JornalDentistry em 2023-7-31

NOTÍCIAS

Mundo A Sorrir apoiou mais 886.000 pessoas carenciadas em 18 anos

A história da Mundo A Sorrir começou há 18 anos, após uma missão de um grupo de jovens recém-licenciados em medicina dentária, na Ilha do Fogo em Cabo-Verde.

A falta de acesso a cuidados de saúde oral, a ausência de recursos humanos e materiais e a inexistência de capacitação contínua no setor levaram à fundação da Mundo A Sorrir, uma Organização que passou a ser movida pela sua missão de promover a Saúde e a Saúde Oral como um direito universal.
A intervenção da Mundo A Sorrir foi alargada a Portugal, à Guiné-Bissau e a São Tomé e Príncipe, países onde trabalha atualmente, com o objetivo de transformar o Mundo num local mais justo, igualitário e inclusivo.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as cáries dentárias não tratadas são o problema de saúde oral mais prevalente, afetando mais de dois mil milhões de pessoas (25% da população) no mundo. A OMS certifica, que quase metade da população mundial sofre de doenças orais não tratadas e que essas doenças atingindo mais pessoas em todo o mundo do que as doenças mentais, doenças cardiovasculares, diabetes, doenças respiratórias crónicas, mas também, as doenças oncológicas.
A prevenção e a literacia em saúde, a capacitação de profissionais e a assistência médico dentária são os pilares de atuação sobre os quais a Mundo A Sorrir se baseia e, é através de cada um deles, que a Organização beneficiou mais 886 mil pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconómica.
“Hoje, fazemos uma retrospetiva do caminho percorrido para que, possamos olhar criticamente para os obstáculos, as conquistas e o impacto alcançado na vida das pessoas que beneficiamos, e crescer com esse exemplo no futuro. Orgulhamo-nos ao dizer que – trabalhamos de pessoas para pessoas – e, é ao lado destas pessoas, que queremos continuar a nossa caminhada para melhorar o bem-estar e a qualidade de vida dos nossos beneficiários”, declarou Mariana Dolores, Presidente da Mundo A Sorrir.
Nos últimos 18 anos, contou com o apoio de 1.856 voluntários e registou 38.559 ações de prevenção em saúde e saúde oral, 165.729 rastreios orais, 185.880 tratamentos e 5.462 reabilitações orais com prótese dentária, tendo sido doadas 437.853 escovas e pastas de dentes.
Atuando em linha com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), os projetos da Mundo A Sorrir contribuem para o reforço e fortalecimento de um sistema que não abrange toda a população, seja em Portugal ou em continente africano. “Desenvolvemos um trabalho de complementaridade e de cooperação com os atores governamentais, não-governamentais e a sociedade civil com o objetivo de delinear políticas e estratégias de Saúde e Saúde Oral para dar resposta à população mais carenciada”, reforçou a Presidente da Organização.
Em Portugal, menos de um terço dos portugueses tem dentição completa e 28,5% tem falta de seis ou mais dentes. 65,2% dos menores de seis anos nunca visitam o dentista, revelou o Barómetro da Saúde Oral 2022, promovido pela Ordem dos Médicos Dentistas (OMD).
O trabalho desenvolvido pela Mundo A Sorrir em Portugal tem crescido significativamente, sendo distinguido pelos seus projetos pioneiros e inovadores. Expandiu-se a atuação a outras cidades do país, a novos públicos-alvo, criaram-se novas respostas sociais e novas temáticas foram abordadas. “Infelizmente estamos a atravessar momentos difíceis no nosso país e os pedidos de ajuda não param de aumentar de dia para a dia e, por essa razão, tentamos reinventar-nos para ninguém ficar à margem da sociedade e sem uma resposta”, afirmou Mariana.
Por sua vez, a nível internacional, a intervenção está cada vez mais consolidada, graças a presença permanente da Organização em cada país. Os projetos desenvolvidos em África são mais valorizados pelas entidades governamentais, possibilitando um alargamento da atuação, um maior impacto junto das comunidades e ganhos crescentes em saúde. “É um desafio diário trabalhar em contexto internacional. Existem obstáculos constantes que dificultam o desenvolvimento do nosso trabalho, mas a falta de financiamento torna-se o maior entrave. A resiliência da equipa aliada à responsabilidade social dos nossos associados, parceiros e entidades individuais e coletivas permite-nos continuar a nossa jornada em prol da universalização da saúde e saúde oral. Sabemos que estamos a contribuir para a melhoria da saúde da população e o impacto do nosso trabalho torna-se visível a cada dia que passa”, reforçou a Presidente da Organização.
O 18o aniversário da Mundo A Sorrir foi celebrado através de um jantar solidário que teve lugar na Fundação Cupertino Miranda no Porto. A iniciativa reuniu 150 pessoas, entre elas, colaboradores, voluntários, associados, parceiros e amigos da Organização.

 

Sabe mais sobre o projeto em: www.mundoasorrir.org.

 

 

Recomendado pelos leitores

Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa lidera na investigação científica portuguesa
NOTÍCIAS

Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa lidera na investigação científica portuguesa

LER MAIS

Ana Sofia Lopes instaura Ação Administrativa de Contencioso Eleitoral contra a Ordem dos Médicos Dentistas
NOTÍCIAS

Ana Sofia Lopes instaura Ação Administrativa de Contencioso Eleitoral contra a Ordem dos Médicos Dentistas

LER MAIS

A FDI (World Dental Federation) defende a saúde oral na 77ª Assembleia Mundial da Saúde em Genebra
NOTÍCIAS

A FDI (World Dental Federation) defende a saúde oral na 77ª Assembleia Mundial da Saúde em Genebra

LER MAIS

Translate:

OJD 117 MAIO 2024

OJD 117 MAIO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.