O JornalDentistry em 2019-3-05

ARTIGOS

O cigarro eletrónico (e-cig) provoca algumas alterações moleculares relacionadas com o cancro oral

Se acha que vaping é benigno, pense novamente. Um estudo da USC mostra que os utilizadores de e-cig desenvolvem algumas alterações moleculares relacionadas com o cancro no tecido oral como as dos fumadores de cigarro, aumentando a preocupação crescente de que os e-cigs não sejam uma alternativa inofensiva ao tabagismo.

A pesquisa, publicada no International Journal of Molecular Sciences, ocorre quando o mercado e-cig aumenta assim como a crescente preocupação com a saúde pública. 

Uma nota positiva referente a ,pesquisas recentes que descobriram que o vaping é quase duas vezes mais eficaz do que outras terapias de reposição de nicotina em ajudar os fumadores a parar.

Entre adolescentes, o vaping  supera agora o tabagismo, e há evidências de que o uso de e-cig leva ao vício da nicotina e num futuro leva os adolescentes a fumar cigarros.

"Os dados existentes mostram que o vapor do e-cig não é apenas 'vapor de água', como acreditam algumas pessoas", comentou Ahmad Besaratinia, professor associado da Keck School of Medicine da USC e principal autor do estudo. "Embora as concentrações da maioria dos compostos carcinogénicos em produtos de e-cig sejam muito menores do que as do fumo do cigarro, não há nível seguro de exposição a carcinógenos".

Besaratinia enfatizou que as mudanças moleculares observadas no estudo não são cancro, ou mesmo pré-cancro, mas sim um alerta precoce de um processo que poderá potencialmente levar ao cancro se não for controlado.

Os pesquisadores analisaram a expressão génica em células orais coletadas de 42 usuários de e-cig, 24 fumadores e 27 pessoas que não fumavam nem usavam o e-cig. A expressão génica é o processo pelo qual as instruções do nosso DNA são convertidas num produto funcional, como uma proteína. Certas alterações na expressão génica podem levar ao cancro..

Os investigadores concentraram-se nas células epiteliais orais, que revestem a boca, porque mais de 90% dos cancros relacionados com o fumo originam-se no tecido epitelial, e o cancro oral está associado ao uso do tabaco. 

Ambos, fumantes e vapers mostraram expressão genética anormal, ou desregulação, num grande número de genes ligados ao desenvolvimento do cancro. Vinte e seis por cento dos genes desregulados em usuários de e-cig eram idênticos aos encontrados nos fumadores. Alguns genes desregulados encontrados em usuários de e-cig, mas não em fumantes, estão, no entanto, implicados em cancro do pulmão, cancro do esófago, cancro da bexiga, cancro do ovário e leucemia. 

Besaratinia e sua equipe planeiam replicar suas descobertas num grupo maior de indivíduos e explorar os mecanismos que causam a desregulação dos genes. Também vão realizar uma nova experiência na qual os fumadores mudam para e-cigs; querem verificar se ocorre alguma mudança na regulação genética após a mudança.

Segundo os investigadores a maior parte, os participantes estão tão curiosos quanto eles para saber se esses produtos são seguros.

Além de Besaratinia, os outros autores do estudo são: Stella Tommasi, Andrew Caliri, Amanda Cáceres, Debra Moreno, Meng Li, Yibu Chen e Kimberly Siegmund, todas da USC.

A pesquisa foi apoiada por doações do Instituto Nacional de Pesquisa Dental e Craniofacial dos Institutos Nacionais de Saúde  e do Programa de Pesquisa de Doenças Relacionadas ao Tabagismo da Universidade da Califórnia 

 

Fonte: EurekAlert!

Artigo original: "E-cig users develop some of the same cancer-related molecular changes as cigarette smokers"

 

Recomendado pelos leitores

Como o uso regular de analgésicos poderá aumentar as taxas de sobrevivência do cancro de cabeça e pescoço
ARTIGOS

Como o uso regular de analgésicos poderá aumentar as taxas de sobrevivência do cancro de cabeça e pescoço

LER MAIS

Pode o microbioma da língua pode ajudar a diagnosticar o cancro do pâncreas?
ARTIGOS

Pode o microbioma da língua pode ajudar a diagnosticar o cancro do pâncreas?

LER MAIS

Ativar a regeneração de dentes em ratos
ARTIGOS

Ativar a regeneração de dentes em ratos

LER MAIS

Translate:

OJD 60 MARÇO 2019

OJD 60 MARÇO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.