O JornalDentistry em 2018-10-07

ARTIGOS

Yale Cancer Center descobre vulnerabilidades criticas do carcinoma adenoide cístico

Usando uma abordagem de cultura celular, pesquisadores de Yale Cancer Center descobriram vulnerabilidades criticas do carcinoma adenoide cístico um, cancro glandular letal e raro com uma alta taxa de recorrência letal e poucas opções de tratamento.

NOTCH 1 (cor verde) em células-tronco carcinoma adenoide cístico - Crédito: Imagem cortesia de Yale Cancer Center

Estas descobertas foram publicadas em 15 de abril na revista Clinical Cancer Research, onde se demostra  que o carcinoma adenoide cístico e cancros semelhantes podem ser tratados com medicamentos disponíveis atualmente .

O carcinoma adenoide cístico  na maioria das vezes ocorre nas glândulas salivares, mas pode surgir  na mama, traqueia, pele ou em outros locais. As taxas de sobrevivência a cinco anos estão perto de 90%, mas caem significativamente depois disso, com apenas 40% de sobrevivência a  15 anos após o diagnóstico. É um cancro de crescimento lento que afeta cerca de 1.200 pessoas anualmente, com poucos sintomas nos estágios iniciais.

Além da cirurgia, existem poucos tratamentos para o carcinoma adenoide cístico que até agora se mostrou resistentes à radioterapia. É essa resistência que é estimulada para o desenvolvimento de quimioterapia e radiação 

Segundo Sergey Ivanov,  co-autor sénior Sergey Ivanov, pesquisador e  cientista em cirurgia (otorrinolaringologia),  entre as células do carcinoma adenoide cístico, encontram-se células-tronco cancerosas mais agressivas. Foi Importante, ter-se encontrado o calcanhar de Aquiles destas células, que é a sua ligação à  NOTCH1, uma molécula de sinalização que ajuda a essas células a  sobreviver à terapia e a multiplicarem-se. Felizmente, as células-tronco cancerosas podem ser mortas bloqueando a produção de NOTCH1".

As semelhanças entre as células-tronco do carcinoma adenoide cístico  e dos cancro de células estaminais derivadas de outros tipos de cancro como o melanoma, neuroblastoma e glioma surpreendeu os pesquisadores.

O  estudo sugere que as  drogas, que foram usadas ​​em ensaios clínicos para bloquear a sinalização NOTCH numa variedade de cancro, poderá ser eficaz contra  o carcinoma adenoide cístico. Além disso, o estudo destaca que há bons alvos para o desenvolvimento terapêutico para o carcinoma adenoide cístico. 

Esta notícia foi financiada pela Oral Cancer Foundation e avaliada quanto à adequação e exatidão. 

 

Fonte: Oral Cancer Foundation/ www.dddmag.com

Autor: Universidade de Yale

Artigo original OCF: "Drug Target in Rare, Lethal Glandular Cancer Discovered"

 

Recomendado pelos leitores

A doença periodontal pode ser um iniciador da doença de Alzheimer.
ARTIGOS

A doença periodontal pode ser um iniciador da doença de Alzheimer.

LER MAIS

As bactérias da doença periodontal mesmo depois de mortas continuam a causar danos
ARTIGOS

As bactérias da doença periodontal mesmo depois de mortas continuam a causar danos

LER MAIS

Farmacocinética e Farmacodinâmica na medicina dentária
ARTIGOS

Farmacocinética e Farmacodinâmica na medicina dentária

LER MAIS

Translate:

OJD 55 OUTUBRO de 2018

OJD 55 OUTUBRO de 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.