JornalDentistry em 2024-2-10

ARTIGOS

Bactérias orais ligadas à sobrevivência da fibrose pulmonar

Uma espécie bacteriana tendeu a dominar certos pacientes com fibrose pulmonar idiopática (FPI) que não foram tratados com antibióticos

As bactérias orais podem desempenhar um papel na sobrevivência da fibrose pulmonar idiopática (FPI), conclui um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Michigan e da Universidade da Virgínia.

As descobertas vêm de uma análise mais ampla do papel do microbioma pulmonar e da FPI. Uma espécie bacteriana tendeu a dominar em certos pacientes com FPI que não foram tratados com antibióticos

Trabalhando sob a hipótese de que o tratamento com antibióticos poderia melhorar os resultados em pacientes com a doença, o estudo CleanUP-IPF i nclui a coleta de esfregaços de bochecha e outras amostras para examinar alterações nas populações bacterianas.

David O'Dwyer, M.D., Ph.D., da Divisão de Medicina Pulmonar e de Cuidados Intensivos da U-M Medical School, em parceria com John Kom, M.D. e Imre Noth, M.D., da Universidade da Virgínia e a sua equipe, viu uma oportunidade estudar também o papel do microbioma oral nas doenças pulmonares, uma vez que agora é geralmente aceito que as bactérias da boca e da garganta são os principais contributos para o microbioma pulmonar.
Usando análise de 16S rRNA e outras técnicas genéticas, a equipe extraiu DNA de amostras de bochecha em busca de pistas.
Surpreendentemente, descobriram que uma espécie bacteriana, Streptococcus mitis, tendia a dominar em certos pacientes com FPI que não foram tratados com antibióticos.
Além do mais, esses pacientes tinham melhor função pulmonar e doenças menos graves – e, em última análise, tinham maior probabilidade de sobreviver.
Até o momento, a pesquisa mostrou que um conjunto mais diversificado de bactérias nos pulmões e no intestino reflete uma saúde melhor.
Isso não se aplica à boca, observou O'Dwyer.
Segundo O'Dwyer o Streptococcus mitis tende a agir como um guardião de outras ameaças bacterianas, incluindo aquelas que podem causar doenças periodontais.

 Surpreendentemente a equipenão encontrou a mesma relação protetora entre Streptococcus mitis oral e FPI em pacientes que receberam antibióticos. Estudos futuros visam determinar melhor as diversas populações bacterianas no ambiente oral e pulmonar em pacientes com FPI para compreender a ligação entre esses microbiomas e a doença.

 

 

Fonte: ScienceDaily / Michigan Medicine - University of Michigan

Recomendado pelos leitores

O Regime Jurídico aplicável à publicidade na medicina dentária
ARTIGOS

O Regime Jurídico aplicável à publicidade na medicina dentária

LER MAIS

Diretrizes para  Medicina Dentária  sobre antibióticos
ARTIGOS

Diretrizes para Medicina Dentária sobre antibióticos

LER MAIS

App projetada para orientação passo a passo em caso de emergência para equipes de medicina dentária
ARTIGOS

App projetada para orientação passo a passo em caso de emergência para equipes de medicina dentária

LER MAIS

Translate:

OJD 115 MARÇO 2024

OJD 115  MARÇO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.