JornalDentistry em 2023-3-27

ARTIGOS

As gengivas macias tem maior tendência para inflamações

Pesquisadores da Universidade de Tohoku confirmaram que gengivas mais macias dificultam o desenvolvimento de fibroblastos gengivais, as fibras que mantêm os dentes no lugar.

Os dentes sausaveis ajustam-se  firmemente às gengivas graças às muitas fibras gengivais que ligam o dente à gengiva. A gengiva         é o gerador de fibroblastos - células que contribuem para a formação de tecido conjuntivo.

Cientistas da Universidade de Tohoku descobriam que a rigidez gengival influencia as propriedades dos fibroblastos gengivais, o qual, será afetada se uma provável  inflamação ocorrer e dificultando a formação de fibras gengivais.

Os resultados foram publicados na revista Scientific Reports em 24 de janeiro de 2023.

"Descobrimos que a gengiva macia resulta em inflamação e dificulta o desenvolvimento de fibras gengivais", diz o professor associado Masahiro Yamada da Escola de Pós-Graduação em Medicina Dentáriada Universidade de Tohoku.

Há muito que se sabe que indivíduos com gengiva espessa ou rígida são menos suscetíveis a recessões gengivais.  Muitos fatores podem levar à recessão gengival, como doenças gengivais, escovação excessiva e mascar tabaco. Mas esta é a primeira vez que a rigidez gengival é atribuída a reações biológicas.

Embora os fibroblastos desempenhem um papel importante na manutenção, reparação e cicatrização da gengiva, também produzem várias biomoléculas inflamatórias e degradadoras de tecidos que degradam as fibras gengivais. Além disso, os fibroblastos estão associados a respostas imunes a patógenos.

Yamada, juntamente com seu colega Professor Hiroshi Egusa, também da Escola de Pós-Graduação de Medicina Dentáriaa da Universidade de Tohoku, criou um ambiente de cultura artificial que simulava gengiva macia ou dura e cultivou fibroblastos gengivais humanos neles. Descobriram que a rigidez simulada de gengiva dura ativava um sistema anti-inflamatório intracelular       nos fibroblastos gengivais que impedia a inflamação. No entanto, a rigidez suave simulada de gengiva suprimiu o sistema                 anti-inflamatório fibroblástico. Isso aumentou a probabilidade de inflamação e resultou em menos síntese de colágeno.

"Nossa pesquisa é a primeira a demonstrar os mecanismos biológicos em jogo em relação às propriedades gengivais de um paciente", acrescenta Yamada. "Espera-se que os resultados acelerem o desenvolvimento de biomateriais avançados para controlar a inflamação local ou microdispositivos que simulam o microambiente inflamatório 

Recomendado pelos leitores

Novo tratamento da mucosite oral: Terapia antibacteriana ativada pela luz
ARTIGOS

Novo tratamento da mucosite oral: Terapia antibacteriana ativada pela luz

LER MAIS

Novo método de obtenção de dados para imagens de tomografia computadorizada de feixe cónico de alta resolução
ARTIGOS

Novo método de obtenção de dados para imagens de tomografia computadorizada de feixe cónico de alta resolução

LER MAIS

ADA — Nova diretriz detalha estratégias de controle da dor dentária para pacientes pediátricos
ARTIGOS

ADA — Nova diretriz detalha estratégias de controle da dor dentária para pacientes pediátricos

LER MAIS

Translate:

OJD 114 FEVEREIRO 2024

OJD 114  FEVEREIRO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.