O JornalDentistry em 2019-5-03

ARTIGOS

A constituição genética tem pouco impacto na saúde oral

Um novo estudo concluiu que a composição genética não predispõe as pessoas à cárie dentária, no entanto, a pesquisa descobriu que as crianças com mães com excesso de peso são mais propensas a ter cáries.

O artigo, publicado na última edição da revista Pediatrics, estima que uma em cada três crianças australianas tem cáries na altura em que começam a estudar. 

A investigadora chefe, Mihiri Silva, do Murdoch Children's Research Institute, referiu que o estudo analisou os dentes de 173 pares de gémeos (idênticos e não-idênticos) desde a gravidez até seis anos de idade. 

De acordo com o Dra.Silva, como a genética na saúde oral não tem sido estudada com frequência, este é o primeiro estudo de gémeos que analisa a genética e os fatores de risco no início da vida, como doenças e estilo de vida. 

"Descobrimos gémeos idênticos que com genomas idênticos, têm graus variados de cáries dentárias. Isso significa que os fatores ambientais, como a falta de flúor na água, parece ser a principal causa das cáries e não a constituição genética”. 

No entanto, o Dra. Silva disse que a pesquisa encontrou uma ligação entre a saúde da mãe e o estilo de vida durante a gravidez e a futura saúde oral da criança, com obesidade na gravidez, um fator decisivo para o aumento do risco de cáries dentárias nas crianças. 

A relação entre obesidade materna e cárie dentária infantil é complexa. "Talvez o peso da mãe tenha uma influência biológica no feto em desenvolvimento ou talvez o risco de cáries seja por causa do aumento de açúcar naquele período.” 

Um em cada três dos gémeos estudados (32,2 por cento) apresentou cárie dentária e quase um em cada quatro (24,1 por cento) apresentava cárie dentária em estado avançado. 

A Dra. Silva considera que é importante que não se pense que as em cáries tem origem genética. Se as pessoas acham que a saúde de seus dentes está ligada à sua composição genética, podem não estar preparadas para fazer mudanças importantes no estilo de vida. 

Os resultados também reforçam o quão importante é para pediatras e outros profissionais de saúde educar as crianças a iniciar medidas preventivas no início da vida, antes do aparecimento de danos aos tecidos dentários." 

A cárie dentária é um sério problema de saúde, porque há uma ligação clara entre cáries infantis e o desenvolvimento de diabetes e doenças cardiovasculares mais tarde. 

A cárie dentária também é a principal causa de internamento hospitalar evitável em crianças australianas. 

De acordo com as estatísticas de 2011 do Departamento de Saúde de Victoria (Austrália), mais de 26.000 australianos com menos de 15 anos de idade são internados em hospital para tratar a cárie dentária todos os anos.

Katrina Scurrah, da Twins Research Australia e da School of Population and Global health at the University of Melbourne (Australia, disse que o estudo ilustra as vantagens de estudar em gémeos os efeitos dos fatores de risco bem como genes em idades precoces. Considera também  ser importante tentar replicar estas descobertas em  estudos que acompanham crianças até a idade adulta e explorar outros fatores de risco para a cárie dentária.

Este estudo publicado no Pediatrics recolheu dados dados sobre os gémeos com idades entre as 24 e 36 semanas gestacional, e  18 meses a seis anos de idade. Foi feito exame dentário aos seis anos de idade.

Questionários sobre o peso da mãe, doenças, uso de medicamentos, níveis de vitamina D, stresse, consumo de álcool e tabagismo foram coletados durante a gravidez.


Fonte: ScienceDaily/University of Melbourne

Referência: Mihiri J. Silva, Nicky M. Kilpatrick, Jeffrey M. Craig, David J. Manton, Pamela Leong, David P. Burgner, Katrina J. Scurrah. Genetic and Early-Life Environmental Influences on Dental Caries Risk: A Twin Study. Pediatrics, 2019

Arigo original ScienceDaily: "Your genetic make-up has little impact on your dental health, new study finds"

 

Recomendado pelos leitores

Atletas de elite apesar de escovarem frequentemente os dentes têm má saúde oral
ARTIGOS

Atletas de elite apesar de escovarem frequentemente os dentes têm má saúde oral

LER MAIS

Como a doença gengival pode levar à doença de Alzheimer
ARTIGOS

Como a doença gengival pode levar à doença de Alzheimer

LER MAIS

O fluoreto pode diminuir a função renal e hepática nos adolescentes
ARTIGOS

O fluoreto pode diminuir a função renal e hepática nos adolescentes

LER MAIS

Translate:

OJD SETEMBRO 2019

OJD SETEMBRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.