JornalDentistry em 2023-11-07

NOTÍCIAS

Apex distribui nova marca: “Acreditámos na Neoss porque achámos que era diferente”

Com mais de 23 anos de história, a Neoss chega ao mercado português através da Apex, com um sistema de soluções inovadoras para cirurgia. Implantes e biomateriais passam agora a integrar o portfólio da empresa portuguesa

ANeoss é a nova marca distribuída pela Apex – Material e Equipamento Médico. Num evento realizado no Hotel Pestana Douro Riverside, a Apex reuniu alguns médicos den- tistas e clientes para a apresentação da marca que chega agora a Portugal. 

Fundada em 2000, na Suécia, a marca apresenta um sis- tema de implantes simplificado e eficaz. O Neoss Implant Systems é uma das grandes apostas da marca, caracterizado por um design exclusivo que oferece vantagens aos pacientes. 

“O objetivo deste evento foi divulgar. Por isso, convidámos alguns médicos dentistas que já trabalham na área da cirurgia para divulgarmos a marca e, além da marca, o sistema. Isto é um sistema que tem algumas soluções inovadoras para a cirurgia”, começou por explicar Artur Ribeiro, da Apex. 

Fredrik Engman, Co-fundador da Neoss, que marcou presença no evento no Porto, explicou, em entrevista ao JornalDentistry, os principais fatores que distinguem as soluções da Neoss de outras existentes no mercado. “Temos conhecimento biomecânico desde início e mantivemos isso, o que possibilita ter componentes muito fortes, biologicamente sensíveis. A chave é não olhar para o que os outros estão a fazer porque é fatal. Tentei sempre seguir o meu caminho. E é por isso que ainda temos um sistema muito flexível e versátil, com poucos componentes”, sublinhou.
A Neoss entra em Portugal, num mercado “com um elevado nível”, afirmou Engman, e que “conhece muito bem a área dos implantes”. “As nossas soluções vão-se encaixar muito bem aqui”, reiterou.

Na visão de Artur Ribeiro, a parceria da Apex com a Neoss permite a entrada da empresa portuguesa no mundo dos implantes e dos biomateriais. “Sabemos que a área dos implantes é uma área muito competitiva, mas acreditamos que temos um produto diferenciador. Já tivemos algumas tentativas no passado de desenvolver uma marca de implantes, nunca acreditámos muito nas marcas. Acreditámos agora na Neoss porque achámos que era diferente”. 

O futuro é digital 

“Uma das inovações de eleição é o ScanPeg, que funciona em conjunto com os pilares de cicatrização Neoss. Os pilares são constituídos por PEEK, um material “amigo” dos tecidos, que está associado a resultados significativos de integração óssea e tecidos moles em redor de implantes. Os designs dos pilares de cicatrização estão disponíveis na biblioteca digital. Combinando o pilar de cicatrização com o ScanPeg, com vários designs disponíveis, com uma técnica de impressão simples, em que o ScanPeg é reconhecido pelo scanner intraoral, combinamos características biológicas e digitais na mesma solução, o que é muito efetivo. Mais ninguém tem isto”, esclarece Fredrik Engman. 

Com a evolução e crescente utilização dos scanners intrao- rais, o co-fundador da Neoss acredita que existirão muito mais soluções deste tipo por parte da marca suíça. 

“É um sistema que não existe na concorrência, é único. A ideia é essa: procurar inovações”, prossegue Artur Ribeiro, que distingue as soluções e processos oferecidos pela Neoss: “Temos os pilares estéticos, que são movimentados só na parte final do processo quando se coloca a coroa. Esse pilar, que tem ScanPeg incluído - é scaneado porque existe uma  livraria desse pilar para o Exocad. Ou seja: nós nunca tocamos na parte dos tecidos, que é o ideal. Só na parte final quando colocamos a coroa, que já vem adaptada com o pilar”. 

Os benefícios do digital para os pacientes 

A progressão do digital na medicina dentária tem estado patente nos gabinetes médico-dentários, com a simplificação dos workflows digitais que otimizam o tempo de trabalho e os custos de produção. 

Para Artur Ribeiro as soluções apresentadas pela Neoss permitem agilizar o processo para o paciente, tornando a sua experiência mais agradável e libertando o médico den- tista de procedimentos mais morosos: “É colocado o pilar no dia da cirurgia, o paciente vai embora, vai ter de regressar passado uns tempos para fazer a impressão. Há sempre uma intervenção que não é agradável para o paciente. Nós temos de tirar o parafuso para fazer a impressão, vamos mexer novamente nas zonas críticas. Para o paciente não é agradável e depois para o médico dentista é um trabalho adicional que aqui não é necessário”, remata. 

Fredrik Engman considera que este “é o momento de ir por completo para o digital”, uma vez que estas soluções oferecem já um elevado nível de exatidão – atualmentea precisão do digital é muito superior. Outra das vantagens do digital, para os pacientes, está relacionada com o design, uma vez que, sendo necessário, a Neoss permite guardar os ficheiros, facilitando futuras alterações pedidas pelos pacientes. 

“Hoje, com o digital, conseguimos ver alterações biológicas, alterações clínicas, podemos comparar um ano com outro, conseguimos detetar problemas muito mais cedo”, conclui Fredrik Engman. 

 

 

 

Recomendado pelos leitores

Reunião do Sindicato dos Médicos Dentistas (SMD) com a Multicare, SA Seguros de Saúde.
NOTÍCIAS

Reunião do Sindicato dos Médicos Dentistas (SMD) com a Multicare, SA Seguros de Saúde.

LER MAIS

Feira de Empregabilidade abre oportunidades de futuro para estudantes
NOTÍCIAS

Feira de Empregabilidade abre oportunidades de futuro para estudantes

LER MAIS

SPEMD celebra Dia Mundial da Saúde Oral com foco na acessibilidade aos cuidados de saúde oral
NOTÍCIAS

SPEMD celebra Dia Mundial da Saúde Oral com foco na acessibilidade aos cuidados de saúde oral

LER MAIS

Translate:

O JORNALDENTISTRY 117 MAIO 2024

O JORNALDENTISTRY 117 MAIO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.