O JornalDentistry em 2020-9-02

NOTÍCIAS

OMS: utilização de produtos à base de álcool na desinfeção das mãos

Algumas questões frequentemente levantadas sobre uso de produtos à base de álcool para desinfeção das mãos, respondidos pela Organização Mundial de Saúde.

A OMS contínua a defender que um dos melhores métodos de prevenção do Covid-19 é a lavagem frequente e profunda das mãos com água e  sabão.

 

P: O uso excessivo de desinfeção das mãos com produtos à base de álcool resultará em resistência?

R: Ao contrário de outros anti-sépticos e antibióticos, não há relato ou resistência provável de produtos à base de álcool. Na verdade, quanto mais são usado apropriadamente, menos bactérias resistentes aos antibióticos são capazes de se espalhar.

 

P: O ger de álcool seca as mãos ou arde quando aplicado?

R: Os produtos modernos para das mão  à base de álcool não devem (se usados ​​corretamente) secar as mãos. Alguns pessoas podem estar familiarizados com a geração de anti-sépticos para as mãos à base de álcool que não continham amaciantes de pele (emolientes). Todos os produtos de hoje contêm amaciantes de pele que ajudam a prevenir o ressecamento. Dos estudos publicados disponíveis, muitos descrevem que os profissionais de saúde que rotineiramente usam gel para desinfeção das mãos têm menos irritação e ressecamento da pele do que aqueles que usam água e sabão. A desinfeção com álcool podem doer se o membro da equipe apresentar cortes ou feridas na pele. Essas áreas devem ser cobertas. A dermatite de contato alérgica causada por desinfeção com produtos  à base de álcool é muito rara.

 

P: Quantas vezes os fprofissionais de saúde  podem usar produtos  com álcool?

R: Existe um equívoco comum de que as mãos devem ser lavadas a cada quatro ou cinco aplicações de anti-séptico à base de álcool. Não há razão para fazer isso, exceto por preferência pessoal em alguns casos (ou seja, se as mãos sentirem que precisam ser lavadas ou em climas quentes e muito húmidos).

 

P: Os profissionais de saúde são afetados de alguma forma pelo álcool ao limpar as mãos?

R: Não há evidências que sugiram isso. Estudos publicados até o momento mostraram que, após o uso de esfregaços para as mãos, os níveis de álcool encontrados no sangue são insignificantes (etanol) ou não detectáveis ​​(iso-propil).

 

P: Que conselho podem dar devido a relatórios de que alguns países estão a considerar banir o etanol devido aos efeitos prejudiciais teóricos causados ​​pela inalação?

R: Com base nas evidências atuais, tanto o etanol quanto o isopropanol são seguros para uso na higiene das mãos. 

 

Armazenamento

Para evitar o esgotamento do produto,  as unidades clínicas podem manter estoque de reserva localmente.

O armazenamento local e central (a granel) deve estar de acordo com os regulamentos contra incêndio em relação ao tipo de gabinete e armazenamento, respectivamente.

A formulação recomendada pela OMS para desinfeção  das mãos não deve ser armazenadas em quantidades superiores a 50 litros localmente ou em farmácias centrais sem ar condicionado e ventilação especializados.

As diretrizes de segurança nacional e os requisitos legais locais devem ser seguidos, no que diz respeito ao armazenamento de ingredientes e do produto final.

Deve-se ter cuidado ao transportar recipientes / distribuidores pessoais para evitar derramamento.

Os recipientes / dispensadores devem ser armazenados em local fresco e deve-se tomar cuidado com a  sua fixação 

Problemas de descarte

Os recipientes e distribuidores usados ​​conterão resíduos de gel e vapores inflamáveis.

Enxaguar os recipientes usados ​​com grandes quantidades de água fria reduzirá o risco de incêndio e os recipientes podem então ser reciclados ou eliminados como resíduos gerais.

 

Localização dos dispensadores

— Os dispensadores de desinfeção das mãos não devem ser colocados acima ou perto de fontes potenciais de ignição, como interruptores de luz e tomadas elétricas, ou próximos a saídas de oxigênio ou outros gases medicinais, devido ao risco aumentado de ignição de vapores.

— Os dispensadores de desinfeção de mãos não devem ser colocados em nenhum corredor que faça parte de um meio de fuga. 

— Deve-se levar em consideração os riscos associados ao derramamento em revestimentos de pisos, incluindo o risco de deslizamentos de pedestres.

 

Pacientes e visitantes

Instruções claras sobre uso devem ser exibidas nos pontos dos dispensadores de desinfetante destinados ao uso dos visitantes em áreas clínicas.

Isso deve incluir advertências para não usar quantidades excessivas e não fumar imediatamente após o uso.

P: Onde devem ser localizados os dispensadores de gel para desinfeção das mãos à base de álcool ?

R: Não devem ser colocados acima ou perto de fontes potenciais de ignição, como interruptores de luz e tomadas elétricas, ou próximos a saídas de oxigênio ou outros gases medicinais, devido ao risco aumentado de vapores acendendo.

Recomendado pelos leitores

“No mês de Novembro, teremos o Straumanngroup Month, que será um mês dedicado à formação e educação!
NOTÍCIAS

“No mês de Novembro, teremos o Straumanngroup Month, que será um mês dedicado à formação e educação!

LER MAIS

Uma em cada oito crianças sofre de pesadelos sobre os seus dentes
NOTÍCIAS

Uma em cada oito crianças sofre de pesadelos sobre os seus dentes

LER MAIS

Translate:

OJD 77 OUTUBRO 2020

OJD 77 OUTUBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.