O JornalDentistry em 2020-8-27

NOTÍCIAS

Serviço Odontopediátrico de Lisboa — Balanço do primeiro ano de atividade

Serviço Odontopediátrico de Lisboa realizou 16 mil consultas para crianças e jovens sem custos para as famílias

Um ano depois de ter sido inaugurado, o Serviço Odontopediátrio de Lisboa (SOL) realizou 16 mil consultas para crianças e jovens, correspondentes a 5600 utentes de 31 nacionalidades, tendo a consulta de Medicina Dentária Preventiva sido a especialidade que mais tratamentos concluiu.

Inaugurado em Agosto do ano passado, o SOL é um projeto inédito da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), com o objetivo de providenciar, sem qualquer taxa ou custos para as famílias, consultas de saúde oral de excelência a todas as crianças e jovens até aos 18 anos, que residam ou frequentem um estabelecimento de ensino no concelho de Lisboa. Com esta iniciativa, a Santa Casa disponibiliza uma resposta sem encargos e efetiva às famílias portuguesas, que muitas vezes se veem impossibilitadas de recorrer a serviços de saúde oral devido aos seus elevados custos e/ou difícil acesso.

Com as suas vertentes clínica e de investigação, o SOL assume-se claramente como um complemento ao Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Das 16 mil consultas realizadas neste primeiro ano de atividade, 250 foram de Endodontia, 800 de Cirurgia Oral, 1000 de Telemedicina, 3000 de Dentisteria operatória, 4000 de Medicina Dentária Preventiva e 7000 de 1ªVez ou Observação/Revisão. 

No âmbito dos projetos de investigação levados a cabo pelo corpo clínico do SOL, foram concluídos 11 protocolos, 15 revisões bibliográficas, 9 guias para pais/cuidadores, 4 estudos e 6 casos clínicos.

Por causa da pandemia e seguindo as orientações da Direção Geral de Saúde, o SOL esteve encerrado entre 16 de março a 16 de junho, no entanto, o seu corpo clínico continuou em atividade através de sessões clinicas diárias, muitas ministradas internamente e outras por convidados externos de relevo no panorama nacional e internacional da medicina dentária, que ministraram palestras num registo informal e inteiramente dedicadas e exclusivas à equipa do SOL.

“Mais que um balanço, sobretudo num ano muito difícil e atípico, importa reafirmar o caráter inovador e pioneiro desta resposta que procura disseminar o conceito de saúde oral como um direito. As respostas públicas atuais ainda são em grande parte inadequadas e desiguais, deixando demasiadas pessoas sem acesso a cuidados de saúde oral. Com este forte investimento e com este modelo de assistência e funcionamento, a Santa Casa acredita que está a dar um importante contributo para a cobertura universal neste tipo de cuidados clínicos junto de crianças e jovens, aliando as prioridades de saúde oral e saúde pública à educação, literacia e investigação, com foco na prevenção e assistência precoce.”

André Brandão de Almeida, diretor do Serviço Odontopediátrico de Lisboa (SOL)

Sobre o SOL

Com a missão de prestar cuidados de saúde oral às crianças e jovens até aos 18 anos que residam ou estudem no concelho de Lisboa, garantindo a acessibilidade sem custos ou encargos financeiros para as famílias, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa criou em Agosto de 2019 o Serviço Odontopediátrico de Lisboa (SOL), que disponibiliza um serviço de Medicina Dentária Pediátrica especializado, constituído por uma equipa com elevada formação e experiência e dotado de equipamentos modernos e tecnologia avançada.

O SOL tem como objetivo disseminar o conceito de saúde oral como um direito, com ênfase na atenção precoce e na criação de hábitos saudáveis, e ainda consciencializar os pais/encarregados de educação sobre a importância do trabalho preventivo, por forma a melhorar a saúde oral e a qualidade de vida das crianças. Para isso, propõe-se a realizar 50.000 consultas de medicina dentária, por ano civil; Diminuir pelo menos em 50% a prevalência da cárie dentária até 2025 no concelho de Lisboa; Conseguir 80% de crianças livres de cárie, na dentição mista na idade dos seis anos no concelho de Lisboa até 2025; Efetuar no concelho de Lisboa levantamentos epidemiológicos periódicos, um a cada quatro anos, para avaliar a prevalência e a incidência das doenças da boca. 

Todos os profissionais do Serviço Odontopediátrico de Lisboa, incluindo médicos, estão integrados em carreira na Santa Casa com contrato individual de trabalho, pretendendo-se promover o espírito de equipa inteiramente dedicado às “boas causas” da saúde oral junto das crianças e jovens e ao mesmo tempo garantir segurança laboral e estabilidade dos seus clínicos. Além disso, com o objetivo de promover a constante formação e desenvolvimento clínico e académico, a Santa Casa providencia um conjunto de direitos e benefícios que vão desde bolsas de estudo a formação paga, de disponibilização de creche a um conjunto de apoios, de um horário de 35h semanais a uma estrutura de carreira bem remunerada e estimulante. A Santa Casa atribuiu ainda este ano três bolsas de estudo a três médicos do SOL para a realização de formação pós-graduada.

 

Recomendado pelos leitores

“No mês de Novembro, teremos o Straumanngroup Month, que será um mês dedicado à formação e educação!
NOTÍCIAS

“No mês de Novembro, teremos o Straumanngroup Month, que será um mês dedicado à formação e educação!

LER MAIS

Uma em cada oito crianças sofre de pesadelos sobre os seus dentes
NOTÍCIAS

Uma em cada oito crianças sofre de pesadelos sobre os seus dentes

LER MAIS

Translate:

OJD 77 OUTUBRO 2020

OJD 77 OUTUBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.