O JornalDentistry em 2020-5-02

NOTÍCIAS

Assistência dentária e saúde oral na crise do COVID-19

Comentários de pesquisadores da Univ. de Rochester, Eastman Institute for Oral Health, N.Y, sobre cuidados dentários e a COVID-19, incluindo a prestação de cuidados dentários e a proteção de pacientes e funcionários durante a pandemia

"A pandemia COVID-19 expôs lacunas significativas na resposta coletiva dos sistemas globais de saúde a uma emergência de saúde pública", disse a editora-chefe da JDR Clinical & Translational Research, Jocelyne Feine, onde os comentários foram publicados "Embora a medicina dentária seja uma parte relativamente pequena na resposta ao COVID-19, profissionais e organizações de medicina dentária devem aproveitar esta oportunidade para avaliar o papel dos profissionais de medicina dentária dentária numa emergência global de saúde pública."

Os autores reviram as evidências atuais relacionadas ao impacto do SARS-CoV-2/COVID-19 na assistência dentária e na saúde oral com o objetivo de ajudar os profissionais de medicina dentária a controlar melhor os riscos de transmissão da doença em ambiente dentário, fortalecer a proteção contra infeções nosocomiais e identificar áreas de pesquisa em saúde oral relacionada ao COVID-19. 

 

Questões importantes relacionadas com a assistência dentária e a saúde oral incluem: 

O SARS-CoV-2 é transmitido de humano para humano através de contacto direto e gotículas respiratórias e contactos indiretos com fómites(1). 

A transmissão aérea também é provável, mas faltam evidências concretas. Tanto pacientes assintomáticos quanto pré-sintomáticos podem ser as principais fontes de transmissão SARS-CoV-2. 

Evidências sustentam que a mucosa oral é um local inicial de entrada para SARS-CoV-2 e que os sintomas orais, incluindo perda de paladar e olfato e boca seca, podem ser sintomas precoces do COVID-19, embora o mecanismo e o prognóstico dos sintomas orais do COVID-19 não sejam claros.

Testes rápidos para doenças infecciosas em consultórios dentários que utilizam amostras de saliva podiam ser valiosos na identificação precoce de pacientes infetados e na avaliação do progresso da doença. 

As clínicas dentárias e os profissionais de medicina dentária não estavam preparados para realizar procedimentos geradores de aerossóis numa crise de pandemia infecciosa de doenças respiratórias, pois a utilização de equipados respiradores N95 necessários para esses procedimentos, não eram uma prática rotineira 

Aumentar os esforços de pesquisa em controle de aerossóis, incluindo melhorar o controle de engenharia e design de consultórios dentários. Talvez seja hora de considerar gabinetes de cuidados dentárias de pressão negativa. 

Por fim, os pesquisadores de saúde oral podem desempenhar um papel mais ativo na identificação e diagnóstico precoce da doença por meio da diagnóstico dos mecanismos da boca seca e perda de paladar em pacientes com COVID-19. 

 

(1) - Qualquer objeto inanimado ou substância capaz de absorver, reter e transportar organismos contagiantes ou infeciosos, de um indivíduo para outro

 

Recomendado pelos leitores

COVID-19: Comunicado Entidade Reguladora de Saude
NOTÍCIAS

COVID-19: Comunicado Entidade Reguladora de Saude

LER MAIS

Médica Dentista passa a integrar Scientific Committée
NOTÍCIAS

Médica Dentista passa a integrar Scientific Committée

LER MAIS

Comunicado do candidato da Lista B a Bastonário da OMD
NOTÍCIAS

Comunicado do candidato da Lista B a Bastonário da OMD

LER MAIS

Translate:

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.