JornalDentistry em 2023-3-04

ARTIGOS

Níveis mais altos de citocinas na saliva correspondem a maior inflamação da gengiva

Pesquisadores da NYU College of Dentistry desenvolveram uma pontuação única para descrever o nível de citocinas na saliva, e essa pontuação está ligada à gravidade da inflamação clínica da gengiva.

O estudo publicado na revista PLOS ONEEmbora mais pesquisas sejam necessárias para testar a "pontuação de citocinas", ela pode ser promissora para medir o quão bem um paciente responde ao tratamento para doenças gengivais, prever a recorrência de doenças gengivais ou detectar inflamações contínuas relacionadas a doenças sistémicas.

"A inflamação periodontal não é apenas aparente no exame, mas é refletida na saliva do paciente", disse Angela Kamer, DMD, MS, PhD, professora associada do Departamento Ashman de Periodontologia e Implantodontia na NYU Dentistry e autora sénior do estudo.

A doença periodontal (ou gengiva) é uma condição inflamatória crónica que afeta aproximadamente metade dos adultos. A doença periodontal resulta da complexa interação entre um desequilíbrio de bactérias saudáveis e não saudáveis sob a linha da gengiva e a resposta do sistema imunológico. Essa resposta produz altos níveis de citocinas - pequenas proteínas que sinalizam o sistema imunológico - nas gengivas inflamadas, especialmente citocinas pró-inflamatórias como IL-8, IL-1?, IL-6 e TNF.

A doença periodontal também está associada a condições sistémicas, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes e Alzheimer. Os cientistas acreditam que a inflamação da gengiva contribui para essas condições por meio de vias indiretas (citocinas que aumentam a inflamação sistémica) e vias diretas (citocinas que viajam para um órgão específico como o coração ou o cérebro), mas estudar isso é difícil devido ao desafio de medir citocinas no fluido encontrado no fundo das bolsas gengivais.

Felizmente, as citocinas também são encontradas na saliva, que é mais fácil de coletar. No estudo, os pesquisadores queriam saber se a inflamação da gengiva detectada clinicamente poderia prever o nível de citocinas encontradas na saliva.

"As citocinas salivares são uma janela para a composição molecular do ambiente oral", disse Vera Tang, DDS, MS, professora assistente clínica do Departamento Ashman de Periodontologia e Implantodontia da NYU Dentistry e primeira autora do estudo.

Os pesquisadores avaliaram as gengivas e a saliva de 67 adultos, com 45 anos ou mais, que apresentavam algum grau de doença periodontal, mas eram saudáveis. Para medir sua inflamação periodontal clínica, os pesquisadores usaram uma fórmula chamada Área de Superfície Inflamada Periodontal (PISA), que é calculada usando medições da profundidade de bolsas nas gengivas e sangramento durante a sondagem. O PISA fornece uma medida única da inflamação periodontal; uma pontuação mais alta no PISA indica maior inflamação.

Os participantes também foram solicitados a cuspir em tubos estéreis para coletar amostras de saliva, que foram então analisadas para medir uma gama de citocinas pró e anti-inflamatórias: IL-1, IL-6, IL-8, IL-13, TNF, e IL-10. Liderados pelo estatístico Malvin Janal, PhD, os pesquisadores usaram duas maneiras diferentes (o Índice de Componentes de Citocinas e o Índice Inflamatório Composto) para combinar essas citocinas numa única pontuação.

Descobriram que os indíces do PISA estavam significativamente associados aos novos indíces de citocinas, independentemente de outros fatores, incluindo idade, sexo, tabagismo e índice de massa corporal (IMC). Quanto maior o indíce de citocinas, maior a inflamação periodontal.

"Isso demonstra que uma única pontuação abrangendo várias citocinas salivares se correlaciona com a gravidade da inflamação periodontal", disse Leena Palomo, DDS, MSD, professora e presidente do Departamento Ashman de Periodontologia e Implantodontia na NYU Dentistry e coautora do estudo.

Os pesquisadores alertam que mais pesquisas são necessárias para validar o indíce de citocinas em pacientes com diferentes condições de saúde, bem como naqueles com todos os níveis de doença periodontal, incluindo gengivas saudáveis e doença gengival em estágio inicial. No entanto, se o indíce de citocinas for validado em populações maiores de pacientes  e mais diversas, ele poderá ser usado para entender melhor a progressão e a recorrência da doença periodontal, bem como a possível conexão com outras condições sistémicas.

"Com o tratamento para doenças gengivais, como raspagem e aplainamento, sabemos que a pontuação do PISA diminui. Seria interessante ver se a pontuação das citocinas também diminui - ou, se persistir, ver o que isso significa", acrescentou Kamer. "É uma causa subjacente, como inflamação contínua de doença sistémica? Ou se alguém tem uma resposta hiperinflamatória, saberíamos através sa alta pontuação de citocinas e podiamos prever se a periodontite irá recorrer ou progredir no futuro? Esperamos para olhar para essas questões em pesquisas futuras."

 

Outros autores do estudo incluem Babak Hamidi, DDS, MPH, Cheryl Barber, MS, MPH e Benjamin Godder, DMD, da NYU Dentistry. Esta pesquisa foi financiada pelos Institutos Nacionais de Saúde (R03-DE023139)

 

Fonte: ScienceDaily / New York University

Recomendado pelos leitores

Estudo sugere via causal entre doença gengival e artrite reumatoide
ARTIGOS

Estudo sugere via causal entre doença gengival e artrite reumatoide

LER MAIS

Infeção gengival pode ser um dos fatores de risco para arritmia cardíaca
ARTIGOS

Infeção gengival pode ser um dos fatores de risco para arritmia cardíaca

LER MAIS

Cancro oral e a relação com os  cigarros e os vapes
ARTIGOS

Cancro oral e a relação com os cigarros e os vapes

LER MAIS

Translate:

OJD 104 MARÇO 2023

OJD 104 MARÇO 2023

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.