JornalDentistry em 2023-5-29

NOTÍCIAS

HGO obtém aprovação europeia para aproveitamento de plasma

HGO passará a aproveitar todo o plasma dos seus dadores para produção de matéria-prima para medicamentos dele derivados. HGO está autorizado pela DGS para todas as atividades da cadeia transfusional, desde a colheita, à análise, processamento, disponibilização e distribuição de sangue.

O Serviço de Medicina Transfusional do Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, obteve a aprovação, por parte da Agência Europeia do Medicamento (EMA), para integrar o programa Plasma Master File. Com esta aprovação, o HGO integra o Programa Estratégico Nacional de Aproveitamento do Plasma, do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, ficando capacitado para o integral aproveitamento do plasma dos seus dadores. 

Desta forma, o HGO passará a aproveitar todo o plasma dos seus dadores para produção de matéria-prima para medicamentos dele derivados, tais como Albumina Humana, Imunoglobulinas e Fatores de Coagulação, contribuindo ativamente para minimizar a escassez desta matéria-prima na Europa. 

Para Teresa Machado Luciano, Presidente do Conselho de Administração do HGO, “este reconhecimento só foi possível graças ao profissionalismo, qualidade e envolvimento de todos os profissionais, que garantiram o cumprimento do amplo conjunto de requisitos regulamentares aplicáveis a este tipo de serviços, bem como os relativos à Farmacopeia Europeia. Esta aprovação por parte da EMA é também o concretizar do compromisso assumido por este Conselho de Administração, com a estratégia de Portugal e da Europa, nesta matéria”. 

O plasma é uma solução aquosa, que representa cerca de 55% do volume total de sangue no nosso corpo e é constituído por água (cerca de 92%) e proteínas (8%) (Albumina, Imunoglobulinas e Fatores da Coagulação). O plasma ajuda outros componentes do sangue a circular por todo o corpo, intervém no sistema imunitário e ajuda a controlar a perda de sangue excessiva, razão pela qual as doações de plasma são importantes para ajudar no tratamento de distúrbios hemorrágicos, doenças hepáticas e vários tipos de cancro. 

A Europa importa anualmente, dos Estados Unidos da América (EUA), cerca de 40% das necessidades de plasma. Devido à pandemia da COVID-19 e à Guerra na Ucrânia, os EUA viram reduzida a sua colheita de plasma em cerca de 10%, diminuindo a sua capacidade de resposta às necessidades europeias em dois terços da sua produção, e encarecendo os preços associados a este derivado. 

 

O Serviço de Medicina Transfusional do HGO está autorizado pela Direção-Geral da Saúde para todas as atividades da cadeia transfusional, desde a colheita, à análise, processamento, disponibilização e distribuição de sangue. 

 

Contactos: +351 212 726 703
gab.comunicacao@hgo.min-saude.pt          www.hgo.min-saude.pt 

 

Recomendado pelos leitores

Prof. Dr. André Mariz de Almeida coordena missão humanitária no Quénia
NOTÍCIAS

Prof. Dr. André Mariz de Almeida coordena missão humanitária no Quénia

LER MAIS

Piercings na língua e nos lábios podem danificar os dentes e as gengivas
NOTÍCIAS

Piercings na língua e nos lábios podem danificar os dentes e as gengivas

LER MAIS

Dr. João Pimenta e Dra. Margarida Henrique nomeados co-presidentes da Dental AI Association
NOTÍCIAS

Dr. João Pimenta e Dra. Margarida Henrique nomeados co-presidentes da Dental AI Association

LER MAIS

Translate:

OJD 119 JULHO 2024

OJD 119 JULHO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.