O JornalDentistry em 2016-10-10

ARTIGOS

Estudo relaciona oclusão dentária também com o controlo da postura e equilíbrio

Nos últimos anos tem havido um crescente interesse médico em corrigir os dentes que não se tocam perfeitamente, a fim de evitar problemas como dor mandibular, diastema e apinhamento.

Um novo estudo concluiu que a oclusão dentária também está relacionada com o controlo da postura e equilíbrio.

A oclusão dentária é simplesmente o contato feito entre os dentes superiores e inferiores ao fechar a boca. Os dentes podem ser perfeitamente alinhados ou eles podem apresentar alterações com diferentes níveis de gravidade.

Dois novos estudos, realizados em colaboração entre o Departamento de Fisiologia da Universidade de Barcelona (Espanha) e da Universidade de Innsbruck (Áustria), confirmaram uma relação menos óbvia entre uma mordida imperfeita e o controle postural.

Outro aspecto a ser destacado é que, embora essa relação pode parecer estatisticamente fraco, torna-se mais forte quando experimenta fadiga ou quando a instabilidade é um fator.

Segundo  Sonia Julià-Sánchez de Sinc, autor do estudos e investigador na Universidade Catalã. "Quando há uma má oclusão, ela é  classificada de acordo com critérios estabelecidos cientificamente. O que é relevante no estudo é que as más oclusões também têm sido associados a diferentes alterações motora e fisiológicas".

Ambos os estudos, cujos resultados foram publicados no Motor Control and Neuroscience Letters, fornece dados conclusivos que mostram que o controle postural é melhorado, tanto em equilíbrio estático como no dinâmico, quando as más oclusões são corrigidas posicionando a mandíbula em uma posição neutra.

Esta relação não é tão óbvia em condições estáticas diárias, embora possa haver condições associadas com patologias, tais como obesidade, que pioram a instabilidade do corpo, diminuindo assim o controle da postura e aumentando o risco de quedas.

Esta relação em atletas podem desempenhar um papel crucial, bem como na prevenção de lesões como entorses, distensões e fraturas causadas pela instabilidade  inesperada à medida que aumenta a fadiga e diminui a capacidade de controle.

Seria útil, tanto para a população em geral como para os  atletas a considerar corrigir oclusões dentárias para melhorar o controle postural e, assim, evitar possíveis quedas e instabilidade devido à falta de resposta do sistema do motor.

 

A influência recíproca:

O controle postural é o resultado de um sistema complexo que inclui diferentes elementos sensoriais e motoras.

Nos últimos anos tem havido um crescente interesse científico na relação entre o sistema estomatognático (o conjunto de órgãos e tecidos que nos permitem comer, falar, mastigar, engolir e sorriso) e controle postural.

A ligação pode ter uma explicação neurofisiológica. Há uma influência recíproca entre o nervo trigeminal e o núcleo vestibular  que são responsáveis ​​pela função mastigatória e controle do equilíbrio respectivamente, bem como entre os músculos da mastigação e do pescoço.

Esta influência poderia explicar a causa das  más oclusões dentárias afetarem negativamente o controle postural. Até agora não havia nenhuma pesquisa conclusiva.

O primeiro estudo levou em conta o tipo de oclusão dentária, bem como se houve tratamento ortodôntico anterior. Os resultados mostraram que as alterações no alinhamento dos dentes estavam relacionados com o menor controle de equilíbrio estático.

O segundo estudo avaliou o tipo de oclusão dentária, o controle da postura e cansaço físico, a fim de analisar a possível relação entre esses fatores. A análise demonstrou que o equilíbrio melhorou quando as más oclusões foram corrigidas, e que havia um impacto maior sobre o controle postural quando os indivíduos estavam cansados.

 

Fonte da história: Plataforma SINC - Department of Physiology at the University of Barcelona (Spain) e  University of Innsbruck (Austria)

Autores: Sonia Julià-Sánchez, Jesús Álvarez-Herms, Hannes Gatterer, Martin Burtscher, Teresa Pagès e Ginés Viscor.

 Artigo completo:  “Dental Occlusion Influences the Standing Balance on an Unstable Platform. Motor Control”

Adaptação: OJD

 

 

Recomendado pelos leitores

Doença gengival associada a complicações COVID-19
ARTIGOS

Doença gengival associada a complicações COVID-19

LER MAIS

Rumo à deteção precoce dos cancros orais
ARTIGOS

Rumo à deteção precoce dos cancros orais

LER MAIS

O Tabaco e a sua influência nas doenças Periodontais, Perioimplantares e Implantes  Dentários
ARTIGOS

O Tabaco e a sua influência nas doenças Periodontais, Perioimplantares e Implantes Dentários

LER MAIS

Translate:

OJD 81 FEVEREIRO 2021

OJD 81 FEVEREIRO  2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.