O JornalDentistry em 2018-9-26

ENTREVISTA

"Hoje tendemos cada vez mais a procurar uma filosofia de vida mais biológica

O Dr. Miguel Stanley, fundador da White Clinic, explicou ao O JornalDentistry as vantagens por detrás deste conceito, utilizado há praticamente uma década na sua clínica

 

O JornalDentistry - Como tomou contacto pela primeiravez com a medicina dentária biológica? Há quanto tempo
é praticado na White Clinic?

Dr. Miguel Stanley – Há dez anos, um dos meus familiares apareceu no consultório com uma grande infeção associada
a um dente. Na altura, nunca poderia imaginar que o diagnóstico seria compatível com uma cavitação dentária.
Fiquei então interessado em perceber qual poderia ser a origem daquela infeção silenciosa. Após ter investigado
sobre o tema, percebi que a origem poderia estar associada à extração de um siso, datada de há muitos anos. Como tratamento
para este tipo de infeções, falava-se na aplicação da ozonoterapia, entre outras propostas de tratamento que
procuram o bem-estar geral do paciente, eliminando qualquer foco de infeção, e que estão associadas à filosofia da
medicina dentária biológica.

O JornalDentistry -Sabemos que o Dr. Miguel Stanley é criador de uma série de conceitos e filosofias ligadas à medicina dentária, tais

como “No half smiles®”, ou “Slow Dentistry®”. Em que consiste este novo conceito “Biodentistry”?

— Dr. Miguel Stanley –“Biodentistry” pode ser definido como a prática de uma medicina dentária que procura aplicar procedimentos focados no bem-estar geral do paciente.
Este conceito é aplicado em todas as áreas da medicina dentária, dando sempre prioridade à escolha de materiais
mais biocompatíveis com o nosso organismo e à aplicação de técnicas minimamente invasivas. Para isto é necessário
um conjunto de tecnologias de última geração como o CBCT (Rx 3D), máquina de ozonoterapia, cirurgia piezoelétrica, centrifugadora PRF (fibrina rica em plaquetas), bem como lasers com capacidade de acelerar o processo de recuperação.              Prima também por um workflow clínico onde trabalhamos com as análises clínicas do paciente e nutrição. Para termos             sucesso é necessário reunir todas estas tecnologias num só espaço. A White Clinic é das poucas clínicas do mundo onde                    isso é possível, graças à constante evolução e investimento que tem sido feita ao longo dos últimos 18 anos, fruto da constante procura pela excelência e inovação.

O JornalDentistry - Porquê convidar o Dr. Dominik Nischwitz a falar sobre medicina dentária biológica?

— Dr. Miguel Stanley – O Dr. Dominik e eu conhecemo-nos num congresso emFrança, chamado SYFAC, organizado pelo                       Prof. Joseph Choukroun, dedicado à implantologia e biomateriais dentários.
Fui convidado para palestrar, juntamente com alguns líderes na área. O Dr. Dominik estava na plateia e veio falar
comigo depois. Adorei a energia dele. Ambos partilhamos a mesma paixão pela área da implantologia e temos como
principal objetivo a felicidade dos nossos pacientes.  Fomos a primeira clínica em Portugal a praticar este tipo de medicina        dentária, que para muitos é ainda desconhecida. Convidei o Dr. Dominik Nischwitz, pois era a pessoa certa para fazer esta apresentação pela primeira vez em Portugal.

O JornalDentistry - Foi um curso aberto a todos os médicos dentistas, com foro limitado ao espaço da clínica.                                       Algo que fizemos pelo caráter único do orador e da área. Porque decidiu adotar a medicina dentária biológica? Qual a sua importância?

 — Dr. Miguel Stanley –Hoje em dia tendemos cada vez mais a procurar uma filosofia de vida mais biológica.
Desde 1998, ano que acabei a minha formação na faculdade, que deixei de realizar restaurações em amálgama,
uma vez que o mercúrio e outro tipo de metais na cavidade oral podem ter resultados prejudiciais para o nosso organismo
e afetar a nossa saúde geral, para não mencionar os efeitos no meio ambiente. Pouco a pouco fui percebendo  que o                organismo do ser humano é o principal motor para o sucesso do tratamento. Perceber se o paciente tem os níveis
de colesterol e de vitamina D dentro dos parâmetros normais é importante na altura da colocação de implantes, bem
como a utilização de materiais o mais biocompatíveis possíveis, de forma a não haver rejeição por parte do nosso corpo,
e evitar causar outro tipo de doença crónica.
 

O JornalDentistry - O que mudará nos protocolos da White Clinic com a adoção da medicina dentária biológica?

Dr. Miguel Stanley – A White Clinic é uma clínica altamente tecnológica, que dispõe de todos os equipamentos necessários          para a prática deste tipo de medicina, tais como o ozono para a ozonoterapia, o piezoelétrico, os lasers de baixa intensidade            (LLLT), entre outros equipamentos, como meios auxiliares de diagnóstico diagnósticoessenciais, como o CBCT (cone beam computorized tomography), que nos permite detetar infeções que podem estar a causar um transtorno grave no nosso             organismo, tais como as cavitações.
No nosso protocolo, para além da aplicação deste tipo de tecnologias, contamos com uma consulta detalhada de
avaliação, onde o principal objetivo do plano de tratamento apresentado é melhorar o bem-estar do paciente, contando
com uma avaliação da nutrição e testes sanguíneos, algo que já fazemos regularmente há muitos anos.
 

O JornalDentistry - Quais as diferenças entre um tratamento que segue o protocolo tradicional, em comparação com                               um tratamentoque segue o protocolo “biodentistry”?

— Dr. Miguel Stanley – Qualquer tratamento que siga o protocolo “biodentistry é mais completo pois tem como principal              objetivo não só melhorar a saúde oral do paciente, mas também o seu bem-estar geral. Um ato médico, como uma simples       extração dentária, não só inclui o ato da remoção da peça dentária, mas também a incorporação de tecnologias para garantir                 a desinfeção do alvéolo, PRF (Platelet Rich Fibrin) e LLLT para acelerar a cicatrização, bem como a aplicação de uma                     tecnologia focada na regulação da energia bio-eletro-magnética que melhora a circulação sanguínea a nível corporal.                            Desta forma conseguimos garantir um melhor sucesso da nossa intervenção, eliminando qualquer risco de infeção, e consequentemente um melhor pós-operatório. Fazendo um balanço do custo-benefício, o paciente deve sempre optar                     pelo que é melhor para a sua saúde, e neste caso a prevenção de uma possível complicação deve ser a primeira escolha.

Clinica White: http://whiteclinic.pt

 

Artigo publicado na edição de setembro do "O JornalDentistry" em edição impressa e Digital  (pág.14)

 

Recomendado pelos leitores

“Pretendemos transmitir o que devemos fazer em cada uma das fases do tratamento com implantes, do diagnóstico após-tratamento”
ENTREVISTA

“Pretendemos transmitir o que devemos fazer em cada uma das fases do tratamento com implantes, do diagnóstico após-tratamento”

LER MAIS

Translate:

OJD 56 NOVEMBRO 2018

OJD 56 NOVEMBRO 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.