O JornalDentistry em 2018-3-22

ARTIGOS

Análise de para deteção de cancro (Biopsia Líquida) ainda não está disponível para uso generalizado

Um simples exame de sangue para detetar precocemente cancros. Como seria fantástico! Um estudo amplamente divulgado na revista Science descreveu um teste de biopsia líquida - CancerSEEK que combinou a medição de oito biomarcadores de tumores com testes de partes de de mutações de DNA(a) associadas ao cancro em 16 genes.

Não é um teste, é uma bateria de testes. E enquanto a coleta do sangue é um processo simples, a análise subsequente é extraordinariamente complexa. 

A tarefa em questão é particularmente desafiadora. Todos nós temos pedaços de DNA no sangue. Distinguir o DNA do tumor do DNA(a) de fundo requer encontrar as mutações especificamente associadas ao cancro. 

A adicionara esta complexidade há ainda que contar que indivíduos saudáveis? podem ter mutações. Para evitar a rotulagem de mutações inócuas como cancerosas, é necessário um conjunto de ajustes estatísticos. 

Por outras palavras, há uma série de passos numa biopsia líquida e muito potencial para que as coisas não corram bem. 

Para o seu crédito, os investigadores da CancerSEEK foram muito diretos em considerar que as condições do estudo eram as ideais para o teste para detetar com precisão o cancro. A biopsia líquida simplesmente teve que discriminar entre pacientes com cancro conhecido (a maioria dos quais apresentava sintomas) e indivíduos saudáveis. E o ajuste estatístico foi adaptado aos participantes do estudo - com o conhecimento de quem teve e que não teve cancro. 

Embora o teste tenha sido capaz de detetar a maioria dos cancros de estádio final, detetou menos da metade dos cancro em estádio 1. 

Mas os médicos não examinam o cancro avançado, detetamos o cancro inicial. E não detetamos pessoas com sintomas de cancro, detetamos pessoas assintomáticas. 

Não há dúvida de que haveria mais erros de deteção no ambiente menos controlado do mundo real. 

Quarenta pacientes com cancro de próstata metastático receberam biopsias líquidas para adaptar a terapia em tempo real à genética de seus tumores metastizados. Essa é a visão da medicina de precisão. 

Mas os investigadores adicionaram um pequeno toque. Eles queriam saber se era importante o laboratório comercial que realizava a biopsia liquida Enviaram então 2 amostras de sangue dos mesmos pacientes para laboratórios que utilizavam marcas comerciais diferentes de biopsia líquida, o sangue de cada paciente para duas biopsias líquidas comerciais Guardant360 e PlasmaSELECT. Ambos os testes foram projetados para detetar mutações nos mesmos genes. 

No entanto, em mais da metade dos 40 pacientes, os testes deram respostas diferentes sobre quais mutações estavam presentes. Diferentes testes de biopsia líquida dão respostas diferentes na maioria dos pacientes? Isso não é precisão. 

Claro, as análises de biopsias líquidas vão melhorar. Mas se existe muita confusão sobre quais mutações que estão presentes no sangue de pacientes com cancro metastático (que têm muito DNA tumoral), imagine a incerteza que existirá para indivíduos assintomáticos que desconhecem se têm cancro. E então há a questão do que fazer com um resultado positivo. Isso é muito diferente de detetar um nódulo de pulmão relativo em uma tomografia computadorizada de triagem do tórax ou uma massa de mama relativa numa mamografia de rastreio. Nestes casos, é claro o que fazer para obter uma resposta definitiva: biopsia cirúrgica do nódulo ou da massa. Mas com uma biopsia líquida, a localização anatómica de um cancro pode ser um mistério. Pode até não ser claro em que órgão o cancro está localizado. 

Mesmo que haja certeza de que o cancro esteja por exemplo no fígado, pode não se saber em que localização no órgão. Teria que se fazer uma biopsia aleatória a diferentes partes do fígado. Os médicos não saberão onde procurar, mas continuaremos procurando. 

As biopsias líquidas ainda são uma receita para mais ansiedade para os prestadores saúde, mais procedimentos, mais complicações e mais sobrediagnósticos, sem mencionar, mais custos para os pacientes. 

Deve-se continuar a estudar as biopsias líquidas. A deteção de DNA de tumor circulante pode, em última instância, ser útil em ambientes selecionados, como a terapia de adaptação para cancro agressivo que está mutando rapidamente. Mas o verdadeiro entusiasmo é para a triagem de indivíduos com risco médio. 

Um vídeo da Goldman Sachs estimou que o potencial mercado para a  biopsia líquida seria de US $ 14 mil milhões anualmente. 

Fonte: Oral Cancer Foundation/CNN

Artigo original da OCF: "New cancer test isn’t ready for prime time"

Autor:  H Gilbert Welch

 

(a) - DNA — Ácido desoxirribonucléico

Recomendado pelos leitores

Ibuprofeno com parecetamol mais eficaz que os opioides no tratamento da dor dentária
ARTIGOS

Ibuprofeno com parecetamol mais eficaz que os opioides no tratamento da dor dentária

LER MAIS

Terapia Periodontal reduz os níveis da Pressão Arterial
ARTIGOS

Terapia Periodontal reduz os níveis da Pressão Arterial

LER MAIS

A resistência ao antibióticos está a aumentar em pacientes com doença periodontal grave
ARTIGOS

A resistência ao antibióticos está a aumentar em pacientes com doença periodontal grave

LER MAIS

Translate:

OJD 53 JULHO de 2018

OJD 53 JULHO de 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.