O JornalDentistry em 2021-4-08

NOTÍCIAS

Como as doenças tem alterado os padrões da medicina dentária

Um estudo de recente realizado por pesquisadores da Universidade da Colúmbia Britânica no Canadá investigou os efeitos paralelos da Sida e da Covid-19 na medicina dentária.

Analisaram as mudanças nas medidas de EPI(Equipamento de Proteção Individual). Para isso, entrevistaram 45 profissionais de medicina dentária  que afirmaram que que depois do surgimento da Sida passou a ser padrão  o uso de luvas de proteção e máscaras como mínimo.

Pandemia COVID-19 é mais difícil de manusear

Durante o auge da pandemia de Sida , os profissionais de saúde orall foram especialmente cautelosos em evitar o contato com o sangue durante os procedimentos. Agora, com o COVID-19, a preocupação é maior porque o vírus é transmitido pelo ar e se espalha através de gotículas e aerossóis, que estão em todos os lugares sempre que o cuidado é prestado. 

Os cientistas canadianos explicam que essa preocupação é influenciada principalmente "pela falta de uma compreensão completa sobre a transmissibilidade e o impacto percebido do vírus sobre o custo e o tempo associados à minimização ou eliminação do risco de transmissão dentro de um ambiente dentário".

Órgãos governamentais em todo o mundo, lançaram orientações para a serem aplicadas à medicina dentária incluindo a utilização de EPI,  assim como  recomendações que devem ser executadas no local de trabalho para proteger pacientes e profissionais de medicina dentária de uma possível transmissão. 

Um vislumbre do que está por vir

As pessoas em geral esperam que a pandemia do coronavírus devido à vacinação em massa, acabe num futuro próximol. No entanto, uma pesquisa recente realizada e publicada pela Nature colocou um amortecedor nisso. Mostrou que "os cientistas esperam que o vírus faça com o COVID-19 se torne endémico e que pode tornar-se num perigo menos com o passar do tempo".

Nessa artigo, o Dr. Jesse Bloom, biólogo do Fred Hutchinson Cancer Research Center, em Seattle, nos EUA, sugere que o SARS-CoV-2 provavelmente se tornará "um problema menos sério e algo como uma gripe”, mas algumas pessoas ainda desenvolverão sintomas graves.

Assim como Sida ou qualquer outra doença que tenha atingido fortemente a sociedade, o coronavírus está aqui para ficar de uma forma ou de outra e, portanto, terá um impacto duradouro no uso de EPI na medicina dentária.

 

 

Fonte: Sage Journals

Estudo: The HIV and SARS-CoV-2 Parallel in Dentistry from the Perspectives of the Oral Health Care Team

 

Recomendado pelos leitores

As condições de saúde oral relacionadas com o stresse pioram por causa da pandemia
NOTÍCIAS

As condições de saúde oral relacionadas com o stresse pioram por causa da pandemia

LER MAIS

“Dupla Mutação ”: Os riscos da nova variante Covid-19 indiana
NOTÍCIAS

“Dupla Mutação ”: Os riscos da nova variante Covid-19 indiana

LER MAIS

Projeto Saúde e Segurança da FDI no Consultório Dentário
NOTÍCIAS

Projeto Saúde e Segurança da FDI no Consultório Dentário

LER MAIS

Translate:

OJD 83 ABRIL 2021

OJD 83 ABRIL 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.