O JornalDentistry em 2018-3-21

EDITORIAL

Inovação no horizonte

Sob o lema “Inovação, tecnologia e futuro digital” realiza-se este mês de março, em Madrid, a segun- da maior feira da Europa na área da medicina dentária, a EXPODENTAL.

Célia Coutinho Alves, DDS, PhD, médica dentista doutorada em periodontologia, diretora do “O JornalDentistry”

Novos desenvolvimentos nesta edição incluem a incorporação da “área de treino”, a qual concentrará todas as ofertas do setor dentário no que respeita aos estudos pós-graduados e especialidades com treino disponibilizado pelas empresas e informação de grande interesse para estes profissionais. A não perder.

Mais pormenores contamos dar nota na edição próxima edição de abril. 

Este mês teve lugar na Casa do Médico, no Porto, o Congresso Anual da SPPI, com um programa muito abrangente e com um leque de conferencistas internacionais e nacionais de alto nível, a provar que a periodontologia portuguesa está em muito boas mãos e a desenvolver-se como especialidade ao mais alto nível. Prova disso foi uma edição das mais concorridas dos últimos anos e com uma antecipação ao sucesso do que pode vir a ser a edição do Europerio, este junho, em Amesterdão. O tema da peri-implantite teve destaque pelo convite ao Prof. Dr. Frank Schwarz, um dos principais investigadores nesta área e que certamente chamou mui- 

tos colegas ao evento, por se tratar de um “hot topic” da medicina dentária atual. 

Ficámos a saber que o seu melhor tratamento é a prevenção, o que nos envolve (médico dentista-higienista oral-paciente) muitíssimo numa mudança de rotinas e protocolos de manutenção apertados, diferentes da consulta somente curativa que continua a imperar na maioria dos consultórios e nas cabeças dos pacientes. Quando a peri-implantite não se conseguiu evitar, então a intervenção cirúrgica precoce é a melhor abordagem. 

De salientar e, obviamente, congratular a investigação portuguesa na área dos implantes, neste caso levada a cabo por uma equipa séria e dedicada da Universidade de Coimbra, que viu distinguida a sua linha de investigação sobre o comportamento clínico e radiográfico dos implantes com plataforma discrepante. 

Quando o prémio surge a nível internacional e é, neste caso, o 1o Prémio do Portugal Clinical Scholars Research Training Program da Harvard Medical School, só podemos ficar orgulhosos em nome da investigação em medicina dentária de Coimbra e do seu magnífico grupo aqui representado pela Dra. Ana Messias. Tenho a certeza de que este prémio será entendido por eles como um incentivo a continuar e por outros grupos, como exemplo e estímulo, mesmo quando sabemos que a investigação é um caminho difícil e de muita per- sistência. 


 

Recomendado pelos leitores

Autenticação constitui principal vulnerabilidade de segurança
EDITORIAL

Autenticação constitui principal vulnerabilidade de segurança

LER MAIS

Translate:

OJD 54 SETEMBRO de 2018

OJD 54 SETEMBRO de 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.