O JornalDentistry em 2017-11-05

ARTIGOS

Como as bactérias causadoras da cárie podem sobreviver no biofilme

Pesquisadores da University of Basel's Preventative Dentistry and Oral Microbiology Clinic e do Department of Biomedical Engineeringda consideram da os polissacarídeos extracelulares desempenham um papel central na capacidade de sobrevivência das bactérias causadoras de cáries na placa dentária.

Os polissacarídeos extracelulares desempenham um papel central nas capacidades de sobrevivência das bactérias causadoras de cárie na placa dentária, segundo um estudo publicado na revista PLOS ONE. 

As bactérias cariogénicas vivem no biofilme e atacam o esmalte dentário convertendo o açúcar e o amido em ácidos que dissolvem o cálcio do esmalte. Esse processo pode causar cárie. A dissolução do cálcio aumenta a concentração de cálcio localmente, criando um ambiente hostil à vida bacteriana. No estudo, os pesquisadores investigaram como as bactérias conseguem sobreviver na placa dental apesar dessas condições. 

Eles hipotetizaram que os polissacarídeos extracelulares (EPS) suportam as capacidades de sobrevivência das bactérias. Os EPS são substâncias que criam bactérias cariogénicas extracelulares a partir de resíduos de açúcares. Criam os andaimes do biofilme e garantem que as bactérias possam ancorar-se na placa dentária. 

O EPS integra cálcio no biofilme 

O estudo mostrou que quanto mais bactérias cariogénicas de cálcio se dissolvem, maior será a sua tolerância ao cálcio e aumenta a sua capacidade de sobrevivência no biofilme. Os cientistas conseguiram provar que as bactérias cariogénicas desenvolvem mecanismos para ajudá-los a sobreviver às altas concentrações de cálcio. 

Demonstraram que os polissacarídeos extracelulares possuem um elevado número de locais de ligação ao cálcio através dos quais se pode integrar o cálcio livre no biofilme. Isso neutraliza a substância tóxica e fortalece a estrutura EPS no biofilme. 

— Novas informações sobre as causas da cárie 

A integração do cálcio com EPS não ajuda apenas a bactéria cariogénica a sobreviver em esmalte dental; Isso também causa cárie. A integração de EPS do cálcio inibe a remineralização do esmalte, já que já não existe quantidade suficiente de cálcio livre presente na placa. Esta descoberta é importante para obter uma melhor compreensão da regulação do cálcio na cárie, explica a microbiologista Monika Astašov-Frauenhoffer. 

 

Fonte: Universidade de Basileia - ScienceDaily

Artigo original: “How caries-causing bacteria can survive in dental plaque”

Autores:  Monika Astasov-Frauenhoffer, Muth M. Varenganayil, Alan W. Decho, Tuomas Waltimo, Olivier Braissant. 

Recomendado pelos leitores

A luta contra a cárie dentária conta  com um novo material inteligente
ARTIGOS

A luta contra a cárie dentária conta com um novo material inteligente

LER MAIS

Preocupação pela falta de consciência da população sobre a relação entre o HPV e o cancro oral
ARTIGOS

Preocupação pela falta de consciência da população sobre a relação entre o HPV e o cancro oral

LER MAIS

As criptas amigdalianas podem proteger o HPV do sistema imunológico
ARTIGOS

As criptas amigdalianas podem proteger o HPV do sistema imunológico

LER MAIS

Translate:

OJD 48 FEVEREIRO 2018

OJD 48 FEVEREIRO 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES