O JornalDentistry em 2018-2-05

ARTIGOS

As criptas amigdalianas podem proteger o HPV do sistema imunológico

Pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Rochester (URMC) USA, consideram que o papiloma do vírus humano (HPV) pode esconder-se em pequenas bolsas na superfície das amígdalas em pessoas não diagnosticadas como portadoras do o vírus.

Este fato pode ser ser fundamental para a prevenção de cancro orofaríngico que se formam naregião das amígdalas e da língua.  A maioria das pessoas está exposta ao HPV quando atingem a metade da idade adulta. As cepas HPV-16 e HPV-18 causam cancro cervical, bem como cancro de cabeça e pescoço. Embora existam testes para detetar HPV em pessoas antes de desenvolver cancro do colo do útero, o mesmo não é verdade para os cancros de cabeça e pescoço relacionados com o HPV, que deverão superar em número os casos de cancro cervical até 2020. 

Apenas cerca de 5% das pessoas infetadas com HPV desenvolverão cancro oral ou na garganta, a maioria dos sistemas imunológicos das pessoas pode facilmente conter as infeções por HPV.Os pesquisadores interrogaram-se sobre a razão do sistema imunológico não protege os 5% que desenvolvem cancro. O estudo encontrou o HPV envolto em biofilmes dentro das bolsas na superfície da amígdala conhecida como criptas de amígdalas, onde geralmente ocorrem os cancro da cabeça e pescoço relacionados com o HPV. Os pesquisadores estudaram amostras de tecido de 102 pacientes que apresentaram Amigdalectomia eletivas. Cinco dessas amostras apresentaram HPV e quatro apresentaram cepas HPV-16 e HPV-18 de alto risco. 

Em todos os casos, o HPV foi encontrado em biofilmes da cripta amigdalianas. Os pesquisadores, acreditam que o HPV é derramado da amígdala durante uma infeção ativa e fica preso no biofilme, onde pode ser protegido do ataque imune. Nas criptas, o vírus provavelmente espera uma oportunidade para restabelecer a infeção para invadir o tecido da amígdala e desenvolver cancro. De acordo com Matthew Miller, MD, professor associado de otorrinolaringologia e neurocirurgia na URMC, devido à falta de imunização universal do HPV e do potencial para do vírus evadir o sistema imunológico, mesmo em indivíduos com HPV detetável no sangue, estas descobertas podem ter implicações de longo alcance para identificar pessoas com risco de desenvolver cancros da cabeça e pescoço relacionados com HPV e, em última análise de o impedir. Os pesquisadores tem planos para investigar possíveis ferramentas de triagem, como um elixir oral para detetar HPV na boca e na garganta. O próximo passo seria desenvolver antimicrobianos tópicos que perturbariam o biofilme, permitindo que o sistema imunológico elimine o vírus. Além disso, os pesquisadores esperam que melhores ferramentas de triagem de HPV ajudem a determinar o impacto da vacina contra o HPV nas taxas desses cancros. 

O Estudo complet , “Prevalence of High-Risk Human Papillomavirus in Tonsil Tissue in Healthy Adults and Colocalization in Biofilm of Tonsillar Crypts,” foi publicado no JAMA Otolaryngology-Head & Neck Surgery.

 

Fonte: Dentistry Today

Artigo original: “Tonsil Crypts May Protect HPV from the Immune System”

Recomendado pelos leitores

A má saúde oral pode causar quedas nos idosos?
ARTIGOS

A má saúde oral pode causar quedas nos idosos?

LER MAIS

Com o cancro oral em ascensão, os médicos dentistas podem desempenhar um papel importante
ARTIGOS

Com o cancro oral em ascensão, os médicos dentistas podem desempenhar um papel importante

LER MAIS

O RGPD
ARTIGOS

O RGPD "light" português

LER MAIS

Translate:

OJD 51 MAIO de 2018

OJD 51 MAIO de 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES