O JonalDentistry em 2020-1-19

ARTIGOS

Usar fio dental e ir ao médico dentista ligado a menor risco de cancro oral

O uso regular do fio dental e ir ao médico dentista pode estar ligado a um menor risco de cancro oral, de acordo com os resultados apresentados na reunião anual de 2019 da American Association for Cancer Research (AACR),

No novo estudo, os pesquisadores analisaram os comportamentos de pacientes que foram diagnosticados com cancro oral em relação à saúde oral, entre 2011 e 2014 na clínica de ouvido, nariz e garganta no  Ohio State University Comprehensive Cancer Center. Os comportamentos dos pacientes foram comparados aos de pacientes sem cancro que vieram à clínica por outras razões, como tonturas ou dor de ouvido. 

Todos os pacientes do estudo responderam a uma pesquisa que incluiu perguntas sobre a frequência com que usam o fio dental, quantas vezes eles foram ao médico dentista, atividade sexual e se fumavam ou bebiam álcool.

O cancro oral pode ser dividido em duas categorias: aquelas impulsionadas pelo Vírus do Papiloma Humano sexualmente transmissível (HPV) e os que não são, disse o autor  principal do estudo Jitesh Shewale, bolsista de pós-doutorado do University of Texas MD Anderson Cancer Center in Houston, em Houston. (Fumar e beber são fatores de risco para o cancros oral não HPV.)

Depois de ajustar para fatores como idade, sexo, nível socio-económico e raça, os pesquisadores descobriram que as pessoas oral HPV-negativas que iam ao dentista pelo menos  uma vez por ano tinham quase o dobro do risco de desenvolver cancro oral do que aqueles que iam mais do que uma vez por anos. Da mesma forma, as pessoas oral hHPV-negativas que usavam fio dental pelo menos  uma vez por dia tinha mais de duas vezes o risco do que aqueles que usavam  o fio dental mais vezes por dia. Por outras palavras, a falta de higiene oral estava ligada ao aumento do risco de cancro não HPV.

O estudo não encontrou uma associação entre uma má  higiene oral e o cancro oral naqueles que igualmente tiveram HPV oral.

Os pesquisadores supõem que o microbioma oral pode desempenhar um papel na associação entre higiene oral e risco de cancro. Em pesquisas anteriores, cientistas da mesma equipe encontraram evidências de que "más práticas de higiene oral causam uma mudança no microbioma oral", disse Shewale à Live Science. Essa mudança "promove a inflamação crónica e [pode levar] ao desenvolvimento de cancros”. Os cancros orais positivos para HPV afetam principalmente a base da língua e da região das amígdalas, enquanto os cancros negativos ao HPV afetam principalmente as cavidades orais, que são mais afetadas pela higiene orais, acrescentou.

Denise Laronde, professora associada de medicina dentária da  University of British Columbia, que não fez parte do estudo, disse que a nova pesquisa foi "interessante", mas acrescentou que era muito cedo para tirar conclusões. (O estudo encontrou uma associação entre higiene oral e risco de cancro, mas não mostrou causa e efeito.)

Ainda assim, "muitas vezes as pessoas olham para a sua saúde oral como quase desconectado do resto do seu corpo", comentou Laronde  ao Live Science. "Mas muitas doenças sistêmicas  refletem-se na  saúde oral e vice-versa."

Laronde acrescentou que a nova pesquisa pretende aumentar a conscientização sobre a importância do uso do fio dental. Você não está apenas a usar o fio dental para manter os dentes, você está a usa-lo para manter sua saúde."

Os resultados ainda não foram publicados num meio revisto por pares.

 

Fonte:: Oral Cancer Foundation/www.livescience.com

Autor: Yasemin Saplakoglu, Staff Writer

"Flossing and going to the dentist linked to lower risk of oral cancer"

 

Recomendado pelos leitores

De acordo  com uma nova pesquisa os Dentes servem como “arquivo da vida”
ARTIGOS

De acordo com uma nova pesquisa os Dentes servem como “arquivo da vida”

LER MAIS

Alguns meses de “Vaping” colocam pessoas saudáveis em risco de  doença oral
ARTIGOS

Alguns meses de “Vaping” colocam pessoas saudáveis em risco de doença oral

LER MAIS

Desenvolvimento de novo teste COVID-19 à base de saliva que muda de cor com resultados em 45 minutos
ARTIGOS

Desenvolvimento de novo teste COVID-19 à base de saliva que muda de cor com resultados em 45 minutos

LER MAIS

Translate:

OJD 75 JULHO 2020

OJD 75 JULHO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.