura e o acesso em todo o mundo e garantir que todos recebam os cuidados de que precisam para doenças orais evitáveis e tratáveis. Não há saúde sem saúde oral."

Recomendado pelos leitores

Prof. Dr. André Mariz de Almeida coordena missão humanitária no Quénia
NOTÍCIAS

Prof. Dr. André Mariz de Almeida coordena missão humanitária no Quénia

LER MAIS

Piercings na língua e nos lábios podem danificar os dentes e as gengivas
NOTÍCIAS

Piercings na língua e nos lábios podem danificar os dentes e as gengivas

LER MAIS

Dr. João Pimenta e Dra. Margarida Henrique nomeados co-presidentes da Dental AI Association
NOTÍCIAS

Dr. João Pimenta e Dra. Margarida Henrique nomeados co-presidentes da Dental AI Association

LER MAIS

Translate:

OJD 119 JULHO 2024

OJD 119 JULHO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.