O JornalDentistry em 2022-5-17

NOTÍCIAS

Mais de metade dos jovens médicos dentistas estão descontentes com a profissão

Um inquérito aos médicos dentistas com menos de 35 anos traça um cenário de grandes dificuldades para singrar no mercado de trabalho.

Mais de metade dos jovens médicos den- tistas mostram-se descontentes com a profissão, sendo que 32% se pudesse voltar atrás escolheria outra carreira, e perto de 25% pretende completar os estudos com outra área de forma a poder exercer outra profissão. O inqué- rito recebeu mais de 2.400 respostas, 

num universo de 4.745 médicos dentistas inscritos na Ordem com menos de 35 anos. Os jovens médicos dentistas exercem a profissão, na sua maioria, em uma (38%) ou duas clíni- cas (26%). Em média, 43% atende entre 6 e 10 pacientes por dia e, aproximadamente, 40% atende diariamente mais de 11 doentes. Apenas 17% dos médicos dentistas com menos de 35 anos afirma ter contrato de trabalho. Perto de 70% dos inquiridos são trabalhadores por conta própria sem funcionários a cargo, ou seja, trabalham a recibos verdes. Uma situação que se agrava para quem trabalha para o Estado, quase 90% dos jovens médicos dentistas colocados em centros de saúde ou hospitais públicos são contratados a recibos verdes, sendo que quase metade (48,9%) está contratada através de empresas. 92,5% exerce em clínicas e consultórios privados, 4,1% em hospitais privados e 2,4% em centros de saúde. No privado, a grande maioria (78%) recebe em regime de percentagem, e destes, quase 55% ganha entre 31 e 40% do valor do ato médico. De salientar que 92% dos inquiridos revelam que recebem uma percentagem inferior a 50%. Quase metade (45%) dos que responderam ao questio- nário demoraram um ano, ou mais, até a conseguirem auferir de um valor semelhante ao salário mínimo nacional. Os dados mostram que mais de 50% dos jovens médicos dentistas têm um rendimento mensal bruto de menos de 1.500 euros (53%) e mais de 70% tem um rendimento mensal líquido, ou seja, depois dos descontos, abaixo desse mesmo valor (74%). Mais de metade (51%) dos jovens médicos dentistas recebe menos de 1.000 euros líquidos por mês. Os resultados deste inquérito vão ao encontro das preocupações que o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Miguel Pavão, tem manifestado publicamente sobre o excesso de médicos dentistas e as condições de subemprego dos profissionais mais jovens. 

Recomendado pelos leitores

Prevenção do Cancro Oral: Um importante recurso de aprendizagem gratuita
NOTÍCIAS

Prevenção do Cancro Oral: Um importante recurso de aprendizagem gratuita

LER MAIS

Porque os antibióticos são sobre usados em medicina dentária
NOTÍCIAS

Porque os antibióticos são sobre usados em medicina dentária

LER MAIS

Exame de sangue  pode permitir a deteção precoce do cancro oral
NOTÍCIAS

Exame de sangue pode permitir a deteção precoce do cancro oral

LER MAIS

Translate:

OJD 96 JUNHO 2022

OJD 96 JUNHO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.