JornalDentistry em 2024-2-12

ARTIGOS

O primeiro dente do bebé? É hora de uma visitar o médico dentista.

Cerca de 1 em cada 5 crianças nos EUA entre as idades de 2 e 5 anos desenvolverá pelo menos uma cárie, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças – e a taxa de cárie dentária só aumenta à medida que as crianças envelhecem.

Os resultados são muito mais do que cosméticos: a má saúde oral afecta a nutrição, a fala e a capacidade de aprendizagem das crianças, entre outras coisas.
A boa notícia é que a cárie dentária é evitável e há muito que os pais podem fazer para garantir uma vida inteira de sorrisos felizes e saudáveis, diz Cheen Loo, professor e catedrático de odontopediatria na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade Tufts.  

Comece cedo:
A Academia Americana de Odontopediatria recomenda que a primeira consulta odontológica de uma criança seja logo após o aparecimento do primeiro dentinho perolado, ou pelo menos no primeiro aniversário da criança.
A visita não é tanto para o bebé ou criança pequena na cadeira, mas para os pais, diz Loo. Assim como uma consulta precoce com o pediatra, “cabe a nós educar os pais sobre como cuidar dos dentes e o que eles podem antecipar”, diz Loo.
Preparação para emergências:
As crianças muito pequenas muitas vezes caem ou batem em alguma coisa, ferindo os dentes ou gengivas. Essa é outra razão pela qual é bom ter um relacionamento estabelecido com um consultório dentário desde o início, "porque, caso contrário, estará tentando descobrir para onde ir, com quem entrar em contato", com o seu filho ferido ou sangrando, diz Loo.
Sempre há a urgência do hospital, diz ela, “mas o traumatismo dentário não é uma prioridade tão alta”, e poderá passar muito tempo na sala de espera. Um médico  dentista que já conhece o seu filho poderá aconselhá-lo por telefone e decidir se o jovem precisa ser atendido imediatamente.
 

Hora da escova de dentes
Até o dente de leite mais novo deve ser limpo com uma escova de dentes, diz Loo; a tradição de usar uma toalha para limpar os dentinhos simplesmente não é tão eficaz.
Para crianças menores de 3 anos, use uma pasta de dente fluoretada, numa quantiddade aproximada a um grão de arroz. Para crianças com mais de 3 anos, pense no tamanho de uma ervilha verde. É importante não deixar as crianças engolirem pasta de dente, diz Loo, então os pais devem colocar a pasta de dente na escova e supervisionar a escovação dos dentes. As crianças devem escovar duas vezes ao dia, de manhã e à noite.

Flúor
A opção preferida para todas as crianças é o creme dental que contém flúor, diz Loo. No caso de crianças pequenas que não conseguem evitar engolir a pasta de dente, ou de pais que se sentem desconfortáveis em usar flúor em crianças pequenas, Loo diz que examinará os fatores de risco da criança para cáries, que podem incluir se eles escovam regularmente; se seguem uma dieta bem balanceada, sem alto teor de alimentos conhecidos por causar cáries; se vierem fazer exames dentários a cada seis meses.
“Se a criança não corre alto risco de cárie, não há problema em usar o creme dental sem flúor”, diz ela. Mas por volta dos 5 ou 6 anos, o flúor é a melhor opção para ajudar a prevenir a cárie. “Não há realmente evidências sólidas de que o flúor possa causar resultados adversos quando são usadas quantidades adequadas”, diz ela.

Facilitando a dentição
Para aliviar a dor da dentição, Loo recomenda os "bons e antigos anéis de dentição", especialmente se refrigerados para que fiquem frios nas gengivas. Fique longe de colares e contas de dentição, pois eles representam risco de asfixia.
A maioria dos medicamentos para dentição que já foram populares, incluindo aqueles anunciados como totalmente naturais, foram retirados do mercado, e Loo desaconselha o uso de produtos vendidos sem receita.

Fora da garrafa
O uso extensivo de mamadeiras e copinhos pode interferir no desenvolvimento da mandíbula, diz Loo. Por esse motivo, os profissionais de medicina dentária recomendam que os jovens sejam retirados da mamadeira a partir de 1 ano de idade e que parem de usar copinhos com canudinho  e  apartir dos 2 anos de idade parar- principalmente  sumos ou outros líquidos açucarados . Ao 3 anos , as crianças devem parar de usar chucha ou de chupar os dedos.

“O formato da mandíbula muda se eles chuparem essas coisas”, diz Loo. E embora usar canudo não seja tão mau, o acesso a bebidas açucaradas ilimitadas representa um risco para a saúde oral, independentemente de como é consumido.

 

 

Fonte: Faculdade de Medicina Dentária da Universidade Tufts
Foto: Unsplash/CCO Public Domain

Recomendado pelos leitores

O Regime Jurídico aplicável à publicidade na medicina dentária
ARTIGOS

O Regime Jurídico aplicável à publicidade na medicina dentária

LER MAIS

Diretrizes para  Medicina Dentária  sobre antibióticos
ARTIGOS

Diretrizes para Medicina Dentária sobre antibióticos

LER MAIS

App projetada para orientação passo a passo em caso de emergência para equipes de medicina dentária
ARTIGOS

App projetada para orientação passo a passo em caso de emergência para equipes de medicina dentária

LER MAIS

Translate:

OJD 115 MARÇO 2024

OJD 115  MARÇO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.